POLÍTICA INTERNACIONAL II

Área destinada para opiniões sobre tudo o que circunda a Economia, a Política e os Temas Sociais, do Brasil e do Mundo.
Avatar do usuário
Ysell
Profissional
Profissional
Mensagens: 4211
Registrado em: 15 Ago 2016, 20:30

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Ysell » 07 Mar 2022, 13:28

Thiago Vasco escreveu: 07 Mar 2022, 13:21
natanaelfm escreveu: 06 Mar 2022, 20:27 Muita inércia rolou após meus ultimos comentários neste tópico.

Assim como o futebol que rola a política do mais forte e a da não intervenção

Exemplo do ultimo jogo VAS x LIXO

O mundo está assistindo o estrupo da ucrânia e ninguém vai fazer nada
Tem pouca mobilidade nesse lado. A OTAN não pode fazer muito mais que já fez. O espaço de exclusão aérea é uma declaração de guerra.
O máximo seria incluir a Finlândia e a Suécia na OTAN, mesmo com o risco de uma WW3.

As sanções ainda não afetam o gás natural e petróleo russo. Se incluídas nessa área pode representar um duro golpe(de verdade) na economia russa.
Mas a dívida Rússia continua em 10% do PIB, com superávits a uns 6 anos seguidos. E a China pode com o tempo comprar esse petróleo e gás natural.

Só que isso vai incluir europeus sem energia no final do inverno e racionamento de energia em indústrias alemãs e da Europa Central.
Suspendendo os fertilizantes + exportação de trigo russo + petróleo teremos um aumento de no mínimo 50% nos alimentos mundiais.
O que não faz uma política energética equivocada e tocada por alarmismo. Se tivessem mantido os investimentos em energia nuclear talvez fossem menos dependentes do gás russo. Por causa do incidente de fukushima decidiram acabar com esse tipo de geração de energia na Alemanha (acho que na UE inteira).

Avatar do usuário
Wagnersac
Craque
Craque
Mensagens: 16924
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Barra da Tijuca - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Wagnersac » 07 Mar 2022, 13:32

Ysell escreveu: 07 Mar 2022, 13:28
Thiago Vasco escreveu: 07 Mar 2022, 13:21
natanaelfm escreveu: 06 Mar 2022, 20:27 Muita inércia rolou após meus ultimos comentários neste tópico.

Assim como o futebol que rola a política do mais forte e a da não intervenção

Exemplo do ultimo jogo VAS x LIXO

O mundo está assistindo o estrupo da ucrânia e ninguém vai fazer nada
Tem pouca mobilidade nesse lado. A OTAN não pode fazer muito mais que já fez. O espaço de exclusão aérea é uma declaração de guerra.
O máximo seria incluir a Finlândia e a Suécia na OTAN, mesmo com o risco de uma WW3.

As sanções ainda não afetam o gás natural e petróleo russo. Se incluídas nessa área pode representar um duro golpe(de verdade) na economia russa.
Mas a dívida Rússia continua em 10% do PIB, com superávits a uns 6 anos seguidos. E a China pode com o tempo comprar esse petróleo e gás natural.

Só que isso vai incluir europeus sem energia no final do inverno e racionamento de energia em indústrias alemãs e da Europa Central.
Suspendendo os fertilizantes + exportação de trigo russo + petróleo teremos um aumento de no mínimo 50% nos alimentos mundiais.
O que não faz uma política energética equivocada e tocada por alarmismo. Se tivessem mantido os investimentos em energia nuclear talvez fossem menos dependentes do gás russo. Por causa do incidente de fukushima decidiram acabar com esse tipo de geração de energia na Alemanha (acho que na UE inteira).
Sem dúvida, confiar (e depender) da Rússia foi um equívoco que a Europa carregará ainda por um bom tempo.
ANNA JULIA VASCAINA

Sempre ao teu lado até o fim
Minha vida é você
E a torcida do vascão
Sempre tão linda
Nós viemos para te apoiar
Juntos vamos ganhar
Na alegria e na dor
O sentimento não pára
Pois todo vascaíno
Tem amor infinito
Cantarei de coooraaaçãoooo
Vasco da gamaaaaaa
Vasco da gamaaaaaa!

Avatar do usuário
Thiago Vasco
Júnior
Júnior
Mensagens: 1403
Registrado em: 29 Nov 2019, 21:08
Localização: Rio de Janeiro

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Thiago Vasco » 07 Mar 2022, 13:51

Ysell escreveu: 07 Mar 2022, 13:28
Thiago Vasco escreveu: 07 Mar 2022, 13:21
natanaelfm escreveu: 06 Mar 2022, 20:27 Muita inércia rolou após meus ultimos comentários neste tópico.

Assim como o futebol que rola a política do mais forte e a da não intervenção

Exemplo do ultimo jogo VAS x LIXO

O mundo está assistindo o estrupo da ucrânia e ninguém vai fazer nada
Tem pouca mobilidade nesse lado. A OTAN não pode fazer muito mais que já fez. O espaço de exclusão aérea é uma declaração de guerra.
O máximo seria incluir a Finlândia e a Suécia na OTAN, mesmo com o risco de uma WW3.

As sanções ainda não afetam o gás natural e petróleo russo. Se incluídas nessa área pode representar um duro golpe(de verdade) na economia russa.
Mas a dívida Rússia continua em 10% do PIB, com superávits a uns 6 anos seguidos. E a China pode com o tempo comprar esse petróleo e gás natural.

Só que isso vai incluir europeus sem energia no final do inverno e racionamento de energia em indústrias alemãs e da Europa Central.
Suspendendo os fertilizantes + exportação de trigo russo + petróleo teremos um aumento de no mínimo 50% nos alimentos mundiais.
O que não faz uma política energética equivocada e tocada por alarmismo. Se tivessem mantido os investimentos em energia nuclear talvez fossem menos dependentes do gás russo. Por causa do incidente de fukushima decidiram acabar com esse tipo de geração de energia na Alemanha (acho que na UE inteira).
O Brasil em crise hídrica tbm pelo mesmo problema.
Aqui daria pra ter umas 30 usinas nucleares tranquilamente. Temos urânio em abundância, rios, mares e lagos pro resfriamento da Usina e dominamos a tecnologia relativamente.
Mas ainda assim temos apenas duas(velhas) e uma velha que não foi terminada.
Com energia cara temos indústria pouco competitiva e um setor de serviços caro.

Avatar do usuário
Ysell
Profissional
Profissional
Mensagens: 4211
Registrado em: 15 Ago 2016, 20:30

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Ysell » 07 Mar 2022, 14:02

Thiago Vasco escreveu: 07 Mar 2022, 13:51
Ysell escreveu: 07 Mar 2022, 13:28
Thiago Vasco escreveu: 07 Mar 2022, 13:21

Tem pouca mobilidade nesse lado. A OTAN não pode fazer muito mais que já fez. O espaço de exclusão aérea é uma declaração de guerra.
O máximo seria incluir a Finlândia e a Suécia na OTAN, mesmo com o risco de uma WW3.

As sanções ainda não afetam o gás natural e petróleo russo. Se incluídas nessa área pode representar um duro golpe(de verdade) na economia russa.
Mas a dívida Rússia continua em 10% do PIB, com superávits a uns 6 anos seguidos. E a China pode com o tempo comprar esse petróleo e gás natural.

Só que isso vai incluir europeus sem energia no final do inverno e racionamento de energia em indústrias alemãs e da Europa Central.
Suspendendo os fertilizantes + exportação de trigo russo + petróleo teremos um aumento de no mínimo 50% nos alimentos mundiais.
O que não faz uma política energética equivocada e tocada por alarmismo. Se tivessem mantido os investimentos em energia nuclear talvez fossem menos dependentes do gás russo. Por causa do incidente de fukushima decidiram acabar com esse tipo de geração de energia na Alemanha (acho que na UE inteira).
O Brasil em crise hídrica tbm pelo mesmo problema.
Aqui daria pra ter umas 30 usinas nucleares tranquilamente. Temos urânio em abundância, rios, mares e lagos pro resfriamento da Usina e dominamos a tecnologia relativamente.
Mas ainda assim temos apenas duas(velhas) e uma velha que não foi terminada.
Com energia cara temos indústria pouco competitiva e um setor de serviços caro.
Às vezes eu acho que as usinas de Angra não servem para nada. O Estado do RJ é um dos que tem a maior tarifa de energia elétrica, sendo que tem produção eólica, solar, nuclear e é o maior produtor de petróleo. O RJ é um escárnio.

