TÉRMINO DE NAMORO

Comente aqui assuntos diversificados, que não se enquadrem em nenhuma dos outras Categorias com Áreas já criadas nesse Espaço e no Fórum de uma maneira Geral.
Avatar do usuário
Bart Vascaíno
Profissional
Profissional
Mensagens: 4835
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:37
Localização: Springfield

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Bart Vascaíno » 16 Jan 2018, 00:19

Carnaval ta chegandoo, cadê os corno??
Imagem

Avatar do usuário
Slash Cruzmaltino
Capitão
Capitão
Mensagens: 9192
Registrado em: 02 Jan 2016, 19:27
Localização: Rio de Janeiro-RJ

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Slash Cruzmaltino » 16 Jan 2018, 01:06

Bart Vascaíno escreveu:
16 Jan 2018, 00:19
Carnaval ta chegandoo, cadê os corno??
Imagem
ImagemImagem

Avatar do usuário
WilliamCasanas
Júnior
Júnior
Mensagens: 2118
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:05
Localização: Salvador - Bahia

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por WilliamCasanas » 16 Jan 2018, 02:34

Slash Cruzmaltino escreveu:
16 Jan 2018, 01:06
Bart Vascaíno escreveu:
16 Jan 2018, 00:19
Carnaval ta chegandoo, cadê os corno??
Imagem
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
FORA EURICO!

:bangh:

Imagem

Avatar do usuário
LuaninhaCRVG
Grande Benemérito
Grande Benemérito
Mensagens: 2076
Registrado em: 23 Dez 2015, 21:04
Localização: Saint Jones

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por LuaninhaCRVG » 06 Jan 2019, 21:51

Oi sumido
Enquanto houver um coração infantil, o Vasco será imortal!

Imagem

Avatar do usuário
Digaonascimento
Júnior
Júnior
Mensagens: 1181
Registrado em: 31 Dez 2015, 07:29

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Digaonascimento » 06 Jan 2019, 21:55

Daqui a pouco o forista Bah chega por aqui aconselhando a galera como se portar :cheesy:

Avatar do usuário
Bart Vascaíno
Profissional
Profissional
Mensagens: 4835
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:37
Localização: Springfield

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Bart Vascaíno » 06 Jan 2019, 22:59

Carnaval chegando, a hora é agora
Imagem

Avatar do usuário
Bart Vascaíno
Profissional
Profissional
Mensagens: 4835
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:37
Localização: Springfield

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Bart Vascaíno » 06 Jan 2019, 23:00

Brincadeiras aparte esse tópico me trouxe grandes amigos (Literalmente) que vou levar para a vida... Sedentos <3
Imagem

Avatar do usuário
VAS_GLÓRIA [CRVG]
Júnior
Júnior
Mensagens: 2418
Registrado em: 08 Ago 2016, 00:55
Localização: Ancapistão

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por VAS_GLÓRIA [CRVG] » 07 Jan 2019, 05:33

Vocês são tudo namorador. Tem uns 4 anos que não tenho relacionamento sério. Acho que isso nem funciona mais em uma sociedade altamente individualista.

Avatar do usuário
Bart Vascaíno
Profissional
Profissional
Mensagens: 4835
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:37
Localização: Springfield

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Bart Vascaíno » 07 Jan 2019, 09:05

VAS_GLÓRIA [CRVG] escreveu:
07 Jan 2019, 05:33
Vocês são tudo namorador. Tem uns 4 anos que não tenho relacionamento sério. Acho que isso nem funciona mais em uma sociedade altamente individualista.
Tô na msm kkkkkk deve ter uns 2-3 anos, tem uns amigos meus que terminam agora, 3meses já ta namorando dnv
Imagem

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 10170
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ
Contato:

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Wagnersac » 07 Jan 2019, 09:21

Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 09:05
VAS_GLÓRIA [CRVG] escreveu:
07 Jan 2019, 05:33
Vocês são tudo namorador. Tem uns 4 anos que não tenho relacionamento sério. Acho que isso nem funciona mais em uma sociedade altamente individualista.
Tô na msm kkkkkk deve ter uns 2-3 anos, tem uns amigos meus que terminam agora, 3meses já ta namorando dnv
Eu me divorciei pela última vez há 1 ano e meio.

Agora chega.

Nunca mais quero compromisso :naoo:
Imagem

R.I.P. VASCO🖤
✝21/08/1898 - 💀20/01/2018

Avatar do usuário
BAH
Promessa
Promessa
Mensagens: 338
Registrado em: 05 Jan 2016, 11:03

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por BAH » 07 Jan 2019, 09:34

Digaonascimento escreveu:
06 Jan 2019, 21:55
Daqui a pouco o forista Bah chega por aqui aconselhando a galera como se portar :cheesy:
Usem camisinha! :band:
Helton - Allan - Luan - Dedé - Diogo Barbosa - Douglas - Souza - Alex Teixeira - Coutinho - Paulinho - Kardec :band:

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 10170
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ
Contato:

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Wagnersac » 07 Jan 2019, 09:38

Olha quem chegou :tir:
Imagem

R.I.P. VASCO🖤
✝21/08/1898 - 💀20/01/2018

GuerreiroAlmirante92
Júnior
Júnior
Mensagens: 1237
Registrado em: 22 Fev 2018, 14:25

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por GuerreiroAlmirante92 » 07 Jan 2019, 09:39

Eu estou solteiro há 8 anos, tenho 26. Na minha fase adulta posso dizer que nunca namorei.

Nesses 8 anos já vivi de tudo em questão de sentimento/situações: já gostei e quis namorar mas a menina não quis, já quiseram namorar comigo e eu não quis, já fiquei decepcionado, já decepcionei.

Meu último caso foi uma menina da faculdade que é extremamente igual a mim em quase tudo, tem os mesmos objetivos, tem a mesma ideia de vida, mulher PARCEIRA mesmo, ponta firme. Nos dávamos muito bem, até que ela voltou pro ex e me fodi de novo.

Isso foi na metade de 2017. Depois dali eu nunca mais gostei de ninguém, meio que cansei msm. Não consigo mais sentir nada forte por nenhuma mulher, só saio casualmente, transo e tchau.
As vezes a mina é até maneira, mas sou eu, não consigo msm. Sempre tive desejo de casar e ter filhos, mas pelo jeito não vai rolar. To com 26 e nem perto de ter uma companheira, já joguei atoalha.
Desde então to focado em mim mesmo: estudando, malhando pra cacete, trabalhando e é isso. Foda-se namoro ou qualquer relacionamento.

Avatar do usuário
BAH
Promessa
Promessa
Mensagens: 338
Registrado em: 05 Jan 2016, 11:03

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por BAH » 07 Jan 2019, 09:43

Wagnersac escreveu:
07 Jan 2019, 09:21

Eu me divorciei pela última vez há 1 ano e meio.

Agora chega.

Nunca mais quero compromisso :naoo:
Porra brother, ser vascaíno não te ensinou a nunca desistir? :fkc:
Helton - Allan - Luan - Dedé - Diogo Barbosa - Douglas - Souza - Alex Teixeira - Coutinho - Paulinho - Kardec :band:

Avatar do usuário
VAS_GLÓRIA [CRVG]
Júnior
Júnior
Mensagens: 2418
Registrado em: 08 Ago 2016, 00:55
Localização: Ancapistão

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por VAS_GLÓRIA [CRVG] » 07 Jan 2019, 10:58

GuerreiroAlmirante92 escreveu:
07 Jan 2019, 09:39
Eu estou solteiro há 8 anos, tenho 26. Na minha fase adulta posso dizer que nunca namorei.

Nesses 8 anos já vivi de tudo em questão de sentimento/situações: já gostei e quis namorar mas a menina não quis, já quiseram namorar comigo e eu não quis, já fiquei decepcionado, já decepcionei.

Meu último caso foi uma menina da faculdade que é extremamente igual a mim em quase tudo, tem os mesmos objetivos, tem a mesma ideia de vida, mulher PARCEIRA mesmo, ponta firme. Nos dávamos muito bem, até que ela voltou pro ex e me fodi de novo.

Isso foi na metade de 2017. Depois dali eu nunca mais gostei de ninguém, meio que cansei msm. Não consigo mais sentir nada forte por nenhuma mulher, só saio casualmente, transo e tchau.
As vezes a mina é até maneira, mas sou eu, não consigo msm. Sempre tive desejo de casar e ter filhos, mas pelo jeito não vai rolar. To com 26 e nem perto de ter uma companheira, já joguei atoalha.
Desde então to focado em mim mesmo: estudando, malhando pra cacete, trabalhando e é isso. Foda-se namoro ou qualquer relacionamento.
Tá novo, viado. Tô com 26 também, ainda me acho jovem pra pensar em coisas como casar e ter filhos, apesar de já ter morado junto quando com 19-21 anos. Tô focando em mim, em todos os sentidos, depois de ter percebido a mulherada extremamente egoísta. Era tudo "ah, a minha realidade é assim". Não coçavam o bolso pra nada, tinham um bando de regras e restrições. Uma hora cansa. Relacionamento aberto ou casual é flexível, melhor coisa.

Avatar do usuário
Bart Vascaíno
Profissional
Profissional
Mensagens: 4835
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:37
Localização: Springfield

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Bart Vascaíno » 07 Jan 2019, 12:01

Wagnersac escreveu:
07 Jan 2019, 09:21
Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 09:05
VAS_GLÓRIA [CRVG] escreveu:
07 Jan 2019, 05:33
Vocês são tudo namorador. Tem uns 4 anos que não tenho relacionamento sério. Acho que isso nem funciona mais em uma sociedade altamente individualista.
Tô na msm kkkkkk deve ter uns 2-3 anos, tem uns amigos meus que terminam agora, 3meses já ta namorando dnv
Eu me divorciei pela última vez há 1 ano e meio.

Agora chega.

Nunca mais quero compromisso :naoo:
Rapaz, não é nem questão de querer, as vezes me bate uma bad e eu quero, mas já passa... Mas é incrível como eu não me apego a ninguém... As vezes saio com a nega, é maneiro mas no outro dia eu já tô frio, se ela responde +- eu já nem converso nada, sei lá... Estranho
Imagem

afonsoaero
Promessa
Promessa
Mensagens: 42
Registrado em: 01 Jan 2016, 18:55

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por afonsoaero » 07 Jan 2019, 12:48

Aí, galera: deixa eu dar o meu pitaco: pelo que eu percebi (com exceções, é claro), e que a mulherada nova não está nem aí para relacionamento sério. "Se acham", são cheias de exigências e "não me toques". Mas a coisa muda lá pelos 30. Bate o pavor que estão ficando velhas e deixando de serem tão gostosas, começa a ficar tarde para terem filhos (aumenta muito o risco da gravidez e de anomalias congênitas) e aí sim elas começam a pensar em algo mais sério. Tô percebendo que cada vez mais, relacionamento sério está acontecendo só por volta dos 30.

GuerreiroAlmirante92
Júnior
Júnior
Mensagens: 1237
Registrado em: 22 Fev 2018, 14:25

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por GuerreiroAlmirante92 » 07 Jan 2019, 12:52

VAS_GLÓRIA [CRVG] escreveu:
07 Jan 2019, 10:58
GuerreiroAlmirante92 escreveu:
07 Jan 2019, 09:39
Eu estou solteiro há 8 anos, tenho 26. Na minha fase adulta posso dizer que nunca namorei.

Nesses 8 anos já vivi de tudo em questão de sentimento/situações: já gostei e quis namorar mas a menina não quis, já quiseram namorar comigo e eu não quis, já fiquei decepcionado, já decepcionei.

Meu último caso foi uma menina da faculdade que é extremamente igual a mim em quase tudo, tem os mesmos objetivos, tem a mesma ideia de vida, mulher PARCEIRA mesmo, ponta firme. Nos dávamos muito bem, até que ela voltou pro ex e me fodi de novo.

Isso foi na metade de 2017. Depois dali eu nunca mais gostei de ninguém, meio que cansei msm. Não consigo mais sentir nada forte por nenhuma mulher, só saio casualmente, transo e tchau.
As vezes a mina é até maneira, mas sou eu, não consigo msm. Sempre tive desejo de casar e ter filhos, mas pelo jeito não vai rolar. To com 26 e nem perto de ter uma companheira, já joguei atoalha.
Desde então to focado em mim mesmo: estudando, malhando pra cacete, trabalhando e é isso. Foda-se namoro ou qualquer relacionamento.
Tá novo, viado. Tô com 26 também, ainda me acho jovem pra pensar em coisas como casar e ter filhos, apesar de já ter morado junto quando com 19-21 anos. Tô focando em mim, em todos os sentidos, depois de ter percebido a mulherada extremamente egoísta. Era tudo "ah, a minha realidade é assim". Não coçavam o bolso pra nada, tinham um bando de regras e restrições. Uma hora cansa. Relacionamento aberto ou casual é flexível, melhor coisa.
De um certo modo ainda estou novo, mas já estou na idade de pensar nisso sim. Lá atrás eu queria ser pai até os 31/32 no máximo. Mas você falou tudo, a mulherada está muito egoísta e muito cheia de si. Tudo é do jeito delas, tudo é como elas querem, você tem que se adaptar sempre a ela e ela (quase) nunca a você.

A realidade é que as redes sociais simplesmente FODERAM o homem. Hoje qualquer mulher nota 5,5 tem um zilhão de pretendentes por Instagram (principalmente), Facebook, Whatsapp e etc. Eu tenho um amiga que é bem mais ou menos e a mina tem uma fila de homem chamando para sair todo final de semana.

Porra, velho, que mulher vai fazer questão de você assim?? Kkkkkkk. Se parar de sair contigo, no dia seguinte tem 5 chamando ela pra jantar ou beber algumas. A realidade é essa, homem virou muito descartável para qualquer mulher, por mais comum que ela seja.
E aí vem o individualismo das moças: ou você se adapta a mim, ou tchau.

E eu há 2 anos prefiro o "tchau". Não faço questão nenhuma de nada, se eu to saindo com uma mulher e eu já sinto que ela tá meio distante eu não falo é mais porra nenhuma, nem procuro saber pq mudou pq eu já sei a resposta: tem outro comendo e tomou minha preferência haha e o jogo vai rolando assim, e estou na mesma que você, estou focadão em mim e no meu futuro. Mulher foda-se, serve para transar um pouquinho e já era, foi o tempo de me importar e dar algum carinho

HAL 9000
Promessa
Promessa
Mensagens: 58
Registrado em: 26 Jan 2017, 11:36

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por HAL 9000 » 07 Jan 2019, 12:59

Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 12:01
Wagnersac escreveu:
07 Jan 2019, 09:21
Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 09:05


Tô na msm kkkkkk deve ter uns 2-3 anos, tem uns amigos meus que terminam agora, 3meses já ta namorando dnv
Eu me divorciei pela última vez há 1 ano e meio.

Agora chega.

Nunca mais quero compromisso :naoo:
Rapaz, não é nem questão de querer, as vezes me bate uma bad e eu quero, mas já passa... Mas é incrível como eu não me apego a ninguém... As vezes saio com a nega, é maneiro mas no outro dia eu já tô frio, se ela responde +- eu já nem converso nada, sei lá... Estranho
Eu me gabava dessa situação também, de sair com muitas sem nenhum compromisso, só na casualidade. Porém, conheci uma a pouco tempo, ficamos agora na virada do ano, e hoje rola muito sentimento da minha parte, não sabendo se é recíproco. Não estou forçando conversa, visto que ela está viajando por questões de estudo (mesmo achando que deveria marcar alguma presença, demonstrar meu interesse), mas eu não quero me expor e depois me foder. Tô numa encruzilhada solitária.

