Página 5 de 5

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 14 Jan 2021, 19:25
por SOYCD
É sempre muito bom relembrar, e o Vasco tem muita história, sempre devemos parar de vez enquando e relembrar essas conquistas que fizeram do Vasco o que ele é hoje, mas, assim como o mundial do palmares, eu não vejo isso como um 'mundial', sim foi mundial, mas para mim, foi daquela época, bem distante, e nem to dizendo que isso não é mundial por não ser a fifa que fez, ou então que não é dos mesmos moldes dos de hoje, mas a questão é que, a época era outra, bem distante e portanto, mesmo que fique registrado, já não é mais relevante, eu acho que certos títulos tem uma 'data de validade' principalmente para discussões.

Pra mim, seria o seguinte:

Estadual: Torneio pra zuar com os amigos rivais, um torneio imediato e que só tem relevancia naquele ano, quiçá meses antes das competições de peso começarem.
Copa do Brasil: Como não temos um regional como antes para fazer a ponte de uma competição local para uma nacional, a CdB seria o mais próximo disso, é uma competição grande mas de mata-mata, então são feitos menos jogos e a probabilidade de vencer é maior que uma de pontos corridos, aqui a relevância pra mim seria de 5 a 10 anos.
BRzão: Aqui é onde a maioria sente falta, só ver o patetico mineiro gastando milhões e milhões para ganhar novamente, acho que uns 8 a 15 anos no máximo, mas o ideal é sempre lutar pelo título ao menos.
Sulamiranda: Apesar de internacional, ela tem menos relevancia até que a CdB, diria algo em torno de 3 a 6 anos.
Liberta e Mundial: As duas andam de mãos dadas, mas o mundial tem peso até maior por enquanto ( ao contrario dos europeus), diria que 10 a 17/20 anos.

Mas esse é o tempo de relevância, é claro que é sempre bom buscar o título seja ele qual for, mas pra mim é isso, e nessa conta não temos quase nada.

Já que o carioca é anual e não vencemos.
Brasileiro o último foi 2000 - 20 anos
Liberta 22
CdB 9 (1 ano ainda na conta que logo se vai embora junto das especulações de ex jogadores como Dede e A Martins)
Mundial, se o último foi em 57 então temos já mais de 60 anos na seca

Portanto, um mundial nesses próximos anos seria fundamental para que esses outros ganhem mais contexto.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 15 Jan 2021, 09:47
por ADEMIRCRUELO
https://istoe.com.br/vasco-solicita-a-c ... ntinental/ Usaram o livro e pediram reconhecimento do intercontinental de 53

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 15 Jan 2021, 09:48
por ADEMIRCRUELO
Alguém sabe onde compro o livro do intercontinental de 1953?

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 15 Jan 2021, 23:28
por Gustavo Queiroz
:agr:
ADEMIRCRUELO escreveu: 15 Jan 2021, 09:48 Alguém sabe onde compro o livro do intercontinental de 1953?
Up

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 20 Jan 2021, 12:00
por GilsonVGPR
Gustavo Queiroz escreveu: 15 Jan 2021, 23:28 :agr:
ADEMIRCRUELO escreveu: 15 Jan 2021, 09:48 Alguém sabe onde compro o livro do intercontinental de 1953?
Up
Livro 'Vasco Campeão Intercontinental 1953' já está à venda e custa R$ 35; saiba como comprar


Link para compra: https://loja.letraseversos.com.br/loja/ ... 38201.html

Fonte: https://www.netvasco.com.br/n/263453/li ... mo-comprar

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 20 Jan 2021, 18:05
por Gustavo Queiroz
GilsonVGPR escreveu: 20 Jan 2021, 12:00
Gustavo Queiroz escreveu: 15 Jan 2021, 23:28 :agr:
ADEMIRCRUELO escreveu: 15 Jan 2021, 09:48 Alguém sabe onde compro o livro do intercontinental de 1953?
Up
Livro 'Vasco Campeão Intercontinental 1953' já está à venda e custa R$ 35; saiba como comprar


Link para compra: https://loja.letraseversos.com.br/loja/ ... 38201.html

Fonte: https://www.netvasco.com.br/n/263453/li ... mo-comprar
Obrigado, Gilson!

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 21 Jan 2021, 12:30
por GilsonVGPR
Gustavo Queiroz escreveu: 20 Jan 2021, 18:05
GilsonVGPR escreveu: 20 Jan 2021, 12:00
Gustavo Queiroz escreveu: 15 Jan 2021, 23:28 :agr:

Up
Livro 'Vasco Campeão Intercontinental 1953' já está à venda e custa R$ 35; saiba como comprar


Link para compra: https://loja.letraseversos.com.br/loja/ ... 38201.html

Fonte: https://www.netvasco.com.br/n/263453/li ... mo-comprar
Obrigado, Gilson!
Disponha, Gustavo.