Avatar do usuário
Thiago Vasco
Júnior
Júnior
Mensagens: 1403
Registrado em: 29 Nov 2019, 21:08
Localização: Rio de Janeiro

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Thiago Vasco » 07 Mar 2022, 14:14

Ysell escreveu: 07 Mar 2022, 14:02
Thiago Vasco escreveu: 07 Mar 2022, 13:51
Ysell escreveu: 07 Mar 2022, 13:28
O que não faz uma política energética equivocada e tocada por alarmismo. Se tivessem mantido os investimentos em energia nuclear talvez fossem menos dependentes do gás russo. Por causa do incidente de fukushima decidiram acabar com esse tipo de geração de energia na Alemanha (acho que na UE inteira).
O Brasil em crise hídrica tbm pelo mesmo problema.
Aqui daria pra ter umas 30 usinas nucleares tranquilamente. Temos urânio em abundância, rios, mares e lagos pro resfriamento da Usina e dominamos a tecnologia relativamente.
Mas ainda assim temos apenas duas(velhas) e uma velha que não foi terminada.
Com energia cara temos indústria pouco competitiva e um setor de serviços caro.
Às vezes eu acho que as usinas de Angra não servem para nada. O Estado do RJ é um dos que tem a maior tarifa de energia elétrica, sendo que tem produção eólica, solar, nuclear e é o maior produtor de petróleo. O RJ é um escárnio.
RJ independente… kkkkk
Taxar energia elétrica é coisa do Brasil…

Avatar do usuário
Mohammed Lisboa
Craque
Craque
Mensagens: 19544
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Pechincha, Jacarepaguá-RJ
Contato:

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Mohammed Lisboa » 07 Mar 2022, 17:11

Ysell escreveu: 07 Mar 2022, 14:02
Thiago Vasco escreveu: 07 Mar 2022, 13:51
Ysell escreveu: 07 Mar 2022, 13:28
O que não faz uma política energética equivocada e tocada por alarmismo. Se tivessem mantido os investimentos em energia nuclear talvez fossem menos dependentes do gás russo. Por causa do incidente de fukushima decidiram acabar com esse tipo de geração de energia na Alemanha (acho que na UE inteira).
O Brasil em crise hídrica tbm pelo mesmo problema.
Aqui daria pra ter umas 30 usinas nucleares tranquilamente. Temos urânio em abundância, rios, mares e lagos pro resfriamento da Usina e dominamos a tecnologia relativamente.
Mas ainda assim temos apenas duas(velhas) e uma velha que não foi terminada.
Com energia cara temos indústria pouco competitiva e um setor de serviços caro.
Às vezes eu acho que as usinas de Angra não servem para nada. O Estado do RJ é um dos que tem a maior tarifa de energia elétrica, sendo que tem produção eólica, solar, nuclear e é o maior produtor de petróleo. O RJ é um escárnio.
O RJ deve ser o campeão brasileiro de gato em energia elétrica.
"You're perfect, yes, it's true
But without me you're only you!!!".


Midlife Crisis (Faith No More)





www.bardoefada.com.br

Avatar do usuário
Wagnersac
Craque
Craque
Mensagens: 16924
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Barra da Tijuca - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Wagnersac » 08 Mar 2022, 08:13

Parentes na Rússia não acreditam que haja guerra, contam ucranianos sob ataque

Máquina de desinformação do Kremlin faz população que vive no país acreditar que Exército de Putin esteja salvando a Ucrânia

Quatro dias depois que a Rússia começou a bombardear Kiev, o dono de restaurantes ucraniano Misha Katsiurin se perguntou por que seu pai, que mora na cidade russa de Nizhny Novgorod, ainda não havia ligado para saber como ele estava.

— Há uma guerra, sou filho dele, e ele simplesmente não liga — disse Katsiurin, de 33 anos.

Marcelo Ninio: Amizade com a Rússia é 'sólida como rocha', diz chanceler da China

Katsiurin pegou então o telefone e contou ao pai que a Ucrânia estava sob ataque da Rússia.

— Estou tentando retirar meus filhos e minha esposa, tudo é extremamente assustador — disse Katsiurin.

Ele não obteve a resposta que esperava. Seu pai, Andrei, não acreditou no que ele dizia:

— “Não, não, não, pare” — respondeu seu pai, segundo Katsiurin, que converteu seus restaurantes em centros de voluntários e agora está no Oeste da Ucrânia. — Meu pai começou a me contar como vão as coisas no meu país, gritou comigo e disse “Olha, tudo está indo assim. Eles são nazistas”.

Em suas tentativas de justificar a invasão russa, o presidente Vladimir Putin se referiu ao presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, um falante nativo de russo com origem judaica, como um “nazista viciado em drogas”.

É assim que, enquanto os ucranianos lidam com a devastação em sua terra natal, muitos também estão enfrentando uma reação confusa e quase surreal de familiares na Rússia. Estes se recusam a acreditar que soldados russos possam bombardear pessoas inocentes ou mesmo que uma guerra esteja ocorrendo.

Esses parentes basicamente compraram a posição oficial do Kremlin: que o Exército de Putin está conduzindo uma “operação militar especial” limitada com a honrosa missão de “desnazificar” a Ucrânia.

Tais narrativas estão surgindo em meio a uma onda de desinformação que emana do Estado russo, à medida que o Kremlin se movimenta para reprimir reportagens independentes e molda as mensagens que a maioria dos russos está recebendo.

Estima-se que 11 milhões de pessoas na Rússia tenham parentes ucranianos. Muitos cidadãos ucranianos são russos étnicos, e aqueles que vivem nas partes Sul e Leste do país falam russo como sua língua nativa.

Os canais de televisão russos não mostram o bombardeio de Kiev e seus subúrbios, ou os ataques devastadores a Kharkiv, Mariupol, Chernihiv e outras cidades ucranianas. Eles também não mostram a resistência pacífica evidente em lugares como Kherson, uma grande cidade no Sul que as tropas russas capturaram há dias, e certamente não exibem os protestos contra a guerra que surgiram em toda a Rússia.

Em vez disso, eles se concentram nos sucessos dos militares russos, sem discutir as baixas entre os soldados russos. Muitos correspondentes da televisão estatal estão no Leste da Ucrânia e não nas cidades atingidas por mísseis e morteiros. Notícias recentes não fizeram menção ao comboio russo de 60 quilômetros de comprimento em uma estrada em direção a Kiev.

Tudo isso, disse Katsiurin, explica por que seu pai lhe disse, que “há soldados russos lá ajudando as pessoas. Eles lhes dão roupas quentes e comida.”

Katsiurin não está sozinho em sua frustração.

'Tudo calmo em Kiev'

Quando Valentyna Kremyr escreveu para seu irmão e irmã na Rússia para contar que seu filho havia passado dias em um abrigo antiaéreo no subúrbio de Bucha, em Kiev, por causa dos intensos combates lá, ela também foi recebida com descrença.

— Eles acreditam que esteja tudo calmo em Kiev, que ninguém esteja bombardeando Kiev — disse Kremyr em entrevista por telefone.

Ela afirma que seus irmãos acham que os russos estão atacando a infraestrutura militar “com precisão, e é isso”.

Kremyr disse que sua irmã Lyubov, que mora em Perm, desejou-lhe um feliz aniversário em 25 de fevereiro, o segundo dia da invasão. Quando Kremyr escreveu de volta sobre a situação na cidade, a resposta de sua irmã via mensagem direta foi simples:

— Ninguém está bombardeando Kiev, e você deveria realmente ter medo dos nazistas, contra quem seu pai lutou. Seus filhos estarão vivos e saudáveis. Nós amamos o povo ucraniano, mas você precisa pensar muito sobre quem você elegeu como presidente.

Kremy enviou fotos de sites de mídia confiáveis de tanques destruídos e um prédio destruído em Bucha para seu irmão, em Krasnoyarsk, mas recebeu uma resposta chocante.

