JORNAIS DE HUMOR - COMENTÁRIOS

Área destinada para tratarmos dos mais variados assuntos vinculados com o aspecto Cultural e Tecnológico.
Avatar do usuário
Franciscano.Vascaíno
Promessa
Promessa
Mensagens: 221
Registrado em: 03 Jun 2016, 01:53

JORNAIS DE HUMOR - COMENTÁRIOS

Mensagem por Franciscano.Vascaíno » 23 Dez 2016, 19:20

O Pasquim foi um semanário alternativo brasileiro, de característica paradoxal, editado entre 26 de junho de 1969 e 11 de novembro de 1991, reconhecido pelo diálogo entre o cenário da contracultura da década de 1960 e por seu papel de oposição ao regime militar.

De uma tiragem inicial de 20 mil exemplares, que a princípio parecia exagerada, o semanário (que sempre se definia como um hebdomadário) atingiu a marca de mais de 200 mil em seu auge, em meados dos anos 1970, se tornando um dos maiores fenômenos do mercado editorial brasileiro.

A princípio uma publicação comportamental (falava sobre sexo, drogas, feminismo e divórcio, entre outros) O Pasquim foi se tornando mais politizado à medida que aumentava a repressão da ditadura, principalmente após a promulgação do repressivo ato AI-5. O Pasquim passou então a ser porta-voz da indignação social brasileira.[1]

O Pasquim no século XXI[editar | editar código-fonte]
Revista Bundas[editar | editar código-fonte]
Um primeiro ensaio para a volta da publicação deu-se através de um periódico intitulado Bundas, lançado em 1999, que durou pouco tempo. O nome Bundas era uma paródia à revista Caras, e seu lema era "Quem mostra a bunda em Caras não mostra a cara em Bundas" e "Bundas, a revista que não tem vergonha de mostrar a cara".

OPasquim21[editar | editar código-fonte]
Em 2002 Ziraldo e seu irmão Zélio Alves Pinto lançaram uma nova edição de O Pasquim, renomeado OPasquim21.[8] Esta versão também teve vida curta, apesar de contar com alguns de seus antigos colaboradores, e deixou de ser publicada em meados de 2004. Passaram pela publicação nomes como Fausto Wolff, Miguel Arcanjo Prado, Emir Sader, Marcia Frazão. [9]

Resgate da memória do jornal[editar | editar código-fonte]
Ironicamente, o jornal original acabou ganhando um documentário produzido com recursos do governo. O Pasquim — A Subversão do Humor foi lançado em junho de 2004 e exibido pela TV Câmara.

Em abril de 2006 a Editora Desiderata lançou O Pasquim - Antologia — 1969 - 1971, uma compilação feita por Jaguar e Sérgio Augusto de matérias e entrevistas das 150 primeiras edições do semanário.[10] O livro foi um sucesso, entrando para a lista de mais vendidos daquele ano[11] e motivando o lançamento de um segundo volume em 2007, desta vez cobrindo o material do período entre 1972 e 1973, bem como um terceiro em 2009, cobrindo os anos de 1973 e 1974.

Imagem


Imagem

Avatar do usuário
Lorenzo
Grande Benemérito
Grande Benemérito
Mensagens: 8400
Registrado em: 23 Dez 2015, 22:36
Localização: Rio de Janeiro

Re: JORNAIS DE HUMOR - COMENTÁRIOS

Mensagem por Lorenzo » 03 Jan 2017, 09:36

Assuntos e temas culturais - liberado.
ImagemImagem
ImagemImagem
O ontem e o hoje.


Voltar para “Cultura e Tecnologia”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante