POLÍTICA NACIONAL XIII

Área destinada para deixarmos registradas as nossas opiniões sobre tudo o que circunda a Economia, a Política e os Temas Sociais, do Brasil e do Mundo.
MatheusMG
Promessa
Promessa
Mensagens: 55
Registrado em: 18 Nov 2017, 19:57

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por MatheusMG » 24 Nov 2018, 00:20

Bruno Vascaíno escreveu:
24 Nov 2018, 00:03
Passei as últimas semanas preocupado com o Vasco e com minhas provas na faculdade e nem passei por aqui pq sabia que ia ter um monte de discussão sem fim.

A verdade hoje é: Bolsonaro só assume 1° de janeiro. Fez merda ao criticar os cubanos? Não sei, o futuro dirá, qualquer opinião agora é puro achismo.

O fato até agora é que 92% das vagas dos cubanos já foram preenchidas por médicos brasileiros. Vai resolver o problema? Só isso não pq podem ter 1 milhão de médicos, se não houver infraestrutura pouco adianta e acho engraçado que quase ninguém comenta sobre isso.

Nos ministérios também teve aparentes acertos e erros. Então, não adianta vamos aguardar. Temos que cobrar e muito o Bolsonaro! Mas, no momento o melhor é deixar as coisas acontecerem primeiro...
A essa altura do campeonato é mais do que óbvio que os cubanos só vieram exercer trabalho escravo aqui para financiar a ditadura cubana que não conseguia pagar o financiamento do porto de Mariel. E o pior é que mesmo com a grana ainda calotearam a dívida.

Não há falta de médicos no Brasil, tanto que as vagas já foram preenchidas. Estatísticas comprovam que a maioria dos cubanos trabalhavam em capitais e regiões metropolitanas. E as cidades pequenas que recebiam cubanos não contratavam médicos brasileiros pois o pagamento aos cubanos é feito a nível federal, aliviando a folha salarial a nível municipal.

Nem vou entrar no mérito da qualidade técnica dos cubanos, pois vi coisas horríveis vindo deles onde moro, e olha que nem é um buraco afastado sem recurso, onde é necessário um alto nível de conhecimento em semiologia para compensar essa falta de infra-estrutura. No DataSUS é possível ver que os indicadores de saúde em várias cidades que apostaram pesado nos cubanos caiu.

No mais, você trabalhar pra receber 30% do salário, com sua família sendo feita de refém numa ditadura falida, sem ter o direito de ir e vir onde trabalha, em pleno século 21, é simplesmente inaceitável. Não existe defesa para essa aberração gestada pelo PT, foi apenas mais um roubo que deveria ser investigado e os responsáveis punidos.

Avatar do usuário
Bruno Vascaíno
Júnior
Júnior
Mensagens: 2185
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:50

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Bruno Vascaíno » 24 Nov 2018, 00:25

natanaelfm escreveu:
17 Nov 2018, 02:00
Wagner meu querido, vou fazer uma crítica ao teu respeito mas espero que a encare como construtiva, beleza?

Sei que já trocamos indiretas que ambas foram merecidas, mas isso foi em parte devido o teu lado prepotente/arrogante com meu lado debochante (que não estou sendo agora).

Quando você expõe em um comentário que "discorda de 95% das pessoas aqui", você tem que fazer uma auto reflexão... se não fica parecendo Boulos com seu 1% de concordância na qual ninguém leva a sério.

Outra coisa, ao responder alguém ou concorde ou não. Pare desse mimi de concordo com isso, MAAAAS. Você sempre tem um mas para tudo e quando perde totalmente a razão reproduz aquele provérbio: aqui é um fórum de debate, não suportar opinião contrária não venha.

Essa segunda parte você tem total razão. Problema é ler você discordar de histórias como essa acima desse médico e de outro que falou uma história muito bacana do Regime Militar na qual o pai dele só fez trabalhar etc; é essa insistência de que o outro está errado mas você sempre esta certo.

Acho sua escrita muito foda, seus textos são muito bem fomentados. Provavelmente tu é formado em alguma área da economia ou do direito.

Mas vejamos, pare de utilizar o nome Bozo, o nome do presidente eleito é Bolsonaro! O que muda com isso? As pessoas que irão ler teu comentário te levaram mais a sério e não vão achar que tu veio só para tumultuar (espero que tu esteja entendendo até aqui).

E é isso, não sei se essa opinião que dei seja digna de cartão mas tive que falar. E desde já desculpa minha falta de educação, mas já prometi a mim mesmo que não irei te responder apesar de prometer também que irei lê-la completamente sua resposta caso queira assim por fazer. Abraço, e lembre-se... /+/ sempre.
Desculpe o "desenterro", mas meu post anterior explica, só voltei nesse tópico agora.

Wagner suas opiniões costumam ser muito bem embasadas. Mas é fato notório que nesse tópico parece que você se transforma. É nítido que você não gosta do Bolsonaro e acho que ele dá bons motivos pra isso. Você se diz isento, não apoiador de ninguém. Mas, muitas opiniões suas nesse tópico não condizem com o que você diz.

Salvo engano, você não respondeu ao post do natanael e passa a impressão de arrogância, mas me desculpe se eu estiver errado. Até pq você não é obrigado a responder né?

Mas só achei pertinente comentar pq eu tb não apoiei nenhum candidato e não acho que o Bolsonaro vá resolver os problemas do país, como muitas pessoas acreditam. Mas, sei lá, eu acho que é hora de dar um voto de confiança ao cara. Não significa deixar de cobrar e fiscalizar e sim deixar tudo pra hora certa. Espero que entenda meu "complemento" a crítica acima como construtiva também...
Minha história no antigo fórum:
Bruno_Vascaíno
Status: Profissional
Mensagens: 5749
Registro: 6/1/2009

Nektar
Promessa
Promessa
Mensagens: 372
Registrado em: 07 Dez 2017, 19:05

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Nektar » 24 Nov 2018, 00:33

Conde de Vidigueira escreveu:
23 Nov 2018, 19:30
Nektar escreveu:
23 Nov 2018, 17:48
Bolsonaro falou durante toda a campanha, 'no tocante' a educação, que queria acabar com a influência do Paulo Freire e usar as escolas militares como exemplo de educação pública.

Fez a escolha perfeita para o que prometeu. Se ele conseguir colocar o mínimo de ordem em sala de aula, vai ser o melhor ministro da história do Brasil.

Enquanto não entenderem que a ordem não é a consequência do progresso, mas a causa dele, nada vai andar aqui.

Nas escolas do Japão e da Coreia não tem Paulo Freire, Ubes, currículo da Unesco, kit gay, professores do PSOL, Fundação Senna dando palpite ou progressão automática. Aluno não bate em professor e quem quiser fazer dança funk que vá fazer na própria casa.

Coloquem essa putaria lá e em 5 anos estarão disputando a rabeira do teste PISA com os brasileiros.
Para, cara! Bolsonaro nem sabe quem é Paulo Freire! Nem ele e nem você! Como você ou ele podem associar "desordem na sala de aula" a Paulo Freire? Explica aí!