— Ele disse que este site é de notícias falsas — disse ela, e que essencialmente o Exército ucraniano estava causando o dano que é atribuído aos russos.

— É impossível convencê-los do que fizeram — disse Kremyr, referindo-se às forças russas.

Anastasia Belomytseva e seu marido, Vladimir, estão enfrentando o mesmo problema. Eles são moradores de Kharkiv, no Norte da Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, que foi duramente atingida por bombas russas. Mas eles disseram em uma entrevista que foi mais fácil explicar a invasão para sua filha de 7 anos do que para alguns de seus parentes.

— Eles não entendem realmente o que está acontecendo aqui; eles não entendem que eles simplesmente nos atacaram sem motivo — disse Belomytseva.

Sua avó e o sogro estão na Rússia. Questionada se eles acreditam que um ataque está acontecendo, Belomytseva foi veemente:

— NÃO!

https://oglobo.globo.com/mundo/parentes ... ium=oglobo
ANNA JULIA VASCAINA

Sempre ao teu lado até o fim
Minha vida é você
E a torcida do vascão
Sempre tão linda
Nós viemos para te apoiar
Juntos vamos ganhar
Na alegria e na dor
O sentimento não pára
Pois todo vascaíno
Tem amor infinito
Cantarei de coooraaaçãoooo
Vasco da gamaaaaaa
Vasco da gamaaaaaa!

Avatar do usuário
Wagnersac
Craque
Craque
Mensagens: 16924
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Barra da Tijuca - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Wagnersac » 08 Mar 2022, 08:15

A Rússia já é uma ditadura ao estilo chinês.

Controle violento de informação e manipulação total do povo.

Lembra o povo alemão na época nazista.

Muitos só souberam após a guerra das atrocidades cometidas pelo regime.
ANNA JULIA VASCAINA

Sempre ao teu lado até o fim
Minha vida é você
E a torcida do vascão
Sempre tão linda
Nós viemos para te apoiar
Juntos vamos ganhar
Na alegria e na dor
O sentimento não pára
Pois todo vascaíno
Tem amor infinito
Cantarei de coooraaaçãoooo
Vasco da gamaaaaaa
Vasco da gamaaaaaa!

Avatar do usuário
VascaoNaFita
Profissional
Profissional
Mensagens: 5388
Registrado em: 09 Jan 2019, 10:11

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por VascaoNaFita » 08 Mar 2022, 12:35

Putin enfrenta câncer terminal no intestino, diz fonte do Pentágono

Funcionário do Pentágono disse que analistas estudam Putin, de 69 anos, e acreditam que ele está gravemente doente

Vladimir Putin, presidente da Rússia, tem câncer de intestino terminal, de acordo com relatórios de inteligência do Pentágono e da Ucrânia citados pelo jornal britânico "Daily Star".

Acredita-se que o "rosto inchado" do presidente da Rússia seja um sinal de que ele esteja tomando medicamentos quimioterápicos ou esteróides.

Sua expressão carrancuda mostra que ele está em constante dor, dizem fontes americanas. Segundo elas, isso poderia tê-lo tornado mais agressivo ou ele pode estar atacando a Ucrânia neste momento, pois sabe que está morrendo e quer deixar um legado.

Um ex-oficial de inteligência militar que agora trabalha no Pentágono disse que analistas estudam Putin, 69 anos, e acreditam que ele está gravemente doente.

"No passado, vimos ele sorrir, mas em 2022 há poucas fotos dele parecendo feliz", declarou a fonte.

"Seu olhar sugere que ele está com dor e nosso pessoal sugere que seu olhar de raiva é provavelmente o resultado de ele estar vivendo em agonia. Nosso pessoal acredita que ele esteja doente. E ele está preocupado com a Covid, pois mantém sua equipe à distância", acrescentou.

https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2 ... agono.html

Agora faz sentido ele está partindo para tudo ou nada na Ucrânia :fkc:

Avatar do usuário
Thiago Vasco
Júnior
Júnior
Mensagens: 1403
Registrado em: 29 Nov 2019, 21:08
Localização: Rio de Janeiro

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Thiago Vasco » 08 Mar 2022, 21:39

VascaoNaFita escreveu: 08 Mar 2022, 12:35 Putin enfrenta câncer terminal no intestino, diz fonte do Pentágono

Funcionário do Pentágono disse que analistas estudam Putin, de 69 anos, e acreditam que ele está gravemente doente

Vladimir Putin, presidente da Rússia, tem câncer de intestino terminal, de acordo com relatórios de inteligência do Pentágono e da Ucrânia citados pelo jornal britânico "Daily Star".

Acredita-se que o "rosto inchado" do presidente da Rússia seja um sinal de que ele esteja tomando medicamentos quimioterápicos ou esteróides.

Sua expressão carrancuda mostra que ele está em constante dor, dizem fontes americanas. Segundo elas, isso poderia tê-lo tornado mais agressivo ou ele pode estar atacando a Ucrânia neste momento, pois sabe que está morrendo e quer deixar um legado.

Um ex-oficial de inteligência militar que agora trabalha no Pentágono disse que analistas estudam Putin, 69 anos, e acreditam que ele está gravemente doente.

"No passado, vimos ele sorrir, mas em 2022 há poucas fotos dele parecendo feliz", declarou a fonte.

"Seu olhar sugere que ele está com dor e nosso pessoal sugere que seu olhar de raiva é provavelmente o resultado de ele estar vivendo em agonia. Nosso pessoal acredita que ele esteja doente. E ele está preocupado com a Covid, pois mantém sua equipe à distância", acrescentou.

https://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2 ... agono.html

Agora faz sentido ele está partindo para tudo ou nada na Ucrânia :fkc:
Daily Mail é muito tabloide, tem que levar tudo dito por eles com um asterisco.
Mas o Putin parece muito inchado. A cara inchada, isolado e a mesa gigante só aumentam as especulações.
Essa guerra da Ucrânia bem diferente das americanas. Nas invasões dos EUA eram semanas de ataque de mísseis, bombas nas cidades, para depois invadir. Era uma operação terraplanagem.

Esse parece mais quase um cerco medieval moderno. Muito diferente.

A Rússia ainda não terraplanou as cidades, pelo menos não como os EUA. Vamos ver o desfecho.

frostbr
Júnior
Júnior
Mensagens: 2355
Registrado em: 31 Ago 2016, 22:28

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por frostbr » 08 Mar 2022, 21:49

Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 08:13

Parentes na Rússia não acreditam que haja guerra, contam ucranianos sob ataque

Máquina de desinformação do Kremlin faz população que vive no país acreditar que Exército de Putin esteja salvando a Ucrânia

Quatro dias depois que a Rússia começou a bombardear Kiev, o dono de restaurantes ucraniano Misha Katsiurin se perguntou por que seu pai, que mora na cidade russa de Nizhny Novgorod, ainda não havia ligado para saber como ele estava.

— Há uma guerra, sou filho dele, e ele simplesmente não liga — disse Katsiurin, de 33 anos.

Marcelo Ninio: Amizade com a Rússia é 'sólida como rocha', diz chanceler da China

Katsiurin pegou então o telefone e contou ao pai que a Ucrânia estava sob ataque da Rússia.

— Estou tentando retirar meus filhos e minha esposa, tudo é extremamente assustador — disse Katsiurin.

Ele não obteve a resposta que esperava. Seu pai, Andrei, não acreditou no que ele dizia:

— “Não, não, não, pare” — respondeu seu pai, segundo Katsiurin, que converteu seus restaurantes em centros de voluntários e agora está no Oeste da Ucrânia. — Meu pai começou a me contar como vão as coisas no meu país, gritou comigo e disse “Olha, tudo está indo assim. Eles são nazistas”.

Em suas tentativas de justificar a invasão russa, o presidente Vladimir Putin se referiu ao presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, um falante nativo de russo com origem judaica, como um “nazista viciado em drogas”.

É assim que, enquanto os ucranianos lidam com a devastação em sua terra natal, muitos também estão enfrentando uma reação confusa e quase surreal de familiares na Rússia. Estes se recusam a acreditar que soldados russos possam bombardear pessoas inocentes ou mesmo que uma guerra esteja ocorrendo.