Avatar do usuário
Geleia
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 4557
Registrado em: 16 Mai 2016, 17:32

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Geleia » 07 Jan 2019, 13:00

Meu último término de namoro tem uns 5 a 6 anos... Foi com uma garota na faculdade e nem chegou a ser um namoro, foi por uns 2 a 3 meses só. Mas ficou na memória pelo contexto...

Conheci a garota por um amigo, pois ela era amiga da namorada dele. Achava a garota bonita e pensei: "pq não?!". Mas tirando a parte mais carnal, não tínhamos muita afinidade. Não ía dar certo de qualquer jeito. Por fim, fui me distanciando e já iria terminar com ela, mas estava em período de exames na faculdade e decidi focar neles, pois estava com a faca no pescoço. Além de que eles acabariam em uma semana e na outra eu terminaria com ela. Tudo tranquilo e na paz, cada um seguindo o seu caminho.

Em época de exames, acabo tendo um pouco mais de gases, mas nada demais. Num dos primeiros dias, tinha uma apresentação solo para fazer de uma das disciplinas. Acabei pegando engarrafamento no dia e tive que correr para a aula. Cheguei a tempo, pois o primeiro a apresentar era eu. Arrumei as coisas e comecei a apresentação de 30 minutos, não lembro qual era o tema mas era chato. Com 5 minutos, senti um incômodo na barriga, mas era só gases, normal. Dei aquele peido discreto enquanto apontava algo no slide e segui com a apresentação. Estava perto da porta, se fedesse, iria para porta e não para a professora do outro lado da sala. Meu celular vibrou, olhei a hora e vi que era uma mensagem da namorada, só falava que queria conversar. Por volta de 10 minutos a barriga deu aquela borbulhada. "Fodeu". Comecei a acelerar a apresentação e novamente senti a barriga se movimentar mais ainda. Para quem estava observando, parecia que eu tinha começado a leitura de um poema e passado rapidamente a narração de um jogo de futebol em um instante. O suor começou a brotar no meu rosto, enquanto eu tentava terminar a apresentação. Já xingava a quantidade de slides que eu tinha posto, mas me segurei o melhor que dava. Parei de andar e fiquei parado me concentrando em falar e segurar a onda. Olhava para alguns amigos que nessa hora já me davam sorrisos simpáticos, pensando que era nervosismo de falar em público.

Com uns 20 minutos recebo outra mensagem, nem olho e continuo a apresentação. Consigo adiantar e com 23 a 25 minutos termino a apresentação. A professora já queria fazer as considerações dela, mas pedi para sair da sala, apontei o celular e falei que era uma emergência. E nem esperei a resposta dela e já fui saindo da sala. Sequei o rosto na maga da camisa e tratei de andar para o banheiro. Minha sala ficava no fim do corredor e o
anheiro na outra ponta, mas nada para me preocupar. Ainda estava conseguindo me segurar bem e rapidamente resolveria o problema. Assim esperava. Quando estava cruzando o final do corredor, sai de uma das salas a garota que estava saindo. Dei um sorriso básico mas de jeito que ela percebesse que estava apressado, mas sem sucesso. Quando cheguei perto dela, ela me puxou para a sala, falando que bom que eu tinha visto a mensagem. "PQP!". Respirei fundo e já ía me desculpar que agora não poderia falar, mas ela já tinha começado a falar sem parar. Contou que gostava de mim, mas que não estava conseguindo conciliar tudo e outras coisas que não assimilei na hora. Tentei interromper ela, mas ela nem ligava. Sempre fui meio educado demais, e nunca gostei de ser grosso com ninguém que não tinha motivos, mas minha vontade era de tacar ela pela janela. Ela continuou falando e a medida que falava eu ía sentindo a merda querendo dar bom dia para o mundo. Dei aquela trancada e voltei a tentar falar com ela. Sem sucesso. Há estava começando a pensar se não seria melhor me cagar ali mesmo, assim pelo menos matava 2 coelhos com 1 pedrada só... Me aliviava e terminava o namoro... Esse pensamento rápido chegou a me desconcentrar, mas rapidamente lembrei que estava na faculdade e isso seria bem pior do que eu estava raciocinando.

Finalmente ela fala que estava pensando em dar um tempo, ver como que as coisas ficariam e depois a gente poderia tentar de novo. Mas nessa hora o menino já estava para nascer e mais um pouco, seria ali mesmo. Respirei fundo e falei desesperado "'Ótimo!"', finalmente ela parou de falar, meio que surpresa... Aproveitei e continuei rapidamente, sem qualquer tipo de emoção na voz: "Não estava dando certo para mim tbm, mas também não gosto de dar tempo, e tempo é uma coisa que não tenho no momento. Já que você quer tempo, eu quero terminar de vez e assim seguimos com nossas vidas. Foi bom conhecer você, mas não deu certo. Até mais!". Saí correndo para o banheiro, esbarrei em um conhecido no trajeto, quase mandei ele tomar no c... Mas a concentração estava por um fio e não poderia me distrair com mais nada. Quando finalmente cheguei ao banheiro, só deu tempo de abrir a porta, arriar as calças e antes mesmo de sentar, já estava descendo. Sorte que dentro do vaso. Quando finalmente sentei, me relaxei por completo, fechei a porta, nem ligando se tivesse alguém... Sequei meu suor e agradeci por ter dado tempo.

Depois desse dia a garota não quis mais falar comigo. Não fiz muita questão também. Não foi um namoro que me marcou, mas com certeza lembrarei desse término por um bom tempo.
Imagem

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 10170
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ
Contato:

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Wagnersac » 07 Jan 2019, 13:17

Geleia escreveu:
07 Jan 2019, 13:00
Meu último término de namoro tem uns 5 a 6 anos... Foi com uma garota na faculdade e nem chegou a ser um namoro, foi por uns 2 a 3 meses só. Mas ficou na memória pelo contexto...

Conheci a garota por um amigo, pois ela era amiga da namorada dele. Achava a garota bonita e pensei: "pq não?!". Mas tirando a parte mais carnal, não tínhamos muita afinidade. Não ía dar certo de qualquer jeito. Por fim, fui me distanciando e já iria terminar com ela, mas estava em período de exames na faculdade e decidi focar neles, pois estava com a faca no pescoço. Além de que eles acabariam em uma semana e na outra eu terminaria com ela. Tudo tranquilo e na paz, cada um seguindo o seu caminho.

Em época de exames, acabo tendo um pouco mais de gases, mas nada demais. Num dos primeiros dias, tinha uma apresentação solo para fazer de uma das disciplinas. Acabei pegando engarrafamento no dia e tive que correr para a aula. Cheguei a tempo, pois o primeiro a apresentar era eu. Arrumei as coisas e comecei a apresentação de 30 minutos, não lembro qual era o tema mas era chato. Com 5 minutos, senti um incômodo na barriga, mas era só gases, normal. Dei aquele peido discreto enquanto apontava algo no slide e segui com a apresentação. Estava perto da porta, se fedesse, iria para porta e não para a professora do outro lado da sala. Meu celular vibrou, olhei a hora e vi que era uma mensagem da namorada, só falava que queria conversar. Por volta de 10 minutos a barriga deu aquela borbulhada. "Fodeu". Comecei a acelerar a apresentação e novamente senti a barriga se movimentar mais ainda. Para quem estava observando, parecia que eu tinha começado a leitura de um poema e passado rapidamente a narração de um jogo de futebol em um instante. O suor começou a brotar no meu rosto, enquanto eu tentava terminar a apresentação. Já xingava a quantidade de slides que eu tinha posto, mas me segurei o melhor que dava. Parei de andar e fiquei parado me concentrando em falar e segurar a onda. Olhava para alguns amigos que nessa hora já me davam sorrisos simpáticos, pensando que era nervosismo de falar em público.