Você e o Bolsonaro também não sabem nada sobre a educação na Coreia ou no Japão, não conhecem outros casos de sucesso no mundo, não conhecem as variáveis envolvidas, não sabem fazer uma análise do cenário brasileiro para decidir quais experiências se adequam melhor às nossas condições. Seja humilde, admita! O ideal de educação de vocês é fantasia de quem não sabe nada sobre o assunto! No que mais você quer dar pitaco? Em física quântica, medicina, neurociência, astrofísica?

Fundação Ayrton Senna e demais entidades associadas ao Todos Pela Educação são ligadas às maiores empresas desse país. Sabe o que eles querem? Mão de obra qualificada! Você acha que eles têm interesse em formar mal as pessoas? Você acha que eles tem interesse em marxismo ou luta sindical? O que você pensa que é a Fundação Ayrton Senna?

Não estou te agredindo, não precisa responder! Só pense! Reflita!

Olhe, se for para usar esse princípio, não poderíamos nem falar de futebol. Quem aqui saberia mais que o técnico, que foi jogador, fez curso, vive o dia a dia e está presente em todos os treinos? Pelo menos em relação a educação eu passei quase 25 anos da minha vida em salas de aula estudando, acompanho a educação dos meus filhos, minha mãe é professora de matemática aposentada e por causa de um casamento entre as família conheço e converso bastante sobre esse assunto com uma pessoa, petista, professor universitário, que trabalhou no MEC do Haddad na prefeitura de São Paulo. E se não fosse ele eu não acreditaria que existem petistas bem intencionados. Então penso que posso dar meu palpite sim, se não nos detalhes da política educacional, no rumo geral dela. Afinal é assim que decidimos em quem vamos votar.

Não associei Paulo Freire a baderna no texto acima. Mas poderia mostrar a relação entre a imagem que Paulo Freire criou dos estudantes como oprimidos que devem ser educados para se tornarem agentes de transformação social com a permissividade que tomou conta das escolas.

Apenas listei as influências que vejo no dia a dia das escolas e que nos trouxeram até aqui. Não resultados medíocres ou insatisfatórios, mas OS PIORES RESULTADOS DO MUNDO. Já tentou dar um emprego para alguém, uma pessoa que precisava e queira e era esforçada, mas a pessoa não tinha condição de fazer nada? Já teve pessoas trabalhando para você que eram tão despreparadas que saia menos caro mandar ela ficar em casa recebendo salário do que atrapalhando no ambiente de trabalho? Tem ideia que só no governo PT se gastou mais de 1 trilhão(!!!) com educação para termos isso?

Em relação ao Todos Pela Educação, não é relevante o interesse deles. Também não acho que meu contraparente petista está interessado em formar mal as pessoas. Também não acho que o Paulo Renato fazia parte de uma conspiração do PSDB para emburrecer o Brasil. O que é relevante é que o caminho que eles seguiram não deu certo. E agora é a hora de se fazer algo diferente, para se ter outro resultado.

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 9059
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Wagnersac » 24 Nov 2018, 00:49

Bruno Vascaíno escreveu:
24 Nov 2018, 00:25
natanaelfm escreveu:
17 Nov 2018, 02:00
Wagner meu querido, vou fazer uma crítica ao teu respeito mas espero que a encare como construtiva, beleza?

Sei que já trocamos indiretas que ambas foram merecidas, mas isso foi em parte devido o teu lado prepotente/arrogante com meu lado debochante (que não estou sendo agora).

Quando você expõe em um comentário que "discorda de 95% das pessoas aqui", você tem que fazer uma auto reflexão... se não fica parecendo Boulos com seu 1% de concordância na qual ninguém leva a sério.

Outra coisa, ao responder alguém ou concorde ou não. Pare desse mimi de concordo com isso, MAAAAS. Você sempre tem um mas para tudo e quando perde totalmente a razão reproduz aquele provérbio: aqui é um fórum de debate, não suportar opinião contrária não venha.

Essa segunda parte você tem total razão. Problema é ler você discordar de histórias como essa acima desse médico e de outro que falou uma história muito bacana do Regime Militar na qual o pai dele só fez trabalhar etc; é essa insistência de que o outro está errado mas você sempre esta certo.

Acho sua escrita muito foda, seus textos são muito bem fomentados. Provavelmente tu é formado em alguma área da economia ou do direito.

Mas vejamos, pare de utilizar o nome Bozo, o nome do presidente eleito é Bolsonaro! O que muda com isso? As pessoas que irão ler teu comentário te levaram mais a sério e não vão achar que tu veio só para tumultuar (espero que tu esteja entendendo até aqui).

E é isso, não sei se essa opinião que dei seja digna de cartão mas tive que falar. E desde já desculpa minha falta de educação, mas já prometi a mim mesmo que não irei te responder apesar de prometer também que irei lê-la completamente sua resposta caso queira assim por fazer. Abraço, e lembre-se... /+/ sempre.
Desculpe o "desenterro", mas meu post anterior explica, só voltei nesse tópico agora.

Wagner suas opiniões costumam ser muito bem embasadas. Mas é fato notório que nesse tópico parece que você se transforma. É nítido que você não gosta do Bolsonaro e acho que ele dá bons motivos pra isso. Você se diz isento, não apoiador de ninguém. Mas, muitas opiniões suas nesse tópico não condizem com o que você diz.

Salvo engano, você não respondeu ao post do natanael e passa a impressão de arrogância, mas me desculpe se eu estiver errado. Até pq você não é obrigado a responder né?

Mas só achei pertinente comentar pq eu tb não apoiei nenhum candidato e não acho que o Bolsonaro vá resolver os problemas do país, como muitas pessoas acreditam. Mas, sei lá, eu acho que é hora de dar um voto de confiança ao cara. Não significa deixar de cobrar e fiscalizar e sim deixar tudo pra hora certa. Espero que entenda meu "complemento" a crítica acima como construtiva também...
Perdão ao Natanael.

Eu realmente não vi essa msg.

E obrigado ao Bruno.

Feedbacks são sempre importantes para melhorarmos nossa postura. :LIKE:
Imagem

R.I.P. VASCO🖤
✝21/08/1898 - 💀20/01/2018

Avatar do usuário
MarielJr
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 926
Registrado em: 01 Jan 2016, 21:07

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por MarielJr » 24 Nov 2018, 01:39

MatheusMG escreveu:
23 Nov 2018, 16:28
Nektar escreveu:
23 Nov 2018, 15:14
Deixa eu ver se entendi...

O Bolsonaro nomeia um ministro da educação totalmente alinhando com as ideias que ele defende e que o levaram a presidência.
O presidente de direita nomeou um ministro de direita.
Por algum motivo isso gera revolta e surpresa nas pessoas. Não em mim. Eu confio no Bolsonaro e sempre tive fé que ele faria isso. Preocupado fiquei quando especularam aquele Mozart.