Esses parentes basicamente compraram a posição oficial do Kremlin: que o Exército de Putin está conduzindo uma “operação militar especial” limitada com a honrosa missão de “desnazificar” a Ucrânia.

Tais narrativas estão surgindo em meio a uma onda de desinformação que emana do Estado russo, à medida que o Kremlin se movimenta para reprimir reportagens independentes e molda as mensagens que a maioria dos russos está recebendo.

Estima-se que 11 milhões de pessoas na Rússia tenham parentes ucranianos. Muitos cidadãos ucranianos são russos étnicos, e aqueles que vivem nas partes Sul e Leste do país falam russo como sua língua nativa.

Os canais de televisão russos não mostram o bombardeio de Kiev e seus subúrbios, ou os ataques devastadores a Kharkiv, Mariupol, Chernihiv e outras cidades ucranianas. Eles também não mostram a resistência pacífica evidente em lugares como Kherson, uma grande cidade no Sul que as tropas russas capturaram há dias, e certamente não exibem os protestos contra a guerra que surgiram em toda a Rússia.

Em vez disso, eles se concentram nos sucessos dos militares russos, sem discutir as baixas entre os soldados russos. Muitos correspondentes da televisão estatal estão no Leste da Ucrânia e não nas cidades atingidas por mísseis e morteiros. Notícias recentes não fizeram menção ao comboio russo de 60 quilômetros de comprimento em uma estrada em direção a Kiev.

Tudo isso, disse Katsiurin, explica por que seu pai lhe disse, que “há soldados russos lá ajudando as pessoas. Eles lhes dão roupas quentes e comida.”

Katsiurin não está sozinho em sua frustração.

'Tudo calmo em Kiev'

Quando Valentyna Kremyr escreveu para seu irmão e irmã na Rússia para contar que seu filho havia passado dias em um abrigo antiaéreo no subúrbio de Bucha, em Kiev, por causa dos intensos combates lá, ela também foi recebida com descrença.

— Eles acreditam que esteja tudo calmo em Kiev, que ninguém esteja bombardeando Kiev — disse Kremyr em entrevista por telefone.

Ela afirma que seus irmãos acham que os russos estão atacando a infraestrutura militar “com precisão, e é isso”.

Kremyr disse que sua irmã Lyubov, que mora em Perm, desejou-lhe um feliz aniversário em 25 de fevereiro, o segundo dia da invasão. Quando Kremyr escreveu de volta sobre a situação na cidade, a resposta de sua irmã via mensagem direta foi simples:

— Ninguém está bombardeando Kiev, e você deveria realmente ter medo dos nazistas, contra quem seu pai lutou. Seus filhos estarão vivos e saudáveis. Nós amamos o povo ucraniano, mas você precisa pensar muito sobre quem você elegeu como presidente.

Kremy enviou fotos de sites de mídia confiáveis de tanques destruídos e um prédio destruído em Bucha para seu irmão, em Krasnoyarsk, mas recebeu uma resposta chocante.

— Ele disse que este site é de notícias falsas — disse ela, e que essencialmente o Exército ucraniano estava causando o dano que é atribuído aos russos.

— É impossível convencê-los do que fizeram — disse Kremyr, referindo-se às forças russas.

Anastasia Belomytseva e seu marido, Vladimir, estão enfrentando o mesmo problema. Eles são moradores de Kharkiv, no Norte da Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, que foi duramente atingida por bombas russas. Mas eles disseram em uma entrevista que foi mais fácil explicar a invasão para sua filha de 7 anos do que para alguns de seus parentes.

— Eles não entendem realmente o que está acontecendo aqui; eles não entendem que eles simplesmente nos atacaram sem motivo — disse Belomytseva.

Sua avó e o sogro estão na Rússia. Questionada se eles acreditam que um ataque está acontecendo, Belomytseva foi veemente:

— NÃO!

https://oglobo.globo.com/mundo/parentes ... ium=oglobo
Fake news é a praga do século.

Avatar do usuário
Thiago Vasco
Júnior
Júnior
Mensagens: 1403
Registrado em: 29 Nov 2019, 21:08
Localização: Rio de Janeiro

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Thiago Vasco » 08 Mar 2022, 21:53

Venezuela is back!

https://www.poder360.com.br/europa-em-g ... venezuela/

https://www.reuters.com/business/energy ... 022-02-07/

O país com talvez a maior reserva de petróleo do mundo, em questão de tempo deve voltar a vender Petróleo pros EUA.

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2601
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Cholo_CRVG » 08 Mar 2022, 22:06

A mesma mídia de sempre, os mesmos capitães do óbvio. O pior é que os caras ganham para fazer essas análises geniais...

Especialistas ouvidos pelo g1 e pela GloboNews são unânimes: não há resposta exata, e todos os cenários envolvem incertezas. Ainda assim, há um certo consenso: tudo passa pelas negociações entre Ucrânia e Rússia. Uma

https://www.google.com/amp/s/g1.globo.c ... lito.ghtml
Imagem

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2601
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Cholo_CRVG » 08 Mar 2022, 22:10

Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 08:13
Parentes na Rússia não acreditam que haja guerra, contam ucranianos sob ataque

Máquina de desinformação do Kremlin faz população que vive no país acreditar que Exército de Putin esteja salvando a Ucrânia

Quatro dias depois que a Rússia começou a bombardear Kiev, o dono de restaurantes ucraniano Misha Katsiurin se perguntou por que seu pai, que mora na cidade russa de Nizhny Novgorod, ainda não havia ligado para saber como ele estava.

— Há uma guerra, sou filho dele, e ele simplesmente não liga — disse Katsiurin, de 33 anos.

Marcelo Ninio: Amizade com a Rússia é 'sólida como rocha', diz chanceler da China

Katsiurin pegou então o telefone e contou ao pai que a Ucrânia estava sob ataque da Rússia.

— Estou tentando retirar meus filhos e minha esposa, tudo é extremamente assustador — disse Katsiurin.

Ele não obteve a resposta que esperava. Seu pai, Andrei, não acreditou no que ele dizia:

— “Não, não, não, pare” — respondeu seu pai, segundo Katsiurin, que converteu seus restaurantes em centros de voluntários e agora está no Oeste da Ucrânia. — Meu pai começou a me contar como vão as coisas no meu país, gritou comigo e disse “Olha, tudo está indo assim. Eles são nazistas”.

Em suas tentativas de justificar a invasão russa, o presidente Vladimir Putin se referiu ao presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, um falante nativo de russo com origem judaica, como um “nazista viciado em drogas”.

É assim que, enquanto os ucranianos lidam com a devastação em sua terra natal, muitos também estão enfrentando uma reação confusa e quase surreal de familiares na Rússia. Estes se recusam a acreditar que soldados russos possam bombardear pessoas inocentes ou mesmo que uma guerra esteja ocorrendo.

Esses parentes basicamente compraram a posição oficial do Kremlin: que o Exército de Putin está conduzindo uma “operação militar especial” limitada com a honrosa missão de “desnazificar” a Ucrânia.

Tais narrativas estão surgindo em meio a uma onda de desinformação que emana do Estado russo, à medida que o Kremlin se movimenta para reprimir reportagens independentes e molda as mensagens que a maioria dos russos está recebendo.

Estima-se que 11 milhões de pessoas na Rússia tenham parentes ucranianos. Muitos cidadãos ucranianos são russos étnicos, e aqueles que vivem nas partes Sul e Leste do país falam russo como sua língua nativa.

Os canais de televisão russos não mostram o bombardeio de Kiev e seus subúrbios, ou os ataques devastadores a Kharkiv, Mariupol, Chernihiv e outras cidades ucranianas. Eles também não mostram a resistência pacífica evidente em lugares como Kherson, uma grande cidade no Sul que as tropas russas capturaram há dias, e certamente não exibem os protestos contra a guerra que surgiram em toda a Rússia.

Em vez disso, eles se concentram nos sucessos dos militares russos, sem discutir as baixas entre os soldados russos. Muitos correspondentes da televisão estatal estão no Leste da Ucrânia e não nas cidades atingidas por mísseis e morteiros. Notícias recentes não fizeram menção ao comboio russo de 60 quilômetros de comprimento em uma estrada em direção a Kiev.