É sempre bom conhecer a história do nosso clube.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 14 Mar 2021, 15:46
por GilsonVGPR
Há 73 anos o Vasco se tornava o 1º clube campeão sul-americano


Um dos maiores títulos da história do Club de Regatas Vasco da Gama completa 73 anos neste domingo, 14 de março. Nesse dia, em 1948, o Gigante da Colina conquistou, de forma invicta, o I Campeonato Sul-Americano de Clubes, disputado no Chile. O jogo que do título foi um empate por 0 a 0 contra o River Plate

Em 2008, quando essa conquista histórica completou 60 anos, a NETVASCO publicou um Especial. Para acessá-lo, clique aqui.

Veja o documento pelo qual a Conmebol reconheceu o título sul-americano do Vasco em 1948 clicando aqui.

Imagem

Fonte: https://www.netvasco.com.br/n/266475/ha ... -americano

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 28 Abr 2021, 17:53
por GilsonVGPR
Brito relembra título do Torneio de Paris: 'O dia em que eu tive a honra de enfrentar Di Stefano'

Quarta-feira, 28/04/2021 - 14:46

brito1970oficial

@vascodagama CAMPEÃO DO TORNEIO DE PARIS, 14 DE JUNHO DE 1957.
VASCO 4 X 3 REAL MADRID
O DIA EM QUE TIVE A HONRA DE ENFRENTAR DI STEFANO.

Imagem

Fonte: Instagram do ex-jogador Brito

https://www.netvasco.com.br/n/269150/br ... di-stefano

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 14 Jun 2021, 11:07
por GilsonVGPR
Há 64 anos, o Vasco derrotava o Real Madrid por 4 a 3 e conquistava a 1ª edição do Torneio de Paris; veja vídeos

Segunda-feira, 14/06/2021 - 01:10

Há 64 anos, no dia 14 de junho de 1957, o Vasco da Gama conquistava um de seus títulos mais expressivos: o da primeira edição do Torneio de Paris. O adversário na final foi ninguém menos do que o Real Madrid, que 15 dias antes havia se sagrado bicampeão europeu e continuaria enfileirando taças até chegar ao pentacampeonato em 1960. E o Vasco venceu por 4 a 3, com gols de Válter (2), Vavá e Livinho.

Ficha Técnica

Partida: Club de Regatas Vasco da Gama 4x3 Real Madrid Club de Fútbol
Evento: Torneio de Paris
Data: 14 de junho de 1957
Local: Estádio Parc des Princes – Paris/FRA
Público: 36.437 presentes

CR Vasco da Gama:

Carlos Alberto; Dario, Viana (Brito), Orlando e Ortunho (Joaquim Henriques); Laerte e Válter; Sabará, Livinho, Vavá e Pinga.
Técnico: Martim Francisco

Real Madrid CF:
Alonso, Torres, Marquitos (Santamaria), Lesmes e Munoz; Ruiz e Mateos; Kopa, Di Stéfano, Rial (Marshall) e Gento.
Técnico: José Villalonga

Gols:
Di Stéfano (RM) 4', Válter 20', Vavá 32' do 1º Tempo; Mateos (RM) 8', Livinho 21', Válter 39', Kopa (RM) 44' do 2º Tempo

Vídeos





Fonte: NETVASCO (texto), Site oficial do Vasco (ficha), Youtube (vídeos)

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 09 Ago 2021, 17:20
por GilsonVGPR
Entrei hoje no fórum e vi vários tópicos antigos upados. Vi também uns tópicos um tanto quanto inúteis criados ("crossover", "marcante/nãomarcante").

Aproveitando essa onda de upar tópicos antigos, e criar tópicos inúteis, resolvi upar esse aqui, pra galera que está ociosa, em busca de algo útil pra debater.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 13 Fev 2022, 10:42
por Julio CRVG
GilsonVGPR escreveu: 05 Jun 2018, 11:23 Torneio Internacional de Paris de 1957

O Torneio Internacional de Paris de 1957 foi a primeira edição do Torneio Internacional de Paris, torneio intercontinental disputado por equipes de Europa e América do Sul durante o mês de junho. A competição foi organizada pelo Racing Club de Paris.[1] O formato foi o mesmo para todas a edições, sempre disputadas no Parc des Princes, em Paris, na França, e ao longo de seu primeiro período de existência (1957-1966, quando organizado pelo Racing Club de Paris), quase sempre contando com o clube anfitrião, com um grande clube brasileiro de Rio de Janeiro ou São Paulo e com duas outras equipes europeias.