Com uns 20 minutos recebo outra mensagem, nem olho e continuo a apresentação. Consigo adiantar e com 23 a 25 minutos termino a apresentação. A professora já queria fazer as considerações dela, mas pedi para sair da sala, apontei o celular e falei que era uma emergência. E nem esperei a resposta dela e já fui saindo da sala. Sequei o rosto na maga da camisa e tratei de andar para o banheiro. Minha sala ficava no fim do corredor e o
anheiro na outra ponta, mas nada para me preocupar. Ainda estava conseguindo me segurar bem e rapidamente resolveria o problema. Assim esperava. Quando estava cruzando o final do corredor, sai de uma das salas a garota que estava saindo. Dei um sorriso básico mas de jeito que ela percebesse que estava apressado, mas sem sucesso. Quando cheguei perto dela, ela me puxou para a sala, falando que bom que eu tinha visto a mensagem. "PQP!". Respirei fundo e já ía me desculpar que agora não poderia falar, mas ela já tinha começado a falar sem parar. Contou que gostava de mim, mas que não estava conseguindo conciliar tudo e outras coisas que não assimilei na hora. Tentei interromper ela, mas ela nem ligava. Sempre fui meio educado demais, e nunca gostei de ser grosso com ninguém que não tinha motivos, mas minha vontade era de tacar ela pela janela. Ela continuou falando e a medida que falava eu ía sentindo a merda querendo dar bom dia para o mundo. Dei aquela trancada e voltei a tentar falar com ela. Sem sucesso. Há estava começando a pensar se não seria melhor me cagar ali mesmo, assim pelo menos matava 2 coelhos com 1 pedrada só... Me aliviava e terminava o namoro... Esse pensamento rápido chegou a me desconcentrar, mas rapidamente lembrei que estava na faculdade e isso seria bem pior do que eu estava raciocinando.

Finalmente ela fala que estava pensando em dar um tempo, ver como que as coisas ficariam e depois a gente poderia tentar de novo. Mas nessa hora o menino já estava para nascer e mais um pouco, seria ali mesmo. Respirei fundo e falei desesperado "'Ótimo!"', finalmente ela parou de falar, meio que surpresa... Aproveitei e continuei rapidamente, sem qualquer tipo de emoção na voz: "Não estava dando certo para mim tbm, mas também não gosto de dar tempo, e tempo é uma coisa que não tenho no momento. Já que você quer tempo, eu quero terminar de vez e assim seguimos com nossas vidas. Foi bom conhecer você, mas não deu certo. Até mais!". Saí correndo para o banheiro, esbarrei em um conhecido no trajeto, quase mandei ele tomar no c... Mas a concentração estava por um fio e não poderia me distrair com mais nada. Quando finalmente cheguei ao banheiro, só deu tempo de abrir a porta, arriar as calças e antes mesmo de sentar, já estava descendo. Sorte que dentro do vaso. Quando finalmente sentei, me relaxei por completo, fechei a porta, nem ligando se tivesse alguém... Sequei meu suor e agradeci por ter dado tempo.

Depois desse dia a garota não quis mais falar comigo. Não fiz muita questão também. Não foi um namoro que me marcou, mas com certeza lembrarei desse término por um bom tempo.
:lol:
Imagem

R.I.P. VASCO🖤
✝21/08/1898 - 💀20/01/2018

Avatar do usuário
Bart Vascaíno
Profissional
Profissional
Mensagens: 4835
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:37
Localização: Springfield

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Bart Vascaíno » 07 Jan 2019, 15:11

HAL 9000 escreveu:
07 Jan 2019, 12:59
Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 12:01
Wagnersac escreveu:
07 Jan 2019, 09:21


Eu me divorciei pela última vez há 1 ano e meio.

Agora chega.

Nunca mais quero compromisso :naoo:
Rapaz, não é nem questão de querer, as vezes me bate uma bad e eu quero, mas já passa... Mas é incrível como eu não me apego a ninguém... As vezes saio com a nega, é maneiro mas no outro dia eu já tô frio, se ela responde +- eu já nem converso nada, sei lá... Estranho
Eu me gabava dessa situação também, de sair com muitas sem nenhum compromisso, só na casualidade. Porém, conheci uma a pouco tempo, ficamos agora na virada do ano, e hoje rola muito sentimento da minha parte, não sabendo se é recíproco. Não estou forçando conversa, visto que ela está viajando por questões de estudo (mesmo achando que deveria marcar alguma presença, demonstrar meu interesse), mas eu não quero me expor e depois me foder. Tô numa encruzilhada solitária.



haha Exatamente eu.. Fico 2 dias pensativo se eu deveria marcar essa presença dps esqueço da moça haha e vida que segue... Odeio mulher me pertubando e fico receoso de estar perturbando os outros... Tem muita pessoa chata nesse mundo pqp
Imagem

Avatar do usuário
Bart Vascaíno
Profissional
Profissional
Mensagens: 4835
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:37
Localização: Springfield

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Bart Vascaíno » 07 Jan 2019, 15:26

Geleia escreveu:
07 Jan 2019, 13:00
Meu último término de namoro tem uns 5 a 6 anos... Foi com uma garota na faculdade e nem chegou a ser um namoro, foi por uns 2 a 3 meses só. Mas ficou na memória pelo contexto...

Conheci a garota por um amigo, pois ela era amiga da namorada dele. Achava a garota bonita e pensei: "pq não?!". Mas tirando a parte mais carnal, não tínhamos muita afinidade. Não ía dar certo de qualquer jeito. Por fim, fui me distanciando e já iria terminar com ela, mas estava em período de exames na faculdade e decidi focar neles, pois estava com a faca no pescoço. Além de que eles acabariam em uma semana e na outra eu terminaria com ela. Tudo tranquilo e na paz, cada um seguindo o seu caminho.

Em época de exames, acabo tendo um pouco mais de gases, mas nada demais. Num dos primeiros dias, tinha uma apresentação solo para fazer de uma das disciplinas. Acabei pegando engarrafamento no dia e tive que correr para a aula. Cheguei a tempo, pois o primeiro a apresentar era eu. Arrumei as coisas e comecei a apresentação de 30 minutos, não lembro qual era o tema mas era chato. Com 5 minutos, senti um incômodo na barriga, mas era só gases, normal. Dei aquele peido discreto enquanto apontava algo no slide e segui com a apresentação. Estava perto da porta, se fedesse, iria para porta e não para a professora do outro lado da sala. Meu celular vibrou, olhei a hora e vi que era uma mensagem da namorada, só falava que queria conversar. Por volta de 10 minutos a barriga deu aquela borbulhada. "Fodeu". Comecei a acelerar a apresentação e novamente senti a barriga se movimentar mais ainda. Para quem estava observando, parecia que eu tinha começado a leitura de um poema e passado rapidamente a narração de um jogo de futebol em um instante. O suor começou a brotar no meu rosto, enquanto eu tentava terminar a apresentação. Já xingava a quantidade de slides que eu tinha posto, mas me segurei o melhor que dava. Parei de andar e fiquei parado me concentrando em falar e segurar a onda. Olhava para alguns amigos que nessa hora já me davam sorrisos simpáticos, pensando que era nervosismo de falar em público.