Tudo isso, disse Katsiurin, explica por que seu pai lhe disse, que “há soldados russos lá ajudando as pessoas. Eles lhes dão roupas quentes e comida.”

Katsiurin não está sozinho em sua frustração.

'Tudo calmo em Kiev'

Quando Valentyna Kremyr escreveu para seu irmão e irmã na Rússia para contar que seu filho havia passado dias em um abrigo antiaéreo no subúrbio de Bucha, em Kiev, por causa dos intensos combates lá, ela também foi recebida com descrença.

— Eles acreditam que esteja tudo calmo em Kiev, que ninguém esteja bombardeando Kiev — disse Kremyr em entrevista por telefone.

Ela afirma que seus irmãos acham que os russos estão atacando a infraestrutura militar “com precisão, e é isso”.

Kremyr disse que sua irmã Lyubov, que mora em Perm, desejou-lhe um feliz aniversário em 25 de fevereiro, o segundo dia da invasão. Quando Kremyr escreveu de volta sobre a situação na cidade, a resposta de sua irmã via mensagem direta foi simples:

— Ninguém está bombardeando Kiev, e você deveria realmente ter medo dos nazistas, contra quem seu pai lutou. Seus filhos estarão vivos e saudáveis. Nós amamos o povo ucraniano, mas você precisa pensar muito sobre quem você elegeu como presidente.

Kremy enviou fotos de sites de mídia confiáveis de tanques destruídos e um prédio destruído em Bucha para seu irmão, em Krasnoyarsk, mas recebeu uma resposta chocante.

— Ele disse que este site é de notícias falsas — disse ela, e que essencialmente o Exército ucraniano estava causando o dano que é atribuído aos russos.

— É impossível convencê-los do que fizeram — disse Kremyr, referindo-se às forças russas.

Anastasia Belomytseva e seu marido, Vladimir, estão enfrentando o mesmo problema. Eles são moradores de Kharkiv, no Norte da Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, que foi duramente atingida por bombas russas. Mas eles disseram em uma entrevista que foi mais fácil explicar a invasão para sua filha de 7 anos do que para alguns de seus parentes.

— Eles não entendem realmente o que está acontecendo aqui; eles não entendem que eles simplesmente nos atacaram sem motivo — disse Belomytseva.
Sua avó e o sogro estão na Rússia. Questionada se eles acreditam que um ataque está acontecendo, Belomytseva foi veemente:

— NÃO!

https://oglobo.globo.com/mundo/parentes ... ium=oglobo
Tinha que ser o alienado da rede bobo.
Imagem

Avatar do usuário
Wagnersac
Craque
Craque
Mensagens: 16924
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Barra da Tijuca - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Wagnersac » 08 Mar 2022, 22:14

Cholo_CRVG escreveu: 08 Mar 2022, 22:10
Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 08:13
Parentes na Rússia não acreditam que haja guerra, contam ucranianos sob ataque

Máquina de desinformação do Kremlin faz população que vive no país acreditar que Exército de Putin esteja salvando a Ucrânia

Quatro dias depois que a Rússia começou a bombardear Kiev, o dono de restaurantes ucraniano Misha Katsiurin se perguntou por que seu pai, que mora na cidade russa de Nizhny Novgorod, ainda não havia ligado para saber como ele estava.

— Há uma guerra, sou filho dele, e ele simplesmente não liga — disse Katsiurin, de 33 anos.

Marcelo Ninio: Amizade com a Rússia é 'sólida como rocha', diz chanceler da China

Katsiurin pegou então o telefone e contou ao pai que a Ucrânia estava sob ataque da Rússia.

— Estou tentando retirar meus filhos e minha esposa, tudo é extremamente assustador — disse Katsiurin.

Ele não obteve a resposta que esperava. Seu pai, Andrei, não acreditou no que ele dizia:

— “Não, não, não, pare” — respondeu seu pai, segundo Katsiurin, que converteu seus restaurantes em centros de voluntários e agora está no Oeste da Ucrânia. — Meu pai começou a me contar como vão as coisas no meu país, gritou comigo e disse “Olha, tudo está indo assim. Eles são nazistas”.

Em suas tentativas de justificar a invasão russa, o presidente Vladimir Putin se referiu ao presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, um falante nativo de russo com origem judaica, como um “nazista viciado em drogas”.

É assim que, enquanto os ucranianos lidam com a devastação em sua terra natal, muitos também estão enfrentando uma reação confusa e quase surreal de familiares na Rússia. Estes se recusam a acreditar que soldados russos possam bombardear pessoas inocentes ou mesmo que uma guerra esteja ocorrendo.

Esses parentes basicamente compraram a posição oficial do Kremlin: que o Exército de Putin está conduzindo uma “operação militar especial” limitada com a honrosa missão de “desnazificar” a Ucrânia.

Tais narrativas estão surgindo em meio a uma onda de desinformação que emana do Estado russo, à medida que o Kremlin se movimenta para reprimir reportagens independentes e molda as mensagens que a maioria dos russos está recebendo.

Estima-se que 11 milhões de pessoas na Rússia tenham parentes ucranianos. Muitos cidadãos ucranianos são russos étnicos, e aqueles que vivem nas partes Sul e Leste do país falam russo como sua língua nativa.

Os canais de televisão russos não mostram o bombardeio de Kiev e seus subúrbios, ou os ataques devastadores a Kharkiv, Mariupol, Chernihiv e outras cidades ucranianas. Eles também não mostram a resistência pacífica evidente em lugares como Kherson, uma grande cidade no Sul que as tropas russas capturaram há dias, e certamente não exibem os protestos contra a guerra que surgiram em toda a Rússia.

Em vez disso, eles se concentram nos sucessos dos militares russos, sem discutir as baixas entre os soldados russos. Muitos correspondentes da televisão estatal estão no Leste da Ucrânia e não nas cidades atingidas por mísseis e morteiros. Notícias recentes não fizeram menção ao comboio russo de 60 quilômetros de comprimento em uma estrada em direção a Kiev.

Tudo isso, disse Katsiurin, explica por que seu pai lhe disse, que “há soldados russos lá ajudando as pessoas. Eles lhes dão roupas quentes e comida.”

Katsiurin não está sozinho em sua frustração.

'Tudo calmo em Kiev'

Quando Valentyna Kremyr escreveu para seu irmão e irmã na Rússia para contar que seu filho havia passado dias em um abrigo antiaéreo no subúrbio de Bucha, em Kiev, por causa dos intensos combates lá, ela também foi recebida com descrença.

— Eles acreditam que esteja tudo calmo em Kiev, que ninguém esteja bombardeando Kiev — disse Kremyr em entrevista por telefone.

Ela afirma que seus irmãos acham que os russos estão atacando a infraestrutura militar “com precisão, e é isso”.

Kremyr disse que sua irmã Lyubov, que mora em Perm, desejou-lhe um feliz aniversário em 25 de fevereiro, o segundo dia da invasão. Quando Kremyr escreveu de volta sobre a situação na cidade, a resposta de sua irmã via mensagem direta foi simples:

— Ninguém está bombardeando Kiev, e você deveria realmente ter medo dos nazistas, contra quem seu pai lutou. Seus filhos estarão vivos e saudáveis. Nós amamos o povo ucraniano, mas você precisa pensar muito sobre quem você elegeu como presidente.

Kremy enviou fotos de sites de mídia confiáveis de tanques destruídos e um prédio destruído em Bucha para seu irmão, em Krasnoyarsk, mas recebeu uma resposta chocante.

— Ele disse que este site é de notícias falsas — disse ela, e que essencialmente o Exército ucraniano estava causando o dano que é atribuído aos russos.

— É impossível convencê-los do que fizeram — disse Kremyr, referindo-se às forças russas.

Anastasia Belomytseva e seu marido, Vladimir, estão enfrentando o mesmo problema. Eles são moradores de Kharkiv, no Norte da Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, que foi duramente atingida por bombas russas. Mas eles disseram em uma entrevista que foi mais fácil explicar a invasão para sua filha de 7 anos do que para alguns de seus parentes.