O Vasco da Gama sagrou-se campeão da primeira edição, de forma invicta, ao superar o bicampeão da Copa dos Campeões da UEFA Real Madrid por 4-3 na decisão.
[2][3][4][5][6][7]
A apresentação do Vasco da Gama, na final do torneio perante o Real Madrid, encantou o público e a imprensa francesa[8][9] o prestigiou a si e ao futebol brasileiro perante o público europeu.[10] Os gols foram marcados por Válter,Vavá, Livinho e Sabará. Di Stefano, Mateos e Kopa fizeram para o Real. O Real Madrid era então considerado o melhor time do mundo por ter vencido as duas edições da Copa dos Campeões da UEFA que já haviam ocorrido (1955/1956 e 1956/1957), e continuaria vencendo a Copa dos Campeões da UEFA até a edição de 1959/1960. No dia seguinte ao jogo entre Vasco e Real Madrid, Jacques Ferran escreveu no jornal L'Équipe: "E então, bruscamente o Real desapareceu literalmente. Seriam as camisas de um vermelho pálido ou os calções de um azul triste que enfraqueciam a soberba equipe espanhola? Não; é que, antes, apareceram subitamente do outro lado os corpos maravilhosos, apertados nas camisas brancas com a faixa preta, de onze atletas de futebol, de onze diabos negros que tomaram conta da bola e não a largaram mais. Durante a meia hora seguinte a impressão incrível, prodigiosa, que se teve é que o grande Real Madrid campeão da Europa, o intocável Real vencedor de todas as constelações europeias estava aprendendo a jogar futebol".

O Jornal dos Sports, em coluna de Mário Júlio Rodrigues, chegou a citá-lo uma vez como a conquista de um título mundial de clubes ao Vasco da Gama.[11] A despeito de alguns clubes já terem sido chamados de campeões mundiais antes (por exemplo, o Palmeiras ao vencer a Copa Rio de 1951), a vitória do Vasco no Torneio de Paris de 1957 foi a primeira vitória de um clube sul-americano contra um campeão continental europeu, e a declaração do Jornal dos Sports foi a primeira vez (antes da criação da Copa Intercontinental) que um clube sul-americano foi chamado de campeão mundial por vencer um campeão da Copa dos Campeões da Europa.

Único torneio mundial com um clube campeão europeu antes da criação da Copa Intercontinental


Entre a primeira coroação de um campeão continental europeu, ou seja, o título do Real Madrid na edição inaugural da Copa dos Campeões da Europa (temporada 1955/1956, final realizada em 13/06/1956),[15] e o anúncio da criação da Copa Intercontinental (cuja criação foi anunciada por João Havelange como convidado em reunião da UEFA realizada em 08/10/1958),[16] houve apenas dois torneios mundiais (com times de mais de um continente) com a participação do Real Madrid (que foi campeão europeu em todas as temporadas de 1955/1956 a 1959/1960).[17] O primeiro foi a Pequena Taça do Mundo de 1956, conquistada pelo Real Madrid, porém o Real foi convidado a este torneio antes de sagrar-se campeão europeu.[18] O outro foi o Torneio Internacional de Paris de 1957[19], que acabou sendo assim o primeiro torneio intercontinental (com times de mais de um continente) do qual o Real Madrid aceitou participar após se tornar campeão europeu (temporada 1955/1956) em 13/06/1956, tendo aceitado participar deste torneio poucos dias antes de sagrar-se bicampeão europeu 1955/1956-1956/1957.[17][20] O Real Madrid só não participou da edição de 1958 do Torneio de Paris porque se preparava para a final da Copa dos Campeões da Europa daquele ano, que seria cinco dias depois;[21] em outubro de 1958, foi anunciada a criação da Copa Intercontinental.

Única derrota de um clube campeão europeu para um clube não-europeu antes da criação daCopa Intercontinental

Na final do torneio, o Real Madrid foi vencido pelo Vasco da Gama, um clube brasileiro e sul-americano, partida que acabaria sendo a única derrota do Real Madrid para rival não-europeu em todo este período, desde que se tornou campeão europeu em 13/06/1956 até a realização da 1ª edição da Copa Intercontinental em 03/07/1960, período em que o Real Madrid foi campeão europeu.[17]

Alegações quanto a possível influência para a criação da Copa Intercontinental

A derrota do Real Madrid para o Vasco da Gama teve impacto na imprensa européia, que registrou que a derrota do Real Madrid para o Vasco elevava o nome do futebol brasileiro na Europa[22], mostrava que "o Real Madrid não era invencível",[13] que "com brasileiros em campo, nada mais existia, nem mesmo o Real Madrid",[23] que "o Real Madrid, campeão da Europa, o qual não há dúvida estava cansado pela temporada pesada que tivera de fazer, mas que, de qualquer maneira, estava inferior à equipe do Vasco da Gama",[24] e que o Vasco, "representante sul-americano"[24] naquele torneio, era uma prova de que o futuro do futebol não era a Europa mas sim a América do Sul.[24][25][21][26]