Segue a lista dos medonhos ministros da educação nomeados pelo PT. Basicamente todos políticos. Se algum da lista for melhor que o indicado pelo Bolsonaro, por favor, me digam qual:

Tarso Genro
Fernando Haddad
Aloizio Mercadante
José Henrique Paim
Cid Gomes
Renato Janine Ribeiro
Aloizio Mercadante (de novo!)

Não adianta, Bolsonaro não vai ser tutelado pela imprensa e muito menos pela esquerda. Foi exatamente por isso que votamos nele e fizemos campanha.
Bom mesmo são os discípulos do estrume Paulo Freire, que levaram o Brasil a ser chacota mundial em educação, ocupando as últimas posições em todos os rankings do assunto e formando uma legião de idiotas lacradores em nível fundamental, médio e superior.

Não adianta, essa gente vai continuar esperneando mesmo que o Bolsonaro encarne o Trump e o Brasil bata o recorde de desemprego e volte a crescer econômicamente. São exatamente os mesmos que “avisaram” que o presidente americano seria um desastre enquanto mamavam os bagos do Obozo (também conhecido como um dos piores presidentes da história dos EUA), e agora ficam arrumando desculpa pro boom econômico americano.
BBC Brasil: Algum país realmente aplicou as ideias de Paulo Freire na educação?

Romão: Um país muito simpático ao conjunto da obra do Paulo Freire é a Finlândia, que avançou muito na educação. Cuba também acabou com o analfabetismo com base no método. A Coreia do Sul também. Para você ter uma ideia, o maior seminário internacional sobre Paulo Freire foi realizado na Universidade Nacional da Coreia do Sul há três anos. Estávamos lá debatendo com todas as autoridades coreanas e todos os freirianos do mundo.

Há projetos freirianos na Hungria, no Japão... tem um grupo trabalhando com a alfabetização de decasséguis que sofrem por ir viver lá e não dominar o idioma. Estão usando o método de Paulo Freire para alfabetizá-los na segunda língua. Os grupos que estão tendo sucesso são os que reinventaram. Aplicaram só os princípios, mas têm pontos de partida que são bem diferentes.

O Brasil não aplica sequer esse método. Há experiências de sucesso pontuais, mas isso não é usado como política. Sei também que na Armênia agora estão fazendo uma grande experiência com as ideias de Paulo Freire. E no País Basco.

Certa vez, eu estava no deserto de Góbi, na Mongólia, com o povo nômade, em missão. Em uma tenda, vi os criadores de cabra sendo alfabetizados por dois professores. Eu não entendia nada do que eles falavam, mas um nome soava meio familiar. Era Paulo Freire. Eles estavam com o último capítulo da Pedagogia do Oprimido nas mãos, traduzido para o chinês, que trata justamente do método de alfabetização.

O problema do brasileiro é dar opinião em um assunto que não tem conhecimento...
Imagem

Avatar do usuário
MarielJr
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 926
Registrado em: 01 Jan 2016, 21:07

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por MarielJr » 24 Nov 2018, 01:48

https://www.esmaelmorais.com.br/2018/11 ... ministros/

Estamos sendo guiados pelo astrólogo que não tem o ensino fundamental completo,terra-planista,que é um crítico ferrenho das leis de Newton mas nunca apresentou um artigo científico para derruba-las e dizia que Obama era um comunista membro de fraternidade islâmica que tinha como objetivo destruir a soberania dos eua,a que ponto chegamos...
Imagem

Avatar do usuário
MarielJr
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 926
Registrado em: 01 Jan 2016, 21:07

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por MarielJr » 24 Nov 2018, 01:54

Costa e Silva(que aliás abriu as pernas pro liberalismo e quase quebrava o país)
Ditadura Militar
Sarney
Collor
Itamar Franco
FHC
Michel Temer

Mas a culpa de todos os problemas do Brasil sempre foi e é a esquerda...
Imagem

Avatar do usuário
Pedrem
Promessa
Promessa
Mensagens: 246
Registrado em: 18 Jan 2016, 15:08

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Pedrem » 24 Nov 2018, 01:57

MarielJr escreveu:
24 Nov 2018, 01:48
https://www.esmaelmorais.com.br/2018/11 ... ministros/

Estamos sendo guiados pelo astrólogo que não tem o ensino fundamental completo,terra-planista,que é um crítico ferrenho das leis de Newton mas nunca apresentou um artigo científico para derruba-las e dizia que Obama era um comunista membro de fraternidade islâmica que tinha como objetivo destruir a soberania dos eua,a que ponto chegamos...
Fonte: Esmael Morais. Esse blog já chamou o Moro de protofascista e golpista, além de dizer que a prisão do Lula é arbitrária. Já disse também que os petistas são perseguidos injustamente. Super confiável, hein.

Avatar do usuário
Conde de Vidigueira
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 644
Registrado em: 18 Jul 2018, 00:28
Localização: Osasco

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Conde de Vidigueira » 24 Nov 2018, 02:39

MatheusMG escreveu:
23 Nov 2018, 22:28

Pense você meu querido. Paulo Freire é atualmente o “patrono” da educação brasileira e guiou os principios de todos os ministros da educação do governo petista. Todos “especialistas” em educação que geraram um resultado patético, transformando a educação brasileira em um lixo completo, formando alunos “pensantes” que só lacram, se formam no ensino superior sem saber fazer conta ou interpretar um texto sequer, não tem disciplina ou respeito ao professor. Isso sem nem contar os rankings internacionais. Como dissociar da situação atual se todos que comandaram a pasta eram guiados pelo sujeito? Ele quem formulou o plano e as idéias, não deu certo mas a culpa não é dele? Vai terceirizar a culpa? É uma simples relação causa-efeito amigo.

Não precisa ser especialista para ver que os resultados da doutrina de Freire na educação foram um desastre completo. Se for como você diz, então eu só vou poder discutir sobre cirurgias, e nunca sobre futebol, música, séries, pois não sou “especialista” ou tenho “formação” no assunto. Não vou poder xingar o Martin Silva porque sou péssimo goleiro? Não faz o menor sentido essa sua afirmação.

Como já foi falado acima, em nenhum momento o Mozart foi cogitado, isso foi plantado na mídia, que depois de desmentida correu para acusar o Bolsonaro de voltar atrás. É perda de tempo discutir um cara que sempre foi carta fora do baralho. No que tange a escolha dele, é um fato indiscutível que as escolas militares tem um rendimento INFINITAMENTE superior a outras escolas brasileiras, logo alguma melhora vai ter, o que não é muito difícil visto a tragédia que foi o governo petista.
É consenso entre os professores que já conversei (são muitos) que Paulo Freire não é aplicado nas escolas brasileiras! O método mais utilizado na educação brasileira é conhecido como pedagogia tradicional, caracterizado por aulas expositivas, que todos nós conhecemos muito bem (olha o trecho da entrevista que o MarielJr colou ali em cima).