— Eles não entendem realmente o que está acontecendo aqui; eles não entendem que eles simplesmente nos atacaram sem motivo — disse Belomytseva.
Sua avó e o sogro estão na Rússia. Questionada se eles acreditam que um ataque está acontecendo, Belomytseva foi veemente:

— NÃO!

https://oglobo.globo.com/mundo/parentes ... ium=oglobo
Tinha que ser o alienado da rede bobo.
Se vc acha que o Putin é um ótimo líder e a Rússia um excelente lugar pra se viver, vá morar lá.

E a reportagem é do NYT.

Babaca.
ANNA JULIA VASCAINA

Sempre ao teu lado até o fim
Minha vida é você
E a torcida do vascão
Sempre tão linda
Nós viemos para te apoiar
Juntos vamos ganhar
Na alegria e na dor
O sentimento não pára
Pois todo vascaíno
Tem amor infinito
Cantarei de coooraaaçãoooo
Vasco da gamaaaaaa
Vasco da gamaaaaaa!

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2601
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Cholo_CRVG » 08 Mar 2022, 22:18

Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 22:14
Cholo_CRVG escreveu: 08 Mar 2022, 22:10
Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 08:13
Parentes na Rússia não acreditam que haja guerra, contam ucranianos sob ataque

Máquina de desinformação do Kremlin faz população que vive no país acreditar que Exército de Putin esteja salvando a Ucrânia

Quatro dias depois que a Rússia começou a bombardear Kiev, o dono de restaurantes ucraniano Misha Katsiurin se perguntou por que seu pai, que mora na cidade russa de Nizhny Novgorod, ainda não havia ligado para saber como ele estava.

— Há uma guerra, sou filho dele, e ele simplesmente não liga — disse Katsiurin, de 33 anos.

Marcelo Ninio: Amizade com a Rússia é 'sólida como rocha', diz chanceler da China

Katsiurin pegou então o telefone e contou ao pai que a Ucrânia estava sob ataque da Rússia.

— Estou tentando retirar meus filhos e minha esposa, tudo é extremamente assustador — disse Katsiurin.

Ele não obteve a resposta que esperava. Seu pai, Andrei, não acreditou no que ele dizia:

— “Não, não, não, pare” — respondeu seu pai, segundo Katsiurin, que converteu seus restaurantes em centros de voluntários e agora está no Oeste da Ucrânia. — Meu pai começou a me contar como vão as coisas no meu país, gritou comigo e disse “Olha, tudo está indo assim. Eles são nazistas”.

Em suas tentativas de justificar a invasão russa, o presidente Vladimir Putin se referiu ao presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, um falante nativo de russo com origem judaica, como um “nazista viciado em drogas”.

É assim que, enquanto os ucranianos lidam com a devastação em sua terra natal, muitos também estão enfrentando uma reação confusa e quase surreal de familiares na Rússia. Estes se recusam a acreditar que soldados russos possam bombardear pessoas inocentes ou mesmo que uma guerra esteja ocorrendo.

Esses parentes basicamente compraram a posição oficial do Kremlin: que o Exército de Putin está conduzindo uma “operação militar especial” limitada com a honrosa missão de “desnazificar” a Ucrânia.

Tais narrativas estão surgindo em meio a uma onda de desinformação que emana do Estado russo, à medida que o Kremlin se movimenta para reprimir reportagens independentes e molda as mensagens que a maioria dos russos está recebendo.

Estima-se que 11 milhões de pessoas na Rússia tenham parentes ucranianos. Muitos cidadãos ucranianos são russos étnicos, e aqueles que vivem nas partes Sul e Leste do país falam russo como sua língua nativa.

Os canais de televisão russos não mostram o bombardeio de Kiev e seus subúrbios, ou os ataques devastadores a Kharkiv, Mariupol, Chernihiv e outras cidades ucranianas. Eles também não mostram a resistência pacífica evidente em lugares como Kherson, uma grande cidade no Sul que as tropas russas capturaram há dias, e certamente não exibem os protestos contra a guerra que surgiram em toda a Rússia.

Em vez disso, eles se concentram nos sucessos dos militares russos, sem discutir as baixas entre os soldados russos. Muitos correspondentes da televisão estatal estão no Leste da Ucrânia e não nas cidades atingidas por mísseis e morteiros. Notícias recentes não fizeram menção ao comboio russo de 60 quilômetros de comprimento em uma estrada em direção a Kiev.

Tudo isso, disse Katsiurin, explica por que seu pai lhe disse, que “há soldados russos lá ajudando as pessoas. Eles lhes dão roupas quentes e comida.”

Katsiurin não está sozinho em sua frustração.

'Tudo calmo em Kiev'

Quando Valentyna Kremyr escreveu para seu irmão e irmã na Rússia para contar que seu filho havia passado dias em um abrigo antiaéreo no subúrbio de Bucha, em Kiev, por causa dos intensos combates lá, ela também foi recebida com descrença.

— Eles acreditam que esteja tudo calmo em Kiev, que ninguém esteja bombardeando Kiev — disse Kremyr em entrevista por telefone.

Ela afirma que seus irmãos acham que os russos estão atacando a infraestrutura militar “com precisão, e é isso”.

Kremyr disse que sua irmã Lyubov, que mora em Perm, desejou-lhe um feliz aniversário em 25 de fevereiro, o segundo dia da invasão. Quando Kremyr escreveu de volta sobre a situação na cidade, a resposta de sua irmã via mensagem direta foi simples:

— Ninguém está bombardeando Kiev, e você deveria realmente ter medo dos nazistas, contra quem seu pai lutou. Seus filhos estarão vivos e saudáveis. Nós amamos o povo ucraniano, mas você precisa pensar muito sobre quem você elegeu como presidente.

Kremy enviou fotos de sites de mídia confiáveis de tanques destruídos e um prédio destruído em Bucha para seu irmão, em Krasnoyarsk, mas recebeu uma resposta chocante.

— Ele disse que este site é de notícias falsas — disse ela, e que essencialmente o Exército ucraniano estava causando o dano que é atribuído aos russos.

— É impossível convencê-los do que fizeram — disse Kremyr, referindo-se às forças russas.

Anastasia Belomytseva e seu marido, Vladimir, estão enfrentando o mesmo problema. Eles são moradores de Kharkiv, no Norte da Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, que foi duramente atingida por bombas russas. Mas eles disseram em uma entrevista que foi mais fácil explicar a invasão para sua filha de 7 anos do que para alguns de seus parentes.

— Eles não entendem realmente o que está acontecendo aqui; eles não entendem que eles simplesmente nos atacaram sem motivo — disse Belomytseva.
Sua avó e o sogro estão na Rússia. Questionada se eles acreditam que um ataque está acontecendo, Belomytseva foi veemente:

— NÃO!

https://oglobo.globo.com/mundo/parentes ... ium=oglobo
Tinha que ser o alienado da rede bobo.
Se vc acha que o Putin é um ótimo líder e a Rússia um excelente lugar pra se viver, vá morar lá.

Babaca.
Papinho igual ao gado do Bolsonaro "ain se vc gosta de socialismo vá para Cuba" kkkk

Ambos os gados são iguais com o sinal contrário vocês gostam é de ser enganados. Por isso você diz sem prova que os russos não tem informações sobre o que está acontecendo, mas ao mesmo tempo vc acha que está informado lendo notícia da rede BOBO de manipulação.

NYT KKKKK OUTRA PIADA!
Imagem

Avatar do usuário
Wagnersac
Craque
Craque
Mensagens: 16924
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Barra da Tijuca - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Wagnersac » 08 Mar 2022, 22:22

Cholo_CRVG escreveu: 08 Mar 2022, 22:18
Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 22:14
Cholo_CRVG escreveu: 08 Mar 2022, 22:10

Tinha que ser o alienado da rede bobo.
Se vc acha que o Putin é um ótimo líder e a Rússia um excelente lugar pra se viver, vá morar lá.

Babaca.
Papinho igual ao gado do Bolsonaro "ain se vc gosta de socialismo vá para Cuba" kkkk

Ambos os gados são iguais com o sinal contrário vocês gostam é de ser enganados. Por isso você diz sem prova que os russos não tem informações sobre o que está acontecendo, mas ao mesmo tempo vc acha que está informado lendo notícia da rede BOBO de manipulação.