A primeira menção a um encontro intercontinental entre uma equipe representativa da Europa e outra da América ocorreu em março de 1957, porém dizia respeito a seleções, não clubes: seria uma partida entre uma seleção europeia e outra americana (esta, composta de jogadores de seleções sul-americanas), que seria realizada no Estádio Santiago Bernabeu em 1958, organizada pela UEFA antes da Copa do Mundo de 1958.[27][28] No que diz respeito a confrontos entre clubes, em 15 de fevereiro de 1958 a imprensa espanhola dava como certa a criação de um torneio sul-americano de clubes, semelhante ao existente na Europa,[29] e em 08 de outubro de 1958, foi anunciada, porJoão Havelange como convidado em reunião da UEFA, a criação das Copas Libertadores e Intercontinental, esta última sendo uma confrontação entre os campeões europeu e sul-americano,[30] , em jogos de ida-e-volta (um jogo em cada um dos países dos clubes envolvidos, e um jogo-desempate, se necessário), tendo as duas competições (Libertadores e Intercontinental) sido propostas em parte com o objetivo de permitir testar a invencibilidade do mesmo Real Madrid, campeão da Europa, contra o melhor clube da América do Sul, a ser definido na Copa Libertadores.[14] A matéria do jornal El Mundo Deportivo, de 09/10/1958, traz declarações do então presidente do Real Madrid, Santiago Bernabeu, de que o clube postulava continuar vencendo a Copa dos Campeões da Europa e poder jogar a final intercontinental contra o campeão sul-americano.[31]

# Segundo um dirigente do Vasco da Gama, no Torneio de Paris o clube mostrou ao mundo o que era o verdadeiro futebol brasileiro, o que viria a ser ratificado logo depois naCopa do Mundo de 1958.[32]

(...)

Primeiro torneio em que os clubes teriam atuado como representantes de seus continentes

Algumas fontes sustentam que Vasco da Gama e Flamengo participaram do Torneio de Paris de 1957 e 1958 como representantes do futebol sul-americano[25][21][37], o que, aliado à participação do campeão europeu Real Madrid na edição de 1957 (sendo que o Real Madrid só não participou da edição de 1958 do Torneio de Paris porque se preparava para a final da Copa dos Campeões da Europa daquele ano, que seria cinco dias depois)[21], faria do Torneio de Paris a primeira competição em que clubes teriam atuado como representantes dos seus respectivos continentes, antes mesmo da criação da Copa Intercontinental.

Fonte: TORNEIO INTERNACIONAL DE PARIS DE 1957

# Obs.: O Vasco cedeu os zagueiros Bellini (capitão) e Orlando, que atuaram os 6 jogos, e o atacante Vavá, que atuou em 4 jogos e fez 5 gols, inclusive os 2 primeiros na final contra a Suécia.

Fonte: O VASCO NAS COPAS
Isso aqui é muito maior do que qualquer Copa Toyota , entendam o gigantismo do Vasco , o porque de tantos torcerem contra , mesmo que não o reconheçam como tal , o Vasco já foi o melhor do mundo !

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 13 Fev 2022, 11:40
por frostbr
GilsonVGPR escreveu: 05 Jun 2018, 11:23 Torneio Internacional de Paris de 1957

O Torneio Internacional de Paris de 1957 foi a primeira edição do Torneio Internacional de Paris, torneio intercontinental disputado por equipes de Europa e América do Sul durante o mês de junho. A competição foi organizada pelo Racing Club de Paris.[1] O formato foi o mesmo para todas a edições, sempre disputadas no Parc des Princes, em Paris, na França, e ao longo de seu primeiro período de existência (1957-1966, quando organizado pelo Racing Club de Paris), quase sempre contando com o clube anfitrião, com um grande clube brasileiro de Rio de Janeiro ou São Paulo e com duas outras equipes europeias.

O Vasco da Gama sagrou-se campeão da primeira edição, de forma invicta, ao superar o bicampeão da Copa dos Campeões da UEFA Real Madrid por 4-3 na decisão.
[2][3][4][5][6][7]
A apresentação do Vasco da Gama, na final do torneio perante o Real Madrid, encantou o público e a imprensa francesa[8][9] o prestigiou a si e ao futebol brasileiro perante o público europeu.[10] Os gols foram marcados por Válter,Vavá, Livinho e Sabará. Di Stefano, Mateos e Kopa fizeram para o Real. O Real Madrid era então considerado o melhor time do mundo por ter vencido as duas edições da Copa dos Campeões da UEFA que já haviam ocorrido (1955/1956 e 1956/1957), e continuaria vencendo a Copa dos Campeões da UEFA até a edição de 1959/1960. No dia seguinte ao jogo entre Vasco e Real Madrid, Jacques Ferran escreveu no jornal L'Équipe: "E então, bruscamente o Real desapareceu literalmente. Seriam as camisas de um vermelho pálido ou os calções de um azul triste que enfraqueciam a soberba equipe espanhola? Não; é que, antes, apareceram subitamente do outro lado os corpos maravilhosos, apertados nas camisas brancas com a faixa preta, de onze atletas de futebol, de onze diabos negros que tomaram conta da bola e não a largaram mais. Durante a meia hora seguinte a impressão incrível, prodigiosa, que se teve é que o grande Real Madrid campeão da Europa, o intocável Real vencedor de todas as constelações europeias estava aprendendo a jogar futebol".