Sobre as escolas militares, que tal compará-las com escolas de orçamento similar? Ou você acha que comparar duas escolas em que a diferença de custo por aluno é de 3 ou 4 vezes faz sentido? Escolas militares são melhores que a maioria das escolas públicas por causa do orçamento, da qualidade das instalações e dos recursos, são melhores porque fazem seleção dos alunos que entram e porque acabam concentrando alunos de melhor condição socioeconômica, o resto é mito.

A demonização do Paulo Freire e a idealização de escolas militarizadas são apenas discursos demagógicos sem sentido. É como tenho repetido, esqueçam a campanha! Os candidatos falam qualquer merda para vencer a eleição! Agora é hora de pôr o pé no chão, esquecer os inimigos imaginários dos 'bons costumes' e encarar a realidade. Paulo Freire não é o problema da educação no Brasil e a militarização não é a solução!

Avatar do usuário
Conde de Vidigueira
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 644
Registrado em: 18 Jul 2018, 00:28
Localização: Osasco

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Conde de Vidigueira » 24 Nov 2018, 03:06

Nektar escreveu:
24 Nov 2018, 00:33

Olhe, se for para usar esse princípio, não poderíamos nem falar de futebol. Quem aqui saberia mais que o técnico, que foi jogador, fez curso, vive o dia a dia e está presente em todos os treinos? Pelo menos em relação a educação eu passei quase 25 anos da minha vida em salas de aula estudando, acompanho a educação dos meus filhos, minha mãe é professora de matemática aposentada e por causa de um casamento entre as família conheço e converso bastante sobre esse assunto com uma pessoa, petista, professor universitário, que trabalhou no MEC do Haddad na prefeitura de São Paulo. E se não fosse ele eu não acreditaria que existem petistas bem intencionados. Então penso que posso dar meu palpite sim, se não nos detalhes da política educacional, no rumo geral dela. Afinal é assim que decidimos em quem vamos votar.

Não associei Paulo Freire a baderna no texto acima. Mas poderia mostrar a relação entre a imagem que Paulo Freire criou dos estudantes como oprimidos que devem ser educados para se tornarem agentes de transformação social com a permissividade que tomou conta das escolas.

Apenas listei as influências que vejo no dia a dia das escolas e que nos trouxeram até aqui. Não resultados medíocres ou insatisfatórios, mas OS PIORES RESULTADOS DO MUNDO. Já tentou dar um emprego para alguém, uma pessoa que precisava e queira e era esforçada, mas a pessoa não tinha condição de fazer nada? Já teve pessoas trabalhando para você que eram tão despreparadas que saia menos caro mandar ela ficar em casa recebendo salário do que atrapalhando no ambiente de trabalho? Tem ideia que só no governo PT se gastou mais de 1 trilhão(!!!) com educação para termos isso?

Em relação ao Todos Pela Educação, não é relevante o interesse deles. Também não acho que meu contraparente petista está interessado em formar mal as pessoas. Também não acho que o Paulo Renato fazia parte de uma conspiração do PSDB para emburrecer o Brasil. O que é relevante é que o caminho que eles seguiram não deu certo. E agora é a hora de se fazer algo diferente, para se ter outro resultado.
Podemos falar sobre tudo, só que nossas falas têm consequências! Se falarmos besteira sobre futebol, as consequências não são muito importantes. Se propagarmos má informação sobre alguma área do conhecimento, as consequências podem ser sérias. Um exemplo disso é a rede de boatos acerca de malefícios da vacinação.

Como já foi dito antes, Paulo Freire sequer 'entra' nas escolas. Não é a permissividade que tem causado problemas, até porque os professores de hoje não são muito diferente dos de antigamente. O que tem causado problemas são os alunos, que estão cada vez mais impacientes com a escola. Os chamados 'nativos digitais' não são como os alunos do século passado, que nasceram em um mundo com menos estímulos. Nós, que nascemos ali, na virada do milênio, não queremos saber de gravar um monte de coisas porque sabemos que quando precisarmos de alguma informação, teremos o Google a disposição. Os professores ensinam como se ignorassem isso. Se fossem freireanos, levariam em conta os conhecimentos prévios dos alunos e a aplicabilidade dos conhecimentos ensinados.

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 9059
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Wagnersac » 24 Nov 2018, 09:33

Eu não tenho afinidade nessa área, mas concordo modestamente com alguns pontos:

- Abrir 1 Escola Militar por Estado obviamente não vai resolver o problema da educação brasileira. Agora, se vc abrir 100 EM por Estado, ou se vc investir nas escolas tradicionais o que investe nas Militares, ai sim teríamos uma melhora.

- O problema das escolas é muito mais o aluno do que o professor.

- O método e o conteúdo precisam sim ser revisados, mas a questão não é ideológica.

- O problema do aluno é tanto aqueles já citados e relacionados à Geração Millennial, quanto à quase completa falência moral do país. Não há respeito, disciplina, hieraraquia nem em casa, pq haveria na escola???
Imagem

R.I.P. VASCO🖤
✝21/08/1898 - 💀20/01/2018

Avatar do usuário
Xande
Júnior
Júnior
Mensagens: 2951
Registrado em: 02 Jan 2016, 15:15

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Xande » 24 Nov 2018, 09:55

A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco
Imagem

Avatar do usuário
Conde de Vidigueira
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 644
Registrado em: 18 Jul 2018, 00:28
Localização: Osasco

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Conde de Vidigueira » 24 Nov 2018, 12:10

Xande escreveu:
24 Nov 2018, 09:55
A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco
A exemplo de qual experiência? De qual país?

Avatar do usuário
MarielJr
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 926
Registrado em: 01 Jan 2016, 21:07

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por MarielJr » 24 Nov 2018, 12:58

Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 12:10
Xande escreveu:
24 Nov 2018, 09:55
A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco
A exemplo de qual experiência? De qual país?
Finlândia:
De acordo com Lonka, nós ainda não demos aos nossos filhos as ferramentas para lidar com este mundo intercultural.

"Eu acho que é um erro grave orientar as crianças a acreditarem que o mundo é simples e que, se elas aprenderem certos fatos, estarão prontas a seguir. Aprender a pensar, aprender a entender, estas são as habilidades importantes".

Não só natureza, há espaço para que questões atuais sejam experimentadas em primeira mão. Por exemplo, no ano passado, foi abordada a questão da imigração, tentando aprender mais sobre o fluxo de migrantes e as contínuas chegadas à Europa.

Meninos e meninas de 15 anos da escola de Hauho, fizeram uma investigação nas ruas, recolhendo as opiniões locais sobre a imigração, visitaram um centro de acolhimento e entrevistaram os migrantes. Eles, então, compartilharam suas descobertas através de um vídeo linkado com estudantes de uma escola alemã, que tinham feito um projeto similar.