Com uns 20 minutos recebo outra mensagem, nem olho e continuo a apresentação. Consigo adiantar e com 23 a 25 minutos termino a apresentação. A professora já queria fazer as considerações dela, mas pedi para sair da sala, apontei o celular e falei que era uma emergência. E nem esperei a resposta dela e já fui saindo da sala. Sequei o rosto na maga da camisa e tratei de andar para o banheiro. Minha sala ficava no fim do corredor e o
anheiro na outra ponta, mas nada para me preocupar. Ainda estava conseguindo me segurar bem e rapidamente resolveria o problema. Assim esperava. Quando estava cruzando o final do corredor, sai de uma das salas a garota que estava saindo. Dei um sorriso básico mas de jeito que ela percebesse que estava apressado, mas sem sucesso. Quando cheguei perto dela, ela me puxou para a sala, falando que bom que eu tinha visto a mensagem. "PQP!". Respirei fundo e já ía me desculpar que agora não poderia falar, mas ela já tinha começado a falar sem parar. Contou que gostava de mim, mas que não estava conseguindo conciliar tudo e outras coisas que não assimilei na hora. Tentei interromper ela, mas ela nem ligava. Sempre fui meio educado demais, e nunca gostei de ser grosso com ninguém que não tinha motivos, mas minha vontade era de tacar ela pela janela. Ela continuou falando e a medida que falava eu ía sentindo a merda querendo dar bom dia para o mundo. Dei aquela trancada e voltei a tentar falar com ela. Sem sucesso. Há estava começando a pensar se não seria melhor me cagar ali mesmo, assim pelo menos matava 2 coelhos com 1 pedrada só... Me aliviava e terminava o namoro... Esse pensamento rápido chegou a me desconcentrar, mas rapidamente lembrei que estava na faculdade e isso seria bem pior do que eu estava raciocinando.

Finalmente ela fala que estava pensando em dar um tempo, ver como que as coisas ficariam e depois a gente poderia tentar de novo. Mas nessa hora o menino já estava para nascer e mais um pouco, seria ali mesmo. Respirei fundo e falei desesperado "'Ótimo!"', finalmente ela parou de falar, meio que surpresa... Aproveitei e continuei rapidamente, sem qualquer tipo de emoção na voz: "Não estava dando certo para mim tbm, mas também não gosto de dar tempo, e tempo é uma coisa que não tenho no momento. Já que você quer tempo, eu quero terminar de vez e assim seguimos com nossas vidas. Foi bom conhecer você, mas não deu certo. Até mais!". Saí correndo para o banheiro, esbarrei em um conhecido no trajeto, quase mandei ele tomar no c... Mas a concentração estava por um fio e não poderia me distrair com mais nada. Quando finalmente cheguei ao banheiro, só deu tempo de abrir a porta, arriar as calças e antes mesmo de sentar, já estava descendo. Sorte que dentro do vaso. Quando finalmente sentei, me relaxei por completo, fechei a porta, nem ligando se tivesse alguém... Sequei meu suor e agradeci por ter dado tempo.

Depois desse dia a garota não quis mais falar comigo. Não fiz muita questão também. Não foi um namoro que me marcou, mas com certeza lembrarei desse término por um bom tempo.


Cara, sorte sua que deu tempo...Vai parecer mentira mas quem me conhece aqui já devo ter contado essa história....

O Ano era 2014 eu namorava minha vizinha que estudava na mesma faculdade que eu, na epoca com meus recém 18 anos não tinha carteira... Chego na faculdade as 18:30 e quando da 19:00 minha barriga começa a dar aqueles embrulhos, aquele suor frio descia pelo rosto e quanto mais tentava pensar em outra coisa, mais pensava em cagar... Até que decido chamar minha namorada na epoca pra ir embora... Ela estudava em outro prédio, atravessei o Campus normalmente (eu espero) e chamei ela e falei "Vamos pra casa? Tô passando mal" ai ela, "nossa acabamos de chegar, toma um remédio" ai eu falei "eu quero cagar caralho" ela começou a rir pensando que era piada, nesse momento a barriga já estava um pouco melhor devido aos peidos mas eu sabia que ia dar merda por conta do leite que tomei pela tarde... Enfim, ela topou vir embora as 19:00 só que a retardada andava devagar demais, eu moro a 40min andando da faculdade.Chega um momento que decido deixar ela e falo que vou correndo, ela não acreditou e a desgraçada só fazia rir e eu soando frio, eu começava a dar uns piques de 10m e a bosta saia ai eu travava e ela "voltava" pra dentro e foi assim... Até que quando faltava uns 15 min de minha casa tive a brilhante lembrança que meu irmão (morava mais perto uns 5min) sempre deixava o portão da casa dele aberto, então eu tinha tudo calculado, já ia chegar na casa dele, abrir o portão e ir cagar... Chegou dar um alivio, aquele momento parecia que eu tinha vencido, corro desesperado (literalmente) para a casa do meu irmão, até que me jogo no portão de grade pq as pernas já estavam bambas, era por volta de 19:30 e pela primeira vez na história meu irmão tinha trancado o portão, não tive mais forças, caguei ali mesmo, em pé, confesso que foi bom kkkkk, só tinha mais um problema, andar esses outros 5 min todo cagado minha sorte que a cueca era apertada então ficou um fraldão de bosta... O percurso que era de 5 min gastei uns 10 com medo da bosta escorrer pelas pernas, quando entro em casa, tento abrir a porta da cozinha (para entrar) e me parecia trancada, eu rodava a maçaneta e a porta não abrir, ai começo bater na porta desesperado e minha irmã fala "Uaii, a porta está aberta pq não entrou" galera, eu simplesmente não tinha forças kkkkk até hoje não sei se o cadeado estava realmente trancado ou eu que não tive forças para destrava-lo... Depois ainda contei pra minha namorada, ela riu pra kct, deve ter contado isso p/ as amigas todas kkkkk
Imagem

Avatar do usuário
gust_gyn
Profissional
Profissional
Mensagens: 4715
Registrado em: 04 Jan 2016, 09:40

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por gust_gyn » 07 Jan 2019, 15:30

BAH escreveu:
07 Jan 2019, 09:34
Digaonascimento escreveu:
06 Jan 2019, 21:55
Daqui a pouco o forista Bah chega por aqui aconselhando a galera como se portar :cheesy:
Usem camisinha! :band:
Imagem

GuerreiroAlmirante92
Júnior
Júnior
Mensagens: 1237
Registrado em: 22 Fev 2018, 14:25

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por GuerreiroAlmirante92 » 07 Jan 2019, 15:43

Hahahahahahahahahahahahaha dei boas risadas com as histórias das caganeiras pqp!

Eu tenho uma complicação que não posso comer amendoim e alguns queijos que me dá caganeira, e tipo assim, muitas vezes é bem do nada. Pode ser no dia, no dia seguinte, daqui a 3 dias e por ai vai. E eu obviamente não estou nem aí, se tiver que comer queijo/pizza eu como e foda-se.
Uma vez fui sair com uma menina do Sul aqui no Rio de Janeiro, ela estava na casa de uma amiga e eu a conhecia de vista pois já morei lá no RS.

Resumo: a mina era linda, uma gata mesmo. Olhos azuis, era tão rosa que devia mijar nesquik de morango. Uma das melhores que já vi pelada, absurda. Levei para um bar na Zona Sul, bebemos umas tantas e comemos uns petiscos e na hora de ir embora consegui a vitória da noite: levei para o motel. Até lá tudo bem, eu estava no brilho e ela bem chapadinha também.
Cheguei, fomos tomar banho, tomamos banho juntos e já rolou ali mesmo. Beleza, fomos para o quarto e deitamos um pouco, em breve começaria o 2º round. Irmao, do nada começo a sentir meu estômago embrulhar e eu já sabia que ia ficar na merda (literalmente). Bicho, comecei a me sentir mal PRA CARALHO e não podia fazer qualquer movimento mais forte que a diarreia ja batia na porta pra sair. Não deu nem para fazer nada de novo, maluco. Cortou o clima legal, tive que ir ao banheiro umas 4x até a gente ir embora e acabou que não fizemos nada. o clima morreu.