O Jornal dos Sports, em coluna de Mário Júlio Rodrigues, chegou a citá-lo uma vez como a conquista de um título mundial de clubes ao Vasco da Gama.[11] A despeito de alguns clubes já terem sido chamados de campeões mundiais antes (por exemplo, o Palmeiras ao vencer a Copa Rio de 1951), a vitória do Vasco no Torneio de Paris de 1957 foi a primeira vitória de um clube sul-americano contra um campeão continental europeu, e a declaração do Jornal dos Sports foi a primeira vez (antes da criação da Copa Intercontinental) que um clube sul-americano foi chamado de campeão mundial por vencer um campeão da Copa dos Campeões da Europa.

Único torneio mundial com um clube campeão europeu antes da criação da Copa Intercontinental


Entre a primeira coroação de um campeão continental europeu, ou seja, o título do Real Madrid na edição inaugural da Copa dos Campeões da Europa (temporada 1955/1956, final realizada em 13/06/1956),[15] e o anúncio da criação da Copa Intercontinental (cuja criação foi anunciada por João Havelange como convidado em reunião da UEFA realizada em 08/10/1958),[16] houve apenas dois torneios mundiais (com times de mais de um continente) com a participação do Real Madrid (que foi campeão europeu em todas as temporadas de 1955/1956 a 1959/1960).[17] O primeiro foi a Pequena Taça do Mundo de 1956, conquistada pelo Real Madrid, porém o Real foi convidado a este torneio antes de sagrar-se campeão europeu.[18] O outro foi o Torneio Internacional de Paris de 1957[19], que acabou sendo assim o primeiro torneio intercontinental (com times de mais de um continente) do qual o Real Madrid aceitou participar após se tornar campeão europeu (temporada 1955/1956) em 13/06/1956, tendo aceitado participar deste torneio poucos dias antes de sagrar-se bicampeão europeu 1955/1956-1956/1957.[17][20] O Real Madrid só não participou da edição de 1958 do Torneio de Paris porque se preparava para a final da Copa dos Campeões da Europa daquele ano, que seria cinco dias depois;[21] em outubro de 1958, foi anunciada a criação da Copa Intercontinental.

Única derrota de um clube campeão europeu para um clube não-europeu antes da criação daCopa Intercontinental

Na final do torneio, o Real Madrid foi vencido pelo Vasco da Gama, um clube brasileiro e sul-americano, partida que acabaria sendo a única derrota do Real Madrid para rival não-europeu em todo este período, desde que se tornou campeão europeu em 13/06/1956 até a realização da 1ª edição da Copa Intercontinental em 03/07/1960, período em que o Real Madrid foi campeão europeu.[17]

Alegações quanto a possível influência para a criação da Copa Intercontinental

A derrota do Real Madrid para o Vasco da Gama teve impacto na imprensa européia, que registrou que a derrota do Real Madrid para o Vasco elevava o nome do futebol brasileiro na Europa[22], mostrava que "o Real Madrid não era invencível",[13] que "com brasileiros em campo, nada mais existia, nem mesmo o Real Madrid",[23] que "o Real Madrid, campeão da Europa, o qual não há dúvida estava cansado pela temporada pesada que tivera de fazer, mas que, de qualquer maneira, estava inferior à equipe do Vasco da Gama",[24] e que o Vasco, "representante sul-americano"[24] naquele torneio, era uma prova de que o futuro do futebol não era a Europa mas sim a América do Sul.[24][25][21][26]

A primeira menção a um encontro intercontinental entre uma equipe representativa da Europa e outra da América ocorreu em março de 1957, porém dizia respeito a seleções, não clubes: seria uma partida entre uma seleção europeia e outra americana (esta, composta de jogadores de seleções sul-americanas), que seria realizada no Estádio Santiago Bernabeu em 1958, organizada pela UEFA antes da Copa do Mundo de 1958.[27][28] No que diz respeito a confrontos entre clubes, em 15 de fevereiro de 1958 a imprensa espanhola dava como certa a criação de um torneio sul-americano de clubes, semelhante ao existente na Europa,[29] e em 08 de outubro de 1958, foi anunciada, porJoão Havelange como convidado em reunião da UEFA, a criação das Copas Libertadores e Intercontinental, esta última sendo uma confrontação entre os campeões europeu e sul-americano,[30] , em jogos de ida-e-volta (um jogo em cada um dos países dos clubes envolvidos, e um jogo-desempate, se necessário), tendo as duas competições (Libertadores e Intercontinental) sido propostas em parte com o objetivo de permitir testar a invencibilidade do mesmo Real Madrid, campeão da Europa, contra o melhor clube da América do Sul, a ser definido na Copa Libertadores.[14] A matéria do jornal El Mundo Deportivo, de 09/10/1958, traz declarações do então presidente do Real Madrid, Santiago Bernabeu, de que o clube postulava continuar vencendo a Copa dos Campeões da Europa e poder jogar a final intercontinental contra o campeão sul-americano.[31]

# Segundo um dirigente do Vasco da Gama, no Torneio de Paris o clube mostrou ao mundo o que era o verdadeiro futebol brasileiro, o que viria a ser ratificado logo depois naCopa do Mundo de 1958.[32]

(...)