O problema aqui no Brasil é o excesso de religiosidade que interfere na vida dos alunos,não só isso,é também o fato que a educação no Brasil é recriminada e os professores de atualidade e ciências humanas são demonizados,o fato é que os pais não querem que os filhos aprendam na escola sobre questões fundamentais(como a imigração)preferem que os seus filhos não se exponham a diferentes opiniões.Ademais,é só pegar os países com os melhores dados no tocante a educação(Finlândia,França,Coréia do Sul) todos em sua maioria tem quase cem por cento dos alunos em escolas públicas,infelizmente aqui sofremos com a idiotização causada pelo neoliberalismo e o povo acredita mesmo que a privatização da educação é a solução e que o Estado é o malvadão.
Imagem

Avatar do usuário
Mohammed Lisboa
Capitão
Capitão
Mensagens: 9118
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Jacarepaguá - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Mohammed Lisboa » 24 Nov 2018, 13:05

Xande escreveu:
24 Nov 2018, 09:55
A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco




:ed2:
FORA EURICO!!

Avatar do usuário
Fernando Henrique
Júnior
Júnior
Mensagens: 1907
Registrado em: 14 Jan 2016, 14:13
Localização: Engenho de Dentro

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Fernando Henrique » 24 Nov 2018, 14:12

MarielJr escreveu:
24 Nov 2018, 01:48
https://www.esmaelmorais.com.br/2018/11 ... ministros/

Estamos sendo guiados pelo astrólogo que não tem o ensino fundamental completo,terra-planista,que é um crítico ferrenho das leis de Newton mas nunca apresentou um artigo científico para derruba-las e dizia que Obama era um comunista membro de fraternidade islâmica que tinha como objetivo destruir a soberania dos eua,a que ponto chegamos...
Aí você vem e usa o Esmael Morais como fonte de notícia? Desse jeito só posso pensar que isso não passa de um mimimi da sua parte. Em governos anteriores, nunca chamavam uma pessoa que realmente entendia do assunto para um respectivo ministério e quando finalmente o fazem, questionam a decisão, pqp
Imagem

Nektar
Promessa
Promessa
Mensagens: 372
Registrado em: 07 Dez 2017, 19:05

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Nektar » 24 Nov 2018, 15:08

Mohammed Lisboa escreveu:
24 Nov 2018, 13:05
Xande escreveu:
24 Nov 2018, 09:55
A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco




:ed2:
Sim, português e matemática e mais as outras matérias básicas. Fazer o básico bem feito. É como se pode com pouco dinheiro ter um retorno grande.

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 9059
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Wagnersac » 24 Nov 2018, 15:15

Nektar escreveu:
24 Nov 2018, 15:08
Mohammed Lisboa escreveu:
24 Nov 2018, 13:05
Xande escreveu:
24 Nov 2018, 09:55
A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco




:ed2:
Sim, português e matemática e mais as outras matérias básicas. Fazer o básico bem feito. É como se pode com pouco dinheiro ter um retorno grande.
Concordo.
Imagem

R.I.P. VASCO🖤
✝21/08/1898 - 💀20/01/2018

Daniel
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 905
Registrado em: 30 Dez 2015, 21:53

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Daniel » 24 Nov 2018, 15:28

Nektar escreveu:
24 Nov 2018, 15:08
Mohammed Lisboa escreveu:
24 Nov 2018, 13:05
Xande escreveu:
24 Nov 2018, 09:55
A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco




:ed2:
Sim, português e matemática e mais as outras matérias básicas. Fazer o básico bem feito. É como se pode com pouco dinheiro ter um retorno grande.
até porque grande parte dos nossos professores não são preparados para fazer mais que o básico.
Imagem

Avatar do usuário
noct
Promessa
Promessa
Mensagens: 227
Registrado em: 08 Nov 2017, 12:56

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por noct » 24 Nov 2018, 16:28

https://noticias.uol.com.br/politica/ul ... gelica.htm
"Essa pessoa indicada, pelo que eu sei, não é evangélica, mas atende aquilo que a bancada evangélica defende. São os princípios, valores familiares, respeito às crianças", declarou após participar na manhã de hoje de uma solenidade militar no Rio de Janeiro.
Tá saindo pior que a encomenda...

Avatar do usuário
Conde de Vidigueira
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 644
Registrado em: 18 Jul 2018, 00:28
Localização: Osasco

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Conde de Vidigueira » 24 Nov 2018, 17:39

MarielJr escreveu:
24 Nov 2018, 12:58
Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 12:10
Xande escreveu:
24 Nov 2018, 09:55
A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco
A exemplo de qual experiência? De qual país?
Finlândia:
De acordo com Lonka, nós ainda não demos aos nossos filhos as ferramentas para lidar com este mundo intercultural.

"Eu acho que é um erro grave orientar as crianças a acreditarem que o mundo é simples e que, se elas aprenderem certos fatos, estarão prontas a seguir. Aprender a pensar, aprender a entender, estas são as habilidades importantes".

Não só natureza, há espaço para que questões atuais sejam experimentadas em primeira mão. Por exemplo, no ano passado, foi abordada a questão da imigração, tentando aprender mais sobre o fluxo de migrantes e as contínuas chegadas à Europa.

Meninos e meninas de 15 anos da escola de Hauho, fizeram uma investigação nas ruas, recolhendo as opiniões locais sobre a imigração, visitaram um centro de acolhimento e entrevistaram os migrantes. Eles, então, compartilharam suas descobertas através de um vídeo linkado com estudantes de uma escola alemã, que tinham feito um projeto similar.

O problema aqui no Brasil é o excesso de religiosidade que interfere na vida dos alunos,não só isso,é também o fato que a educação no Brasil é recriminada e os professores de atualidade e ciências humanas são demonizados,o fato é que os pais não querem que os filhos aprendam na escola sobre questões fundamentais(como a imigração)preferem que os seus filhos não se exponham a diferentes opiniões.Ademais,é só pegar os países com os melhores dados no tocante a educação(Finlândia,França,Coréia do Sul) todos em sua maioria tem quase cem por cento dos alunos em escolas públicas,infelizmente aqui sofremos com a idiotização causada pelo neoliberalismo e o povo acredita mesmo que a privatização da educação é a solução e que o Estado é o malvadão.
Não me referia a Paulo Freire, me referia à afirmação em negrito.

Tenho uma visão completamente diferente do ensino de Português e Matemática. Acho que temos muitas horas dessas disciplinas, mas que elas são mal utilizadas! A maioria dos alunos detesta essas aulas, e com razão. Essa mesma maioria grava as fórmulas para fazer as provas, mas não sabe utilizar matemática no dia a dia. Essa mesma maioria decora regras gramaticais, mas sai da escola sem saber pôr a vírgula do vocativo quando escreve no grupo do WhatsApp.