NYT KKKKK OUTRA PIADA!
Na sua cabeça doente, a ditadura russa permite que a população tenha acesso a qualquer informação diferente da "oficial".

Deve ser por isso que bloquearam as redes sociais.

Quem leva a sério um sujeito que acha que a mídia oficial russa é mais isenta do que NYT e Globo?

Não vou perder mais meu tempo com um ignorante como vc.
ANNA JULIA VASCAINA

Sempre ao teu lado até o fim
Minha vida é você
E a torcida do vascão
Sempre tão linda
Nós viemos para te apoiar
Juntos vamos ganhar
Na alegria e na dor
O sentimento não pára
Pois todo vascaíno
Tem amor infinito
Cantarei de coooraaaçãoooo
Vasco da gamaaaaaa
Vasco da gamaaaaaa!

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2601
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Cholo_CRVG » 08 Mar 2022, 22:48

Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 22:22
Cholo_CRVG escreveu: 08 Mar 2022, 22:18
Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 22:14

Se vc acha que o Putin é um ótimo líder e a Rússia um excelente lugar pra se viver, vá morar lá.

Babaca.
Papinho igual ao gado do Bolsonaro "ain se vc gosta de socialismo vá para Cuba" kkkk

Ambos os gados são iguais com o sinal contrário vocês gostam é de ser enganados. Por isso você diz sem prova que os russos não tem informações sobre o que está acontecendo, mas ao mesmo tempo vc acha que está informado lendo notícia da rede BOBO de manipulação.

NYT KKKKK OUTRA PIADA!
Na sua cabeça doente, a ditadura russa permite que a população tenha acesso a qualquer informação diferente da "oficial".

Deve ser por isso que bloquearam as redes sociais.

Quem leva a sério um sujeito que acha que a mídia oficial russa é mais isenta do que NYT e Globo?

Não vou perder mais meu tempo com um ignorante como vc.
Rede social é extremamente alienante, bom pra dar umas risadas e ver cerca de 5%de conteúdo de qualidade em meio a tanto lixo moderno.

Aonde que eu falei que a mídia russa é melhor? Quem mencionou isso é você. Eu falei que é bizarro o gado da rede bobo falar em alienação. Você é manipulado 24 h e como todo gado pronto pro abate nem percebe...
Imagem

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2601
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Cholo_CRVG » 08 Mar 2022, 22:56

Imagem


É claro que para um país que elege tiriricas, bolsonaros, dilmas, lulas, witzels, mamãe caguei etc ... Isso é bobagem, afinal de contas vivemos na mais perfeito definição de caquistocracia... NÃO IMPORTA A INTELIGÊNCIA, EXPERIÊNCIA, RACIONALIDADE de alguém. O que importa é ser da moda, ser engraçado, popular...
Imagem

Avatar do usuário
Wagnersac
Craque
Craque
Mensagens: 16924
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Barra da Tijuca - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Wagnersac » 08 Mar 2022, 23:14

Cholo_CRVG escreveu: 08 Mar 2022, 22:56 Imagem


É claro que para um país que elege tiriricas, bolsonaros, dilmas, lulas, witzels, mamãe caguei etc ... Isso é bobagem, afinal de contas vivemos na mais perfeito definição de caquistocracia... NÃO IMPORTA A INTELIGÊNCIA, EXPERIÊNCIA, RACIONALIDADE de alguém. O que importa é ser da moda, ser engraçado, popular...
O pior gado que existe é aquele que lambe as bolas de ditador estrangeiro.

Vc se supera a cada dia.
ANNA JULIA VASCAINA

Sempre ao teu lado até o fim
Minha vida é você
E a torcida do vascão
Sempre tão linda
Nós viemos para te apoiar
Juntos vamos ganhar
Na alegria e na dor
O sentimento não pára
Pois todo vascaíno
Tem amor infinito
Cantarei de coooraaaçãoooo
Vasco da gamaaaaaa
Vasco da gamaaaaaa!

Rodrigo 82
Profissional
Profissional
Mensagens: 4165
Registrado em: 09 Jan 2018, 10:34

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Rodrigo 82 » 08 Mar 2022, 23:27

Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 23:14
Cholo_CRVG escreveu: 08 Mar 2022, 22:56 Imagem


É claro que para um país que elege tiriricas, bolsonaros, dilmas, lulas, witzels, mamãe caguei etc ... Isso é bobagem, afinal de contas vivemos na mais perfeito definição de caquistocracia... NÃO IMPORTA A INTELIGÊNCIA, EXPERIÊNCIA, RACIONALIDADE de alguém. O que importa é ser da moda, ser engraçado, popular...
O pior gado que existe é aquele que lambe as bolas de ditador estrangeiro.

Vc se supera a cada dia.
É pra gente não sentir falta do Saver.

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2601
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Cholo_CRVG » 09 Mar 2022, 00:18

Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 23:14
Cholo_CRVG escreveu: 08 Mar 2022, 22:56 Imagem


É claro que para um país que elege tiriricas, bolsonaros, dilmas, lulas, witzels, mamãe caguei etc ... Isso é bobagem, afinal de contas vivemos na mais perfeito definição de caquistocracia... NÃO IMPORTA A INTELIGÊNCIA, EXPERIÊNCIA, RACIONALIDADE de alguém. O que importa é ser da moda, ser engraçado, popular...
O pior gado que existe é aquele que lambe as bolas de ditador estrangeiro.

Vc se supera a cada dia.
Vc se supera a cada dia.

Esse é o objetivo! Ascendente vertical para cima, a sua é horizontal, em direção às massas amorfas. Obrigado!
Imagem

Avatar do usuário
VascaoNaFita
Profissional
Profissional
Mensagens: 5388
Registrado em: 09 Jan 2019, 10:11

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por VascaoNaFita » 09 Mar 2022, 13:38

EUA pretendem voltar a importar petróleo da Venezuela

Em reunião do Conselho de Vice-Presidentes da Venezuela, na 2ª feira, Maduro afirmou ter mantido conversa “respeitosa, cordial, muito diplomática” com as autoridades dos EUA. Disse que o diálogo durou quase 2 horas, no principal gabinete da Presidência. “Aí estavam as bandeiras dos EUA e da Venezuela, bonitas, unidas como devem estar”, afirmou. “Concordamos em conduzir uma agenda para a frente. Pareceu-me muito importante discutir cara a cara temas importantes da Venezuela e do mundo.”

https://www.poder360.com.br/europa-em-g ... venezuela/
Parece até piada kkkkkkkkkkk!!!

O ditador Maduro voltando a ser aliado do Império kkkkkkkkkk!!!

Quando eu digo que no mundo não existem ideologias, é sim interesses :din: :evilg: :din:

Os Bozominion's e os Petistas tem um bug na cabeça kkkkkkkkkkkk!!!

Avatar do usuário
pauloSilva
Júnior
Júnior
Mensagens: 2650
Registrado em: 10 Jan 2016, 14:35

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por pauloSilva » 09 Mar 2022, 17:32

Não quero entrar na treta dos outros, mas que a mídia Russa é tão ruim quanto NYT e Globo é um fato. Contra fatos não há argumentos.

Já falo isso a anos, Bolsonaro tem que entender que ele não tem inimigos na AL, tem que ir atrás de todos os presidentes vizinhos e discutir tudo bem discutido.
Mitos Manager de Futebol 2019 - Fique atento para mais informações: https://www.facebook.com/Mitos-Manager- ... 4830487558

rafael.pereira
Profissional
Profissional
Mensagens: 5916
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:57

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por rafael.pereira » 09 Mar 2022, 23:39

Wagnersac escreveu: 08 Mar 2022, 08:15 A Rússia já é uma ditadura ao estilo chinês.

Controle violento de informação e manipulação total do povo.

Lembra o povo alemão na época nazista.

Muitos só souberam após a guerra das atrocidades cometidas pelo regime.
Ilário vc reclamar do Putin e da China estando prestes a votar em um ditador do mesmo nível no Brasil.

Lhe falta bastante coerência!