Primeiro torneio em que os clubes teriam atuado como representantes de seus continentes

Algumas fontes sustentam que Vasco da Gama e Flamengo participaram do Torneio de Paris de 1957 e 1958 como representantes do futebol sul-americano[25][21][37], o que, aliado à participação do campeão europeu Real Madrid na edição de 1957 (sendo que o Real Madrid só não participou da edição de 1958 do Torneio de Paris porque se preparava para a final da Copa dos Campeões da Europa daquele ano, que seria cinco dias depois)[21], faria do Torneio de Paris a primeira competição em que clubes teriam atuado como representantes dos seus respectivos continentes, antes mesmo da criação da Copa Intercontinental.

Fonte: TORNEIO INTERNACIONAL DE PARIS DE 1957

# Obs.: O Vasco cedeu os zagueiros Bellini (capitão) e Orlando, que atuaram os 6 jogos, e o atacante Vavá, que atuou em 4 jogos e fez 5 gols, inclusive os 2 primeiros na final contra a Suécia.

Fonte: O VASCO NAS COPAS
:ed2:

Era um intercontinental de luxo. Realmente valia mais que a Copa Toyota.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 13 Fev 2022, 11:49
por vascao_es_vv
o vasco tinha que lutar pra esses dois titulos serem reconhecidos por fifa e todaS federaçoes mundias
somos bi mundial

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 15 Fev 2022, 16:51
por Camisa7
alguém sabe no que deu o pedido do Vasco ano passado pra reconhecer o Mundial de 1953?

e pra quem entende melhor do assunto...
vocês acham que o de 1953 deve ser considerado Mundial? e o de 1957?
e vocês acham que o Vasco algum dia vai conseguir reconhecer esses títulos como mundiais?

1948 já foi reconhecido como Liberta, não tem nem discussão.

SV!

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 16 Fev 2022, 11:00
por GilsonVGPR
Camisa7 escreveu: 15 Fev 2022, 16:51 alguém sabe no que deu o pedido do Vasco ano passado pra reconhecer o Mundial de 1953?

e pra quem entende melhor do assunto...
vocês acham que o de 1953 deve ser considerado Mundial? e o de 1957?
e vocês acham que o Vasco algum dia vai conseguir reconhecer esses títulos como mundiais?

1948 já foi reconhecido como Liberta, não tem nem discussão.

SV!
Sobre o de 1953, o Vasco reivindicou à fifa no início do ano passado.

Vasco envia ofício à CBF e reivindica reconhecimento de campeão intercontinental


https://www.espn.com.br/futebol/artigo/ ... ontinental

Mas não sei informar se houve resposta.

Sobre o de 1953 ser reconhecido como mundial, se forem os de 1951 (Palmeiras) e 1952 (Fluminense), tem que ser também, pois, são da mesma linha.

Eu considero o de 1957, por tudo que representa, por ter mais times de países diferentes, e por sido contra o badalado Real Madrid, na época bi-campeão europeu, mais importante.

Acho que pode sim. Por que não? Só que o de 1957, se for, tem que ser chamado de Torneio Internacional (primeiro e único), além de enfatizar que esse torneio é que deu origem à copa intercontinental. Assim como o Sul-Americano de 1948 deu origem à Libertadores e à Liga dos Campeões da Europa.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 16 Fev 2022, 14:34
por Camisa7
GilsonVGPR escreveu: 16 Fev 2022, 11:00
Camisa7 escreveu: 15 Fev 2022, 16:51 alguém sabe no que deu o pedido do Vasco ano passado pra reconhecer o Mundial de 1953?

e pra quem entende melhor do assunto...
vocês acham que o de 1953 deve ser considerado Mundial? e o de 1957?
e vocês acham que o Vasco algum dia vai conseguir reconhecer esses títulos como mundiais?

1948 já foi reconhecido como Liberta, não tem nem discussão.

SV!
Sobre o de 1953, o Vasco reivindicou à fifa no início do ano passado.

Vasco envia ofício à CBF e reivindica reconhecimento de campeão intercontinental


https://www.espn.com.br/futebol/artigo/ ... ontinental

Mas não sei informar se houve resposta.

Sobre o de 1953 ser reconhecido como mundial, se forem os de 1951 (Palmeiras) e 1952 (Fluminense), tem que ser também, pois, são da mesma linha.

Eu considero o de 1957, por tudo que representa, por ter mais times de países diferentes, e por sido contra o badalado Real Madrid, na época bi-campeão europeu, mais importante.

Acho que pode sim. Por que não? Só que o de 1957, se for, tem que ser chamado de Torneio Internacional (primeiro e único), além de enfatizar que esse torneio é que deu origem à copa intercontinental. Assim como o Sul-Americano de 1948 deu origem à Libertadores e à Liga dos Campeões da Europa.
valeu pela resposta, Gilson!

o Vasco deveria fazer de tudo pra reconhecer esses títulos como Mundiais!
se pegar listas de campeões mundiais o Vasco não aparece, é importante pro clube ter esse reconhecimento histórico!