Discordo que exista uma "idiotização" provocada pelo pensamento "neoliberal" ou religioso. O que acontece é que as pessoas não têm entendido o funcionamento do capitalismo, tampouco reconhecido suas virtudes e vícios. Elas também não têm aprendido a lidar com conflitos que eventualmente surgem entre sua religião e a ciência. Capitalismo é ótimo para tudo que tem a ver com competição, por isso me considero liberal, acho que a competição é um dos motores do mundo. Mas não sou como esses liberais de conveniência, que detém uma ideia completamente esquizofrênica do liberalismo, ora sendo conservadores radicais, ora sendo anarcocapitalistas. Também sou cristão praticante, mas é algo que não se percebe convivendo comigo, porque acredito que religião é algo muito pessoal, que não pode ser imposta ao outro.

A escola não deve ser um espaço de formação de ateus anticapitalistas, como alguns (poucos) idealizam e outros tantos temem. O capitalismo faz parte do mundo tal qual é e provavelmente continuará fazendo por muito tempo. A escola precisa ensinar a viver no capitalismo, não se abstendo de fazer críticas às fraquezas do sistema. A escola também precisa formar para a convivência em uma sociedade diversa, de distintas fés e ideais. É papel da escola complementar a formação que vem das famílias. Quando a escola abre mão de formar para a vida, condena os alunos que não advém de boas famílias a repetir o fracasso de seus progenitores.

Avatar do usuário
Wagnersac
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 9059
Registrado em: 29 Dez 2015, 22:36
Localização: Copacabana - RJ
Contato:

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Wagnersac » 24 Nov 2018, 18:01

Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 17:39
MarielJr escreveu:
24 Nov 2018, 12:58
Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 12:10


A exemplo de qual experiência? De qual país?
Finlândia:
De acordo com Lonka, nós ainda não demos aos nossos filhos as ferramentas para lidar com este mundo intercultural.

"Eu acho que é um erro grave orientar as crianças a acreditarem que o mundo é simples e que, se elas aprenderem certos fatos, estarão prontas a seguir. Aprender a pensar, aprender a entender, estas são as habilidades importantes".

Não só natureza, há espaço para que questões atuais sejam experimentadas em primeira mão. Por exemplo, no ano passado, foi abordada a questão da imigração, tentando aprender mais sobre o fluxo de migrantes e as contínuas chegadas à Europa.

Meninos e meninas de 15 anos da escola de Hauho, fizeram uma investigação nas ruas, recolhendo as opiniões locais sobre a imigração, visitaram um centro de acolhimento e entrevistaram os migrantes. Eles, então, compartilharam suas descobertas através de um vídeo linkado com estudantes de uma escola alemã, que tinham feito um projeto similar.

O problema aqui no Brasil é o excesso de religiosidade que interfere na vida dos alunos,não só isso,é também o fato que a educação no Brasil é recriminada e os professores de atualidade e ciências humanas são demonizados,o fato é que os pais não querem que os filhos aprendam na escola sobre questões fundamentais(como a imigração)preferem que os seus filhos não se exponham a diferentes opiniões.Ademais,é só pegar os países com os melhores dados no tocante a educação(Finlândia,França,Coréia do Sul) todos em sua maioria tem quase cem por cento dos alunos em escolas públicas,infelizmente aqui sofremos com a idiotização causada pelo neoliberalismo e o povo acredita mesmo que a privatização da educação é a solução e que o Estado é o malvadão.
Não me referia a Paulo Freire, me referia à afirmação em negrito.

Tenho uma visão completamente diferente do ensino de Português e Matemática. Acho que temos muitas horas dessas disciplinas, mas que elas são mal utilizadas! A maioria dos alunos detesta essas aulas, e com razão. Essa mesma maioria grava as fórmulas para fazer as provas, mas não sabe utilizar matemática no dia a dia. Essa mesma maioria decora regras gramaticais, mas sai da escola sem saber pôr a vírgula do vocativo quando escreve no grupo do WhatsApp.

Discordo que exista uma "idiotização" provocada pelo pensamento "neoliberal" ou religioso. O que acontece é que as pessoas não têm entendido o funcionamento do capitalismo, tampouco reconhecido suas virtudes e vícios. Elas também não têm aprendido a lidar com conflitos que eventualmente surgem entre sua religião e a ciência. Capitalismo é ótimo para tudo que tem a ver com competição, por isso me considero liberal, acho que a competição é um dos motores do mundo. Mas não sou como esses liberais de conveniência, que detém uma ideia completamente esquizofrênica do liberalismo, ora sendo conservadores radicais, ora sendo anarcocapitalistas. Também sou cristão praticante, mas é algo que não se percebe convivendo comigo, porque acredito que religião é algo muito pessoal, que não pode ser imposta ao outro.

A escola não deve ser um espaço de formação de ateus anticapitalistas, como alguns (poucos) idealizam e outros tantos temem. O capitalismo faz parte do mundo tal qual é e provavelmente continuará fazendo por muito tempo. A escola precisa ensinar a viver no capitalismo, não se abstendo de fazer críticas às fraquezas do sistema. A escola também precisa formar para a convivência em uma sociedade diversa, de distintas fés e ideais. É papel da escola complementar a formação que vem das famílias. Quando a escola abre mão de formar para a vida, condena os alunos que não advém de boas famílias a repetir o fracasso de seus progenitores.
Talvez isso seja o ideal, mas estamos tão distantes, mas tão distantes disso, que no momento o que resta é se concentrar no básico e, no futuro, tentar chegar a algo próximo disso aí.

Estou falando especificamente da escola pública tradicional.

As escolas particulares e os colégios públicos de elite podem buscar atingir esse nível sim.
Imagem

R.I.P. VASCO🖤
✝21/08/1898 - 💀20/01/2018

Avatar do usuário
luizito1985
Júnior
Júnior
Mensagens: 3361
Registrado em: 11 Ago 2018, 18:44
Localização: Manaus-AM

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por luizito1985 » 24 Nov 2018, 18:22

Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 17:39
MarielJr escreveu:
24 Nov 2018, 12:58
Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 12:10


A exemplo de qual experiência? De qual país?
Finlândia:
De acordo com Lonka, nós ainda não demos aos nossos filhos as ferramentas para lidar com este mundo intercultural.

"Eu acho que é um erro grave orientar as crianças a acreditarem que o mundo é simples e que, se elas aprenderem certos fatos, estarão prontas a seguir. Aprender a pensar, aprender a entender, estas são as habilidades importantes".

Não só natureza, há espaço para que questões atuais sejam experimentadas em primeira mão. Por exemplo, no ano passado, foi abordada a questão da imigração, tentando aprender mais sobre o fluxo de migrantes e as contínuas chegadas à Europa.

Meninos e meninas de 15 anos da escola de Hauho, fizeram uma investigação nas ruas, recolhendo as opiniões locais sobre a imigração, visitaram um centro de acolhimento e entrevistaram os migrantes. Eles, então, compartilharam suas descobertas através de um vídeo linkado com estudantes de uma escola alemã, que tinham feito um projeto similar.