OBVIAMENTE a mina nunca mais falou comigo e algumas boas pessoas devem saber dessa historia huahuahuahuahuuhauhahauuha pqp devo ser queimado com umas amigas lindas que essa fdp tem, mas foda-se.. hoje eu acho graça, na época eu fiquei muito puto por um mês!

Avatar do usuário
Shelby GT
Promessa
Promessa
Mensagens: 68
Registrado em: 24 Abr 2016, 13:57
Localização: Rio de janeiro

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Shelby GT » 07 Jan 2019, 15:55

afonsoaero escreveu:
07 Jan 2019, 12:48
Aí, galera: deixa eu dar o meu pitaco: pelo que eu percebi (com exceções, é claro), e que a mulherada nova não está nem aí para relacionamento sério. "Se acham", são cheias de exigências e "não me toques". Mas a coisa muda lá pelos 30. Bate o pavor que estão ficando velhas e deixando de serem tão gostosas, começa a ficar tarde para terem filhos (aumenta muito o risco da gravidez e de anomalias congênitas) e aí sim elas começam a pensar em algo mais sério. Tô percebendo que cada vez mais, relacionamento sério está acontecendo só por volta dos 30.
Mas que belo garabito haha,você disse tudo. Estou com quase 23 anos e tenho achado difícil lidar com as minas da minha idade,99% das garotas novas e minimamente atraentes hoje em dia não querem nada com relacionamentos e acreditam ser melhores do que são.

Eu também to na mesma vibe de boa parte da rapaziada daqui. Já me decepcionei tanto investindo tempo em mulheres que eu pensei que fossem valer a pena e quebrei a cara que já não faço questão de buscar alguém pra namorar. Acho que o fardo da minha geração é pular de cama em cama mesmo.

Avatar do usuário
Geleia
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 4557
Registrado em: 16 Mai 2016, 17:32

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Geleia » 07 Jan 2019, 16:42

Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 15:26
Geleia escreveu:
07 Jan 2019, 13:00
Meu último término de namoro tem uns 5 a 6 anos... Foi com uma garota na faculdade e nem chegou a ser um namoro, foi por uns 2 a 3 meses só. Mas ficou na memória pelo contexto...

Conheci a garota por um amigo, pois ela era amiga da namorada dele. Achava a garota bonita e pensei: "pq não?!". Mas tirando a parte mais carnal, não tínhamos muita afinidade. Não ía dar certo de qualquer jeito. Por fim, fui me distanciando e já iria terminar com ela, mas estava em período de exames na faculdade e decidi focar neles, pois estava com a faca no pescoço. Além de que eles acabariam em uma semana e na outra eu terminaria com ela. Tudo tranquilo e na paz, cada um seguindo o seu caminho.

Em época de exames, acabo tendo um pouco mais de gases, mas nada demais. Num dos primeiros dias, tinha uma apresentação solo para fazer de uma das disciplinas. Acabei pegando engarrafamento no dia e tive que correr para a aula. Cheguei a tempo, pois o primeiro a apresentar era eu. Arrumei as coisas e comecei a apresentação de 30 minutos, não lembro qual era o tema mas era chato. Com 5 minutos, senti um incômodo na barriga, mas era só gases, normal. Dei aquele peido discreto enquanto apontava algo no slide e segui com a apresentação. Estava perto da porta, se fedesse, iria para porta e não para a professora do outro lado da sala. Meu celular vibrou, olhei a hora e vi que era uma mensagem da namorada, só falava que queria conversar. Por volta de 10 minutos a barriga deu aquela borbulhada. "Fodeu". Comecei a acelerar a apresentação e novamente senti a barriga se movimentar mais ainda. Para quem estava observando, parecia que eu tinha começado a leitura de um poema e passado rapidamente a narração de um jogo de futebol em um instante. O suor começou a brotar no meu rosto, enquanto eu tentava terminar a apresentação. Já xingava a quantidade de slides que eu tinha posto, mas me segurei o melhor que dava. Parei de andar e fiquei parado me concentrando em falar e segurar a onda. Olhava para alguns amigos que nessa hora já me davam sorrisos simpáticos, pensando que era nervosismo de falar em público.

Com uns 20 minutos recebo outra mensagem, nem olho e continuo a apresentação. Consigo adiantar e com 23 a 25 minutos termino a apresentação. A professora já queria fazer as considerações dela, mas pedi para sair da sala, apontei o celular e falei que era uma emergência. E nem esperei a resposta dela e já fui saindo da sala. Sequei o rosto na maga da camisa e tratei de andar para o banheiro. Minha sala ficava no fim do corredor e o
anheiro na outra ponta, mas nada para me preocupar. Ainda estava conseguindo me segurar bem e rapidamente resolveria o problema. Assim esperava. Quando estava cruzando o final do corredor, sai de uma das salas a garota que estava saindo. Dei um sorriso básico mas de jeito que ela percebesse que estava apressado, mas sem sucesso. Quando cheguei perto dela, ela me puxou para a sala, falando que bom que eu tinha visto a mensagem. "PQP!". Respirei fundo e já ía me desculpar que agora não poderia falar, mas ela já tinha começado a falar sem parar. Contou que gostava de mim, mas que não estava conseguindo conciliar tudo e outras coisas que não assimilei na hora. Tentei interromper ela, mas ela nem ligava. Sempre fui meio educado demais, e nunca gostei de ser grosso com ninguém que não tinha motivos, mas minha vontade era de tacar ela pela janela. Ela continuou falando e a medida que falava eu ía sentindo a merda querendo dar bom dia para o mundo. Dei aquela trancada e voltei a tentar falar com ela. Sem sucesso. Há estava começando a pensar se não seria melhor me cagar ali mesmo, assim pelo menos matava 2 coelhos com 1 pedrada só... Me aliviava e terminava o namoro... Esse pensamento rápido chegou a me desconcentrar, mas rapidamente lembrei que estava na faculdade e isso seria bem pior do que eu estava raciocinando.

Finalmente ela fala que estava pensando em dar um tempo, ver como que as coisas ficariam e depois a gente poderia tentar de novo. Mas nessa hora o menino já estava para nascer e mais um pouco, seria ali mesmo. Respirei fundo e falei desesperado "'Ótimo!"', finalmente ela parou de falar, meio que surpresa... Aproveitei e continuei rapidamente, sem qualquer tipo de emoção na voz: "Não estava dando certo para mim tbm, mas também não gosto de dar tempo, e tempo é uma coisa que não tenho no momento. Já que você quer tempo, eu quero terminar de vez e assim seguimos com nossas vidas. Foi bom conhecer você, mas não deu certo. Até mais!". Saí correndo para o banheiro, esbarrei em um conhecido no trajeto, quase mandei ele tomar no c... Mas a concentração estava por um fio e não poderia me distrair com mais nada. Quando finalmente cheguei ao banheiro, só deu tempo de abrir a porta, arriar as calças e antes mesmo de sentar, já estava descendo. Sorte que dentro do vaso. Quando finalmente sentei, me relaxei por completo, fechei a porta, nem ligando se tivesse alguém... Sequei meu suor e agradeci por ter dado tempo.

Depois desse dia a garota não quis mais falar comigo. Não fiz muita questão também. Não foi um namoro que me marcou, mas com certeza lembrarei desse término por um bom tempo.


Cara, sorte sua que deu tempo...Vai parecer mentira mas quem me conhece aqui já devo ter contado essa história....