SV!

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 16 Fev 2022, 16:02
por BAH
Quando eu era moleque, lá na década de 90, cansei de ler sobre o Expresso da Vitória e o Campeonato Sul Americano de 1948.

Nunca vi nenhuma menção a esses mundialitos. Pra mim, resgatar esses torneios são uma tentativa pífia para compensar as nossas derrotas em 98 e 2000 e tentar uma falsa (e desnecessária) equiparação aos nossos adversários.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 17 Fev 2022, 10:10
por GilsonVGPR
BAH escreveu: 16 Fev 2022, 16:02 Quando eu era moleque, lá na década de 90, cansei de ler sobre o Expresso da Vitória e o Campeonato Sul Americano de 1948.

Nunca vi nenhuma menção a esses mundialitos. Pra mim, resgatar esses torneios são uma tentativa pífia para compensar as nossas derrotas em 98 e 2000 e tentar uma falsa (e desnecessária) equiparação aos nossos adversários.
Corrigindo, resgatar a história do clube, e trazer ao conhecimento de quem "nunca viu nenhuma menção".

Eu tive o cuidado de escrever/explicar isso no post de introdução, e no título do tópico ("conquistas precursoras").

Trecho final do post de introdução:

Quero destacar duas dessas conquistas/feitos, o SUL-AMERICANO DE CLUBES CAMPEÕES DE 1948 (1) E TORNEIO INTERNACIONAL DE PARIS DE 1957 (2) – PRECURSORES DA UEFA CHAMPIONS LEAGUE (1), DA TAÇA LIBERTADORES DA AMÉRICA (1), DA TAÇA INTERCONTINENTAL (2) E DA HEGEMONIA DO BRASIL EM COPAS DO MUNDO (2).
ImagemImagem
Não por conta da discussão se o Sul-Americano de 1948 tem o mesmo peso/valor de uma Libertadores, ou se o Torneio Internacional de Paris tem o mesmo peso/valor de um mundial, mas, pelo que essas duas conquistas representam em termos históricos.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 17 Fev 2022, 10:16
por Leony
1957 pra mim é intercontinental , mundial tanto quanto o dos outros .

Era o melhor time das Américas contra o melhor da Europa.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 17 Fev 2022, 12:01
por Paz /+/
A Copa Rio 51 e 52 e a Copa Rivadavia 53 tinham o objetivo de serem mesmo Copas do Mundo de clubes. Inclusive foram chamadas assim. A CBD tentou bancar essas competições justamente para recuperar a imagem da Copa de 50, onde ficou a enorme impressão de que o Brasil era a melhor Seleção do mundo mas acabou perdendo a final em casa.

O problema é que boa parte dos times de fora foram amassados pelos brasileiros nessas 3 competições, incluindo Peñarol e Nacional, que eram a base do Uruguai campeão do mundo. Isso ajudou a gerar desinteresse por parte das torcidas brasileiras. A criação da Rivadavia foi justamente para tentar dar uma sobrevida a ideia, pq as Copas Rio fracassaram. Mas acabou que a Rivadavia tb não despertou tanto interesse. Chegaram a armar as competições para 54 e 55, com grandes clubes europeus, mas desistiram.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 17 Fev 2022, 13:49
por Paz /+/
Sobre 1957, eu gosto mais do contexto geral das viagens para o exterior do que somente dizer que o Torneio de Paris era um Mundial.

O Vasco varreu times campeões de ligas e de copas nacionais naquele ano. E sempre jogando fora de casa. As vitórias:

Nacional-URU (1 x 0 e 2 x 1) - Venceu o campeão uruguaio duas vezes em 57, dps de ter perdido um jogo em Montevideo. Uma das vitórias foi justamente em Montevideo e a outra foi em Santiago.
Colo-colo-CHI (3 x 2) - Venceu o campeão chileno em Santiago
Sporting Cristal-PER (2 x 1) - Venceu o campeão peruano no Peru
NY Hakoah-EUA (6 x 2) - Venceu o campeão dos EUA em Nova York
Real Madrid (4 x 3) - Venceu o campeão europeu em Paris. O Real tb era o campeão espanhol.
Athetic Bilbao (4 x 2) - O Athletic Bilbao havia sido campeão da Copa do Rei e da La Liga em 1956.
Barcelona (7 x 2) - Massacrou o Barcelona que tinha sido o campeão da Copa do Rei 1 semana antes deste jogo, em Barcelona.
Benfica (5 x 2) - Goleou o campeão português em Lisboa.
Espanyol (3 x 1) - Venceu o vice-campeão da Copa do Rei, em Barcelona.