O problema aqui no Brasil é o excesso de religiosidade que interfere na vida dos alunos,não só isso,é também o fato que a educação no Brasil é recriminada e os professores de atualidade e ciências humanas são demonizados,o fato é que os pais não querem que os filhos aprendam na escola sobre questões fundamentais(como a imigração)preferem que os seus filhos não se exponham a diferentes opiniões.Ademais,é só pegar os países com os melhores dados no tocante a educação(Finlândia,França,Coréia do Sul) todos em sua maioria tem quase cem por cento dos alunos em escolas públicas,infelizmente aqui sofremos com a idiotização causada pelo neoliberalismo e o povo acredita mesmo que a privatização da educação é a solução e que o Estado é o malvadão.
Não me referia a Paulo Freire, me referia à afirmação em negrito.

Tenho uma visão completamente diferente do ensino de Português e Matemática. Acho que temos muitas horas dessas disciplinas, mas que elas são mal utilizadas! A maioria dos alunos detesta essas aulas, e com razão. Essa mesma maioria grava as fórmulas para fazer as provas, mas não sabe utilizar matemática no dia a dia. Essa mesma maioria decora regras gramaticais, mas sai da escola sem saber pôr a vírgula do vocativo quando escreve no grupo do WhatsApp.

Discordo que exista uma "idiotização" provocada pelo pensamento "neoliberal" ou religioso. O que acontece é que as pessoas não têm entendido o funcionamento do capitalismo, tampouco reconhecido suas virtudes e vícios. Elas também não têm aprendido a lidar com conflitos que eventualmente surgem entre sua religião e a ciência. Capitalismo é ótimo para tudo que tem a ver com competição, por isso me considero liberal, acho que a competição é um dos motores do mundo. Mas não sou como esses liberais de conveniência, que detém uma ideia completamente esquizofrênica do liberalismo, ora sendo conservadores radicais, ora sendo anarcocapitalistas. Também sou cristão praticante, mas é algo que não se percebe convivendo comigo, porque acredito que religião é algo muito pessoal, que não pode ser imposta ao outro.

A escola não deve ser um espaço de formação de ateus anticapitalistas, como alguns (poucos) idealizam e outros tantos temem. O capitalismo faz parte do mundo tal qual é e provavelmente continuará fazendo por muito tempo. A escola precisa ensinar a viver no capitalismo, não se abstendo de fazer críticas às fraquezas do sistema. A escola também precisa formar para a convivência em uma sociedade diversa, de distintas fés e ideais. É papel da escola complementar a formação que vem das famílias. Quando a escola abre mão de formar para a vida, condena os alunos que não advém de boas famílias a repetir o fracasso de seus progenitores.
:ed2: :ed2: :ed2: :ed2: :ed2:
Campeão de Terra e Mar.

Avatar do usuário
puckspock
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 959
Registrado em: 31 Dez 2015, 11:30
Localização: Baixada Fluminense

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por puckspock » 24 Nov 2018, 19:07

Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 17:39
MarielJr escreveu:
24 Nov 2018, 12:58
Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 12:10


A exemplo de qual experiência? De qual país?
Finlândia:
De acordo com Lonka, nós ainda não demos aos nossos filhos as ferramentas para lidar com este mundo intercultural.

"Eu acho que é um erro grave orientar as crianças a acreditarem que o mundo é simples e que, se elas aprenderem certos fatos, estarão prontas a seguir. Aprender a pensar, aprender a entender, estas são as habilidades importantes".

Não só natureza, há espaço para que questões atuais sejam experimentadas em primeira mão. Por exemplo, no ano passado, foi abordada a questão da imigração, tentando aprender mais sobre o fluxo de migrantes e as contínuas chegadas à Europa.

Meninos e meninas de 15 anos da escola de Hauho, fizeram uma investigação nas ruas, recolhendo as opiniões locais sobre a imigração, visitaram um centro de acolhimento e entrevistaram os migrantes. Eles, então, compartilharam suas descobertas através de um vídeo linkado com estudantes de uma escola alemã, que tinham feito um projeto similar.

O problema aqui no Brasil é o excesso de religiosidade que interfere na vida dos alunos,não só isso,é também o fato que a educação no Brasil é recriminada e os professores de atualidade e ciências humanas são demonizados,o fato é que os pais não querem que os filhos aprendam na escola sobre questões fundamentais(como a imigração)preferem que os seus filhos não se exponham a diferentes opiniões.Ademais,é só pegar os países com os melhores dados no tocante a educação(Finlândia,França,Coréia do Sul) todos em sua maioria tem quase cem por cento dos alunos em escolas públicas,infelizmente aqui sofremos com a idiotização causada pelo neoliberalismo e o povo acredita mesmo que a privatização da educação é a solução e que o Estado é o malvadão.
Não me referia a Paulo Freire, me referia à afirmação em negrito.

Tenho uma visão completamente diferente do ensino de Português e Matemática. Acho que temos muitas horas dessas disciplinas, mas que elas são mal utilizadas! A maioria dos alunos detesta essas aulas, e com razão. Essa mesma maioria grava as fórmulas para fazer as provas, mas não sabe utilizar matemática no dia a dia. Essa mesma maioria decora regras gramaticais, mas sai da escola sem saber pôr a vírgula do vocativo quando escreve no grupo do WhatsApp.

Discordo que exista uma "idiotização" provocada pelo pensamento "neoliberal" ou religioso. O que acontece é que as pessoas não têm entendido o funcionamento do capitalismo, tampouco reconhecido suas virtudes e vícios. Elas também não têm aprendido a lidar com conflitos que eventualmente surgem entre sua religião e a ciência. Capitalismo é ótimo para tudo que tem a ver com competição, por isso me considero liberal, acho que a competição é um dos motores do mundo. Mas não sou como esses liberais de conveniência, que detém uma ideia completamente esquizofrênica do liberalismo, ora sendo conservadores radicais, ora sendo anarcocapitalistas. Também sou cristão praticante, mas é algo que não se percebe convivendo comigo, porque acredito que religião é algo muito pessoal, que não pode ser imposta ao outro.

A escola não deve ser um espaço de formação de ateus anticapitalistas, como alguns (poucos) idealizam e outros tantos temem. O capitalismo faz parte do mundo tal qual é e provavelmente continuará fazendo por muito tempo. A escola precisa ensinar a viver no capitalismo, não se abstendo de fazer críticas às fraquezas do sistema. A escola também precisa formar para a convivência em uma sociedade diversa, de distintas fés e ideais. É papel da escola complementar a formação que vem das famílias. Quando a escola abre mão de formar para a vida, condena os alunos que não advém de boas famílias a repetir o fracasso de seus progenitores.
É muita coisa pra falar, mas eu gostaria de expressar o seguinte: Quando se fala que a educação é a solução, para ser verdade, não se trata simplesmente da educação na escola. Se trata da educação na família, principalmente. De fato a formação do cidadão deve ser cuidada e ele deve ter acesso à informação, educação científica e tudo mais. Mas não é o determinante. O Brasil precisa de gente honesta, com valores bem definidos, que pense no bem comum, que se esforce pela nação.