O Ano era 2014 eu namorava minha vizinha que estudava na mesma faculdade que eu, na epoca com meus recém 18 anos não tinha carteira... Chego na faculdade as 18:30 e quando da 19:00 minha barriga começa a dar aqueles embrulhos, aquele suor frio descia pelo rosto e quanto mais tentava pensar em outra coisa, mais pensava em cagar... Até que decido chamar minha namorada na epoca pra ir embora... Ela estudava em outro prédio, atravessei o Campus normalmente (eu espero) e chamei ela e falei "Vamos pra casa? Tô passando mal" ai ela, "nossa acabamos de chegar, toma um remédio" ai eu falei "eu quero cagar caralho" ela começou a rir pensando que era piada, nesse momento a barriga já estava um pouco melhor devido aos peidos mas eu sabia que ia dar merda por conta do leite que tomei pela tarde... Enfim, ela topou vir embora as 19:00 só que a retardada andava devagar demais, eu moro a 40min andando da faculdade.Chega um momento que decido deixar ela e falo que vou correndo, ela não acreditou e a desgraçada só fazia rir e eu soando frio, eu começava a dar uns piques de 10m e a bosta saia ai eu travava e ela "voltava" pra dentro e foi assim... Até que quando faltava uns 15 min de minha casa tive a brilhante lembrança que meu irmão (morava mais perto uns 5min) sempre deixava o portão da casa dele aberto, então eu tinha tudo calculado, já ia chegar na casa dele, abrir o portão e ir cagar... Chegou dar um alivio, aquele momento parecia que eu tinha vencido, corro desesperado (literalmente) para a casa do meu irmão, até que me jogo no portão de grade pq as pernas já estavam bambas, era por volta de 19:30 e pela primeira vez na história meu irmão tinha trancado o portão, não tive mais forças, caguei ali mesmo, em pé, confesso que foi bom kkkkk, só tinha mais um problema, andar esses outros 5 min todo cagado minha sorte que a cueca era apertada então ficou um fraldão de bosta... O percurso que era de 5 min gastei uns 10 com medo da bosta escorrer pelas pernas, quando entro em casa, tento abrir a porta da cozinha (para entrar) e me parecia trancada, eu rodava a maçaneta e a porta não abrir, ai começo bater na porta desesperado e minha irmã fala "Uaii, a porta está aberta pq não entrou" galera, eu simplesmente não tinha forças kkkkk até hoje não sei se o cadeado estava realmente trancado ou eu que não tive forças para destrava-lo... Depois ainda contei pra minha namorada, ela riu pra kct, deve ter contado isso p/ as amigas todas kkkkk
:lol: Pelo menos ainda ficou com namorada. Eu não teria contado para ela, mas enfim kkkkkkkkkkk Nesses apertos, quando se alivia, é a melhor coisa que tem.
Imagem

Avatar do usuário
Bart Vascaíno
Profissional
Profissional
Mensagens: 4835
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:37
Localização: Springfield

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Bart Vascaíno » 07 Jan 2019, 16:45

Geleia escreveu:
07 Jan 2019, 16:42
Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 15:26
Geleia escreveu:
07 Jan 2019, 13:00
Meu último término de namoro tem uns 5 a 6 anos... Foi com uma garota na faculdade e nem chegou a ser um namoro, foi por uns 2 a 3 meses só. Mas ficou na memória pelo contexto...

Conheci a garota por um amigo, pois ela era amiga da namorada dele. Achava a garota bonita e pensei: "pq não?!". Mas tirando a parte mais carnal, não tínhamos muita afinidade. Não ía dar certo de qualquer jeito. Por fim, fui me distanciando e já iria terminar com ela, mas estava em período de exames na faculdade e decidi focar neles, pois estava com a faca no pescoço. Além de que eles acabariam em uma semana e na outra eu terminaria com ela. Tudo tranquilo e na paz, cada um seguindo o seu caminho.

Em época de exames, acabo tendo um pouco mais de gases, mas nada demais. Num dos primeiros dias, tinha uma apresentação solo para fazer de uma das disciplinas. Acabei pegando engarrafamento no dia e tive que correr para a aula. Cheguei a tempo, pois o primeiro a apresentar era eu. Arrumei as coisas e comecei a apresentação de 30 minutos, não lembro qual era o tema mas era chato. Com 5 minutos, senti um incômodo na barriga, mas era só gases, normal. Dei aquele peido discreto enquanto apontava algo no slide e segui com a apresentação. Estava perto da porta, se fedesse, iria para porta e não para a professora do outro lado da sala. Meu celular vibrou, olhei a hora e vi que era uma mensagem da namorada, só falava que queria conversar. Por volta de 10 minutos a barriga deu aquela borbulhada. "Fodeu". Comecei a acelerar a apresentação e novamente senti a barriga se movimentar mais ainda. Para quem estava observando, parecia que eu tinha começado a leitura de um poema e passado rapidamente a narração de um jogo de futebol em um instante. O suor começou a brotar no meu rosto, enquanto eu tentava terminar a apresentação. Já xingava a quantidade de slides que eu tinha posto, mas me segurei o melhor que dava. Parei de andar e fiquei parado me concentrando em falar e segurar a onda. Olhava para alguns amigos que nessa hora já me davam sorrisos simpáticos, pensando que era nervosismo de falar em público.

Com uns 20 minutos recebo outra mensagem, nem olho e continuo a apresentação. Consigo adiantar e com 23 a 25 minutos termino a apresentação. A professora já queria fazer as considerações dela, mas pedi para sair da sala, apontei o celular e falei que era uma emergência. E nem esperei a resposta dela e já fui saindo da sala. Sequei o rosto na maga da camisa e tratei de andar para o banheiro. Minha sala ficava no fim do corredor e o
anheiro na outra ponta, mas nada para me preocupar. Ainda estava conseguindo me segurar bem e rapidamente resolveria o problema. Assim esperava. Quando estava cruzando o final do corredor, sai de uma das salas a garota que estava saindo. Dei um sorriso básico mas de jeito que ela percebesse que estava apressado, mas sem sucesso. Quando cheguei perto dela, ela me puxou para a sala, falando que bom que eu tinha visto a mensagem. "PQP!". Respirei fundo e já ía me desculpar que agora não poderia falar, mas ela já tinha começado a falar sem parar. Contou que gostava de mim, mas que não estava conseguindo conciliar tudo e outras coisas que não assimilei na hora. Tentei interromper ela, mas ela nem ligava. Sempre fui meio educado demais, e nunca gostei de ser grosso com ninguém que não tinha motivos, mas minha vontade era de tacar ela pela janela. Ela continuou falando e a medida que falava eu ía sentindo a merda querendo dar bom dia para o mundo. Dei aquela trancada e voltei a tentar falar com ela. Sem sucesso. Há estava começando a pensar se não seria melhor me cagar ali mesmo, assim pelo menos matava 2 coelhos com 1 pedrada só... Me aliviava e terminava o namoro... Esse pensamento rápido chegou a me desconcentrar, mas rapidamente lembrei que estava na faculdade e isso seria bem pior do que eu estava raciocinando.

Finalmente ela fala que estava pensando em dar um tempo, ver como que as coisas ficariam e depois a gente poderia tentar de novo. Mas nessa hora o menino já estava para nascer e mais um pouco, seria ali mesmo. Respirei fundo e falei desesperado "'Ótimo!"', finalmente ela parou de falar, meio que surpresa... Aproveitei e continuei rapidamente, sem qualquer tipo de emoção na voz: "Não estava dando certo para mim tbm, mas também não gosto de dar tempo, e tempo é uma coisa que não tenho no momento. Já que você quer tempo, eu quero terminar de vez e assim seguimos com nossas vidas. Foi bom conhecer você, mas não deu certo. Até mais!". Saí correndo para o banheiro, esbarrei em um conhecido no trajeto, quase mandei ele tomar no c... Mas a concentração estava por um fio e não poderia me distrair com mais nada. Quando finalmente cheguei ao banheiro, só deu tempo de abrir a porta, arriar as calças e antes mesmo de sentar, já estava descendo. Sorte que dentro do vaso. Quando finalmente sentei, me relaxei por completo, fechei a porta, nem ligando se tivesse alguém... Sequei meu suor e agradeci por ter dado tempo.