Os únicos campeões nacionais que conseguiram vencer o Vasco foram o Nacional (em Montevideo como já citado, por 3 a 2) e o Dínamo Moscou campeão soviético (em Moscou por 3 a 1). Depois o Vasco conseguiu empatar com o Dinamo em Moscou, embora tenha perdido para o Spartak tb. O frio russo é um desafio pra qualquer equipe. Inclusive, o campeão soviético não participou da Champions de 1956/57 justamente por não poder ter jogos na Rússia durante o inverno.

Enfim, O Vasco foi inegavelmente o clube do ano de 1957. E dificilmente qualquer outro clube campeão do Torneio Intercontinental ou do Mundial da FIFA foi tão bem sucedido em grandes jogos internacionais quanto este Vasco. Talvez só o Santos de Pelé. Fomos inegavelmente os melhores do mundo.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 14 Mar 2022, 17:39
por GilsonVGPR
Há 74 anos o Vasco se tornava o 1º clube campeão sul-americano

Segunda-feira, 14/03/2022 - 09:55

Um dos maiores títulos da história do Club de Regatas Vasco da Gama completa 74 anos nesta segunda-feira, 14 de março. Nesse dia, em 1948, o Gigante da Colina conquistou, de forma invicta, o I Campeonato Sul-Americano de Clubes, disputado no Chile. O jogo que do título foi um empate por 0 a 0 contra o River Plate

Em 2008, quando essa conquista histórica completou 60 anos, a NETVASCO publicou um Especial. Para acessá-lo, clique aqui.

Veja o documento pelo qual a Conmebol reconheceu o título sul-americano do Vasco em 1948 clicando aqui.

Imagem

Vasco campeão sul-americano de 1948


Fonte: NETVASCO (texto), Reprodução Internet (foto)
Link: https://www.netvasco.com.br/n/287911/ha ... -americano

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 15 Jun 2022, 08:30
por GilsonVGPR
:cfe: Ontem fez 65 anos da conquista, pelo Vasco, do Torneio de Paris, ao vencer o Real Madrid por 4 a 3. :clbt:

Perfil Estude Vasco fez 'narração em tempo real' de Vasco x Real Madrid, pelo Torneio de Paris de 1957


Terça-feira, 14/06/2022 - 23:28

EstudeVasco @EstudeVasco
VAI COMEÇAR A FINAL!

Vasco x Real Madrid - O maior confronto entre clubes de futebol dos anos 50!

#VascoReal

Imagem

Escalações:

Vasco: Carlos Alberto; Dario e Viana; Laerte, Orlando e Ortunho; Sabará, Livinho, Vavá, Válter e Pinga. T: Martim Francisco.

Real Madrid: Alonso; Torres e Marquitos; Lesme, Muñoz e Ruiz; Kopa. Mateos, Di Stéfano, Rial e Gento. T: Villalonga.

Veja mais em: https://www.netvasco.com.br/n/293574/pe ... is-de-1957

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 15 Jun 2022, 16:32
por LucasR.
Ngm pra criar um abaixo assinado ou começar campanha em rede social pra reconhecerem ao menos o Sul-Americano de 48?

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 16 Jun 2022, 10:01
por FernandoCravo
LucasR. escreveu: 15 Jun 2022, 16:32 Ngm pra criar um abaixo assinado ou começar campanha em rede social pra reconhecerem ao menos o Sul-Americano de 48?
Se não me engano, ele já é reconhecido pelo Conmebol.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 16 Jun 2022, 13:21
por Rambozo
FernandoCravo escreveu: 16 Jun 2022, 10:01
LucasR. escreveu: 15 Jun 2022, 16:32 Ngm pra criar um abaixo assinado ou começar campanha em rede social pra reconhecerem ao menos o Sul-Americano de 48?
Se não me engano, ele já é reconhecido pelo Conmebol.
Sim, já é reconhecido.
Tanto é que o Vasco jogou a Supercopa Libertadores de 1997, um ano antes de conquistar a Copa Libertadores de 1998. Nesta edição de 1997, a Conmebol acrescentou o Vasco, por ter sido campeão do Campeonato Sul-Americano de Campeões, em 1948.
Portanto, o Vasco é Bicampeão Sul-americano. Aliás, Tricampeão Sul-americano considerando a Copa Mercosul de 2000 !

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 16 Jun 2022, 13:23
por Rambozo
Apesar de terem sido competições distintas, com nomes diferentes, eu considero o Vasco Bicampeão da Libertadores, o peso das competições em âmbito sul-americano é praticamente o mesmo.

Re: SUL-AMERICANO DE 1948 E TORNEIO PARIS DE 1957 – CONQUISTAS PRECURSORAS

Enviado: 16 Jun 2022, 14:25
por FernandoCravo
Rambozo escreveu: 16 Jun 2022, 13:23 Apesar de terem sido competições distintas, com nomes diferentes, eu considero o Vasco Bicampeão da Libertadores, o peso das competições em âmbito sul-americano é praticamente o mesmo.
Acho que considerar o Sul-Americano como Libertadores diminui a importância dele.

Ele deve ser considerado pelo que ele é: o primeiro torneio continental da história do futebol.