Imagem

rafael.pereira
Profissional
Profissional
Mensagens: 5916
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:57

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por rafael.pereira » 09 Mar 2022, 23:49

Guatemala mostrando aos Progressistas do Ocidente o que de fato é uma democracia. Representantes eleitos pelo povo decidindo o rumo no País e não numa canetada de um judiciário progressista como estão fazendo por aqui.

Por isso é importante votar em políticos conservadores para que possa fazer uma mudança no STF e restaurar a vontade popular. Restaurar a democracia.

Ao que parece a mídia e os filmes de Hollywood progressistas doutrinadora da terrinha do Tio Sam não teve tanta influência na Guatemala.

Imagem
Imagem

Ozzy021
Promessa
Promessa
Mensagens: 250
Registrado em: 06 Nov 2018, 17:52

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Ozzy021 » 09 Mar 2022, 23:56

Nojento demais ver uma galera passando pano pra Putin e suas atrocidades na Ucrânia. Tem que ser bem boçal mesmo.

Eu aturo alguns bolsominions e petistas que sabem trocar ideia na boa. Mas, me afastei de alguns conhecidos que fazem esse malabarismo pra justificar a invasão russa. Não tenho estômago.

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2601
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Cholo_CRVG » 10 Mar 2022, 10:14

A censura nas plataformas virtuais viola a soberania dos países. Não importa se são empresas privadas e não estatais. Isto é secundário. São estrangeiras. Monopolizam a internet. Não há "liberdade de mercado" nesse terreno; os tresloucados e abstratos conceitos mercadocêntricos não servem para a situação. Essas empresas são estrangeiras e, colocando-se *acima* das constituições dos países, dão-se o direito de derrubar canais e perfis com base nas cartilhas determinadas pelos *seus* governos locais ou regionais. (Nota para o fato de que poucos compreenderam que este problema da censura na internet é uma violação das soberanias nacionais. Aldo Rebelo é um dos poucos que o fez.) Mas o zé-ruela debilóide só enxerga violação de soberania quando há invasão militar ou quando é um Estado passando por cima do outro, não consegue enxergá-la onde ela se exerce por métodos sutis e por instrumentos não-estatais. O Brasil está sendo sabotado em todos os níveis. Quase tudo o que não é autóctone (ou seja, toda essa merda identitária) foi implantado aqui como sabotagem internacional. Não houve uma "tomada de consciência" da humanidade sobre esses temas (igualdade de gênero, gueis, diversidade sexual etc), houve, isto sim, a implantação de falsos problemas na cabeça de jovens naturalmente desorientados e em crise de individuação, a implantação do ódio inter-racial ou inter-classista na cabeça de jovens ávidos por explicações do porquê sofrem, do porquê são pobres, do porquê o outro tem e ele não tem. O estrago disto é maior do que o estrago de mil tanques de guerra. Entrar na cabeça de uma população, operar nela uma lobotomia ideológica, é uma violação mais grave do que qualquer outra.
Imagem

Avatar do usuário
Ysell
Profissional
Profissional
Mensagens: 4211
Registrado em: 15 Ago 2016, 20:30

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Ysell » 10 Mar 2022, 10:23

Cholo_CRVG escreveu: 10 Mar 2022, 10:14 A censura nas plataformas virtuais viola a soberania dos países. Não importa se são empresas privadas e não estatais. Isto é secundário. São estrangeiras. Monopolizam a internet. Não há "liberdade de mercado" nesse terreno; os tresloucados e abstratos conceitos mercadocêntricos não servem para a situação. Essas empresas são estrangeiras e, colocando-se *acima* das constituições dos países, dão-se o direito de derrubar canais e perfis com base nas cartilhas determinadas pelos *seus* governos locais ou regionais. (Nota para o fato de que poucos compreenderam que este problema da censura na internet é uma violação das soberanias nacionais. Aldo Rebelo é um dos poucos que o fez.) Mas o zé-ruela debilóide só enxerga violação de soberania quando há invasão militar ou quando é um Estado passando por cima do outro, não consegue enxergá-la onde ela se exerce por métodos sutis e por instrumentos não-estatais. O Brasil está sendo sabotado em todos os níveis. Quase tudo o que não é autóctone (ou seja, toda essa merda identitária) foi implantado aqui como sabotagem internacional. Não houve uma "tomada de consciência" da humanidade sobre esses temas (igualdade de gênero, gueis, diversidade sexual etc), houve, isto sim, a implantação de falsos problemas na cabeça de jovens naturalmente desorientados e em crise de individuação, a implantação do ódio inter-racial ou inter-classista na cabeça de jovens ávidos por explicações do porquê sofrem, do porquê são pobres, do porquê o outro tem e ele não tem. O estrago disto é maior do que o estrago de mil tanques de guerra. Entrar na cabeça de uma população, operar nela uma lobotomia ideológica, é uma violação mais grave do que qualquer outra.
A FCPA é muito pior e tá aí há anos.

E essa de censura nas redes ferir soberania só faria sentido se a mesma não tivesse que se submeter às leis locais para operar no país... Mas tem quem bata palmas para o telegram cagar para a justiça brasileira. :acclaim:

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 2601
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA INTERNACIONAL II

Mensagem por Cholo_CRVG » 10 Mar 2022, 11:02

Ysell escreveu: 10 Mar 2022, 10:23
Cholo_CRVG escreveu: 10 Mar 2022, 10:14 A censura nas plataformas virtuais viola a soberania dos países. Não importa se são empresas privadas e não estatais. Isto é secundário. São estrangeiras. Monopolizam a internet. Não há "liberdade de mercado" nesse terreno; os tresloucados e abstratos conceitos mercadocêntricos não servem para a situação. Essas empresas são estrangeiras e, colocando-se *acima* das constituições dos países, dão-se o direito de derrubar canais e perfis com base nas cartilhas determinadas pelos *seus* governos locais ou regionais. (Nota para o fato de que poucos compreenderam que este problema da censura na internet é uma violação das soberanias nacionais. Aldo Rebelo é um dos poucos que o fez.) Mas o zé-ruela debilóide só enxerga violação de soberania quando há invasão militar ou quando é um Estado passando por cima do outro, não consegue enxergá-la onde ela se exerce por métodos sutis e por instrumentos não-estatais. O Brasil está sendo sabotado em todos os níveis. Quase tudo o que não é autóctone (ou seja, toda essa merda identitária) foi implantado aqui como sabotagem internacional. Não houve uma "tomada de consciência" da humanidade sobre esses temas (igualdade de gênero, gueis, diversidade sexual etc), houve, isto sim, a implantação de falsos problemas na cabeça de jovens naturalmente desorientados e em crise de individuação, a implantação do ódio inter-racial ou inter-classista na cabeça de jovens ávidos por explicações do porquê sofrem, do porquê são pobres, do porquê o outro tem e ele não tem. O estrago disto é maior do que o estrago de mil tanques de guerra. Entrar na cabeça de uma população, operar nela uma lobotomia ideológica, é uma violação mais grave do que qualquer outra.
A FCPA é muito pior e tá aí há anos.

E essa de censura nas redes ferir soberania só faria sentido se a mesma não tivesse que se submeter às leis locais para operar no país... Mas tem quem bata palmas para o telegram cagar para a justiça brasileira. :acclaim:
Eles se valem da circunstância das leis onde fundaram as empresas, bem como da retórica de que este espaço virtual é um contrato privado assinado pelo usuário.
MAS, poderia se arguementar que:

1- As leis devem ser regidas pelo local onde um serviço é prestado (e se vendem anúncios aqui, prestam serviço ainda que não remunerado por nós diretamente);

2 - Um contrato com cláusulas ilegais ou inconstitucionais é ineficaz (inválido) naquilo em que contrariar a lei do Estado.

Mas a gente sabe que se interpreta como tudo em nome da democracia e nada significa democracia, então...
Não é como se não existissem diversos países praticando censura em nome do "combate ao discurso de ódio" tbm (só ver o STF aqui que faz inquérito policial, julga, é vítima e testemunha etc, tudo ao mesmo tempo! De fosse alguém do executivo fazendo isso, se chamaria ditadura, mas como vivemos a juristocracia do neocostitucionalismo, então pode!).
Imagem

Responder

Voltar para “Economia, Política e Temas Sociais”