Depois desse dia a garota não quis mais falar comigo. Não fiz muita questão também. Não foi um namoro que me marcou, mas com certeza lembrarei desse término por um bom tempo.


Cara, sorte sua que deu tempo...Vai parecer mentira mas quem me conhece aqui já devo ter contado essa história....

O Ano era 2014 eu namorava minha vizinha que estudava na mesma faculdade que eu, na epoca com meus recém 18 anos não tinha carteira... Chego na faculdade as 18:30 e quando da 19:00 minha barriga começa a dar aqueles embrulhos, aquele suor frio descia pelo rosto e quanto mais tentava pensar em outra coisa, mais pensava em cagar... Até que decido chamar minha namorada na epoca pra ir embora... Ela estudava em outro prédio, atravessei o Campus normalmente (eu espero) e chamei ela e falei "Vamos pra casa? Tô passando mal" ai ela, "nossa acabamos de chegar, toma um remédio" ai eu falei "eu quero cagar caralho" ela começou a rir pensando que era piada, nesse momento a barriga já estava um pouco melhor devido aos peidos mas eu sabia que ia dar merda por conta do leite que tomei pela tarde... Enfim, ela topou vir embora as 19:00 só que a retardada andava devagar demais, eu moro a 40min andando da faculdade.Chega um momento que decido deixar ela e falo que vou correndo, ela não acreditou e a desgraçada só fazia rir e eu soando frio, eu começava a dar uns piques de 10m e a bosta saia ai eu travava e ela "voltava" pra dentro e foi assim... Até que quando faltava uns 15 min de minha casa tive a brilhante lembrança que meu irmão (morava mais perto uns 5min) sempre deixava o portão da casa dele aberto, então eu tinha tudo calculado, já ia chegar na casa dele, abrir o portão e ir cagar... Chegou dar um alivio, aquele momento parecia que eu tinha vencido, corro desesperado (literalmente) para a casa do meu irmão, até que me jogo no portão de grade pq as pernas já estavam bambas, era por volta de 19:30 e pela primeira vez na história meu irmão tinha trancado o portão, não tive mais forças, caguei ali mesmo, em pé, confesso que foi bom kkkkk, só tinha mais um problema, andar esses outros 5 min todo cagado minha sorte que a cueca era apertada então ficou um fraldão de bosta... O percurso que era de 5 min gastei uns 10 com medo da bosta escorrer pelas pernas, quando entro em casa, tento abrir a porta da cozinha (para entrar) e me parecia trancada, eu rodava a maçaneta e a porta não abrir, ai começo bater na porta desesperado e minha irmã fala "Uaii, a porta está aberta pq não entrou" galera, eu simplesmente não tinha forças kkkkk até hoje não sei se o cadeado estava realmente trancado ou eu que não tive forças para destrava-lo... Depois ainda contei pra minha namorada, ela riu pra kct, deve ter contado isso p/ as amigas todas kkkkk
:lol: Pelo menos ainda ficou com namorada. Eu não teria contado para ela, mas enfim kkkkkkkkkkk Nesses apertos, quando se alivia, é a melhor coisa que tem.
Antes tivéssemos terminado ali, já tínhamos 2-3 anos de namoro e certa intimidade kkk
Imagem

Avatar do usuário
Geleia
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 4557
Registrado em: 16 Mai 2016, 17:32

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Geleia » 07 Jan 2019, 16:46

Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 16:45
Geleia escreveu:
07 Jan 2019, 16:42
Bart Vascaíno escreveu:
07 Jan 2019, 15:26




Cara, sorte sua que deu tempo...Vai parecer mentira mas quem me conhece aqui já devo ter contado essa história....

O Ano era 2014 eu namorava minha vizinha que estudava na mesma faculdade que eu, na epoca com meus recém 18 anos não tinha carteira... Chego na faculdade as 18:30 e quando da 19:00 minha barriga começa a dar aqueles embrulhos, aquele suor frio descia pelo rosto e quanto mais tentava pensar em outra coisa, mais pensava em cagar... Até que decido chamar minha namorada na epoca pra ir embora... Ela estudava em outro prédio, atravessei o Campus normalmente (eu espero) e chamei ela e falei "Vamos pra casa? Tô passando mal" ai ela, "nossa acabamos de chegar, toma um remédio" ai eu falei "eu quero cagar caralho" ela começou a rir pensando que era piada, nesse momento a barriga já estava um pouco melhor devido aos peidos mas eu sabia que ia dar merda por conta do leite que tomei pela tarde... Enfim, ela topou vir embora as 19:00 só que a retardada andava devagar demais, eu moro a 40min andando da faculdade.Chega um momento que decido deixar ela e falo que vou correndo, ela não acreditou e a desgraçada só fazia rir e eu soando frio, eu começava a dar uns piques de 10m e a bosta saia ai eu travava e ela "voltava" pra dentro e foi assim... Até que quando faltava uns 15 min de minha casa tive a brilhante lembrança que meu irmão (morava mais perto uns 5min) sempre deixava o portão da casa dele aberto, então eu tinha tudo calculado, já ia chegar na casa dele, abrir o portão e ir cagar... Chegou dar um alivio, aquele momento parecia que eu tinha vencido, corro desesperado (literalmente) para a casa do meu irmão, até que me jogo no portão de grade pq as pernas já estavam bambas, era por volta de 19:30 e pela primeira vez na história meu irmão tinha trancado o portão, não tive mais forças, caguei ali mesmo, em pé, confesso que foi bom kkkkk, só tinha mais um problema, andar esses outros 5 min todo cagado minha sorte que a cueca era apertada então ficou um fraldão de bosta... O percurso que era de 5 min gastei uns 10 com medo da bosta escorrer pelas pernas, quando entro em casa, tento abrir a porta da cozinha (para entrar) e me parecia trancada, eu rodava a maçaneta e a porta não abrir, ai começo bater na porta desesperado e minha irmã fala "Uaii, a porta está aberta pq não entrou" galera, eu simplesmente não tinha forças kkkkk até hoje não sei se o cadeado estava realmente trancado ou eu que não tive forças para destrava-lo... Depois ainda contei pra minha namorada, ela riu pra kct, deve ter contado isso p/ as amigas todas kkkkk
:lol: Pelo menos ainda ficou com namorada. Eu não teria contado para ela, mas enfim kkkkkkkkkkk Nesses apertos, quando se alivia, é a melhor coisa que tem.
Antes tivéssemos terminado ali, já tínhamos 2-3 anos de namoro e certa intimidade kkk
Aí já é tranquilo. Pode peidar do lado que nem dá grilo kkkkkkkkk
Imagem

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 10170
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ
Contato:

Re: TÉRMINO DE NAMORO

Mensagem por Wagnersac » 07 Jan 2019, 21:04

Terminar um namoro não é nenhum drama.

Por mais sentimental que vc seja, vc supera.

Foda mesmo é um divórcio. Principalmente se ficar ressentimento (e sempre fica algum).

Ser obrigado a dialogar com a fdp sobre casa, bens, filhos, cachorro etc.

Aí o bicho pega.

Um verdadeiro teste de sanidade mental.
Imagem

R.I.P. VASCO🖤
✝21/08/1898 - 💀20/01/2018

Responder

Voltar para “Outros Assuntos”