Eu não sei como resolver o problema das famílias ruins. Mas quando o Estado começa a querer substituir a família, a coisa também não dá certo. É conveniente criar cidadãos consumistas e individualistas. Tem que tomar muito cuidado. Vide o caso da Inglaterra que não permitiu que pais fizessem o que fosse possível para salvar seu filho.

Eu sou bastante crítico ao Bolsonaro, como sabem daqui, mas uma coisa admito: o Mourão não estava errado quando falou dos filhos sem pai.

Só não me vem com ministro da educação ideológico pra direita. Não tem que compensar! "Ah, mas antes era ideológico para a esquerda..." Não, tem que equilibrar! Se não, depois vem um governo de esquerda e faz a mesma coisa. Toma lá dá cá, revanchismo, ciclos e ciclos. Vai jogar fora toda a parte boa do Paulo Freire por sugestão do astrólogo. Vai confundir medo com respeito.
Don't let your heart rest in violence.

Avatar do usuário
Mohammed Lisboa
Capitão
Capitão
Mensagens: 9118
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Jacarepaguá - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Mohammed Lisboa » 24 Nov 2018, 19:20

Nektar escreveu:
24 Nov 2018, 15:08
Mohammed Lisboa escreveu:
24 Nov 2018, 13:05
Xande escreveu:
24 Nov 2018, 09:55
A questão não é Paulo Freire. A questão é como isso é abordado...

Enfim, muitos falam de constituição, educação financeira, filosofia, nutrição. Afirmo que se nas escolas fundamentais tivéssemos apenas as disciplinas de português e matemática o nível educacional no país daria um salto gigantesco




:ed2:
Sim, português e matemática e mais as outras matérias básicas. Fazer o básico bem feito. É como se pode com pouco dinheiro ter um retorno grande.




Se você der condições de uma criança crescer sabendo ler, escrever e interpretar um texto, já é meio caminho andado para um futuro mais promissor.
FORA EURICO!!

Avatar do usuário
R-Cezar
Promessa
Promessa
Mensagens: 191
Registrado em: 05 Jan 2016, 11:58

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por R-Cezar » 24 Nov 2018, 19:21

Mudando um pouco de assunto, seguem algumas informações sobre o BNDES que a "grande mídia", globo e etc., não divulgam:

https://www.youtube.com/watch?v=MofJVCRpOCs
É melhor Jair se Arrependendo

Avatar do usuário
luizito1985
Júnior
Júnior
Mensagens: 3361
Registrado em: 11 Ago 2018, 18:44
Localização: Manaus-AM

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por luizito1985 » 24 Nov 2018, 22:04

puckspock escreveu:
24 Nov 2018, 19:07
Conde de Vidigueira escreveu:
24 Nov 2018, 17:39
MarielJr escreveu:
24 Nov 2018, 12:58

Finlândia:
De acordo com Lonka, nós ainda não demos aos nossos filhos as ferramentas para lidar com este mundo intercultural.

"Eu acho que é um erro grave orientar as crianças a acreditarem que o mundo é simples e que, se elas aprenderem certos fatos, estarão prontas a seguir. Aprender a pensar, aprender a entender, estas são as habilidades importantes".

Não só natureza, há espaço para que questões atuais sejam experimentadas em primeira mão. Por exemplo, no ano passado, foi abordada a questão da imigração, tentando aprender mais sobre o fluxo de migrantes e as contínuas chegadas à Europa.

Meninos e meninas de 15 anos da escola de Hauho, fizeram uma investigação nas ruas, recolhendo as opiniões locais sobre a imigração, visitaram um centro de acolhimento e entrevistaram os migrantes. Eles, então, compartilharam suas descobertas através de um vídeo linkado com estudantes de uma escola alemã, que tinham feito um projeto similar.

O problema aqui no Brasil é o excesso de religiosidade que interfere na vida dos alunos,não só isso,é também o fato que a educação no Brasil é recriminada e os professores de atualidade e ciências humanas são demonizados,o fato é que os pais não querem que os filhos aprendam na escola sobre questões fundamentais(como a imigração)preferem que os seus filhos não se exponham a diferentes opiniões.Ademais,é só pegar os países com os melhores dados no tocante a educação(Finlândia,França,Coréia do Sul) todos em sua maioria tem quase cem por cento dos alunos em escolas públicas,infelizmente aqui sofremos com a idiotização causada pelo neoliberalismo e o povo acredita mesmo que a privatização da educação é a solução e que o Estado é o malvadão.
Não me referia a Paulo Freire, me referia à afirmação em negrito.

Tenho uma visão completamente diferente do ensino de Português e Matemática. Acho que temos muitas horas dessas disciplinas, mas que elas são mal utilizadas! A maioria dos alunos detesta essas aulas, e com razão. Essa mesma maioria grava as fórmulas para fazer as provas, mas não sabe utilizar matemática no dia a dia. Essa mesma maioria decora regras gramaticais, mas sai da escola sem saber pôr a vírgula do vocativo quando escreve no grupo do WhatsApp.

Discordo que exista uma "idiotização" provocada pelo pensamento "neoliberal" ou religioso. O que acontece é que as pessoas não têm entendido o funcionamento do capitalismo, tampouco reconhecido suas virtudes e vícios. Elas também não têm aprendido a lidar com conflitos que eventualmente surgem entre sua religião e a ciência. Capitalismo é ótimo para tudo que tem a ver com competição, por isso me considero liberal, acho que a competição é um dos motores do mundo. Mas não sou como esses liberais de conveniência, que detém uma ideia completamente esquizofrênica do liberalismo, ora sendo conservadores radicais, ora sendo anarcocapitalistas. Também sou cristão praticante, mas é algo que não se percebe convivendo comigo, porque acredito que religião é algo muito pessoal, que não pode ser imposta ao outro.

A escola não deve ser um espaço de formação de ateus anticapitalistas, como alguns (poucos) idealizam e outros tantos temem. O capitalismo faz parte do mundo tal qual é e provavelmente continuará fazendo por muito tempo. A escola precisa ensinar a viver no capitalismo, não se abstendo de fazer críticas às fraquezas do sistema. A escola também precisa formar para a convivência em uma sociedade diversa, de distintas fés e ideais. É papel da escola complementar a formação que vem das famílias. Quando a escola abre mão de formar para a vida, condena os alunos que não advém de boas famílias a repetir o fracasso de seus progenitores.
É muita coisa pra falar, mas eu gostaria de expressar o seguinte: Quando se fala que a educação é a solução, para ser verdade, não se trata simplesmente da educação na escola. Se trata da educação na família, principalmente. De fato a formação do cidadão deve ser cuidada e ele deve ter acesso à informação, educação científica e tudo mais. Mas não é o determinante. O Brasil precisa de gente honesta, com valores bem definidos, que pense no bem comum, que se esforce pela nação.

Eu não sei como resolver o problema das famílias ruins. Mas quando o Estado começa a querer substituir a família, a coisa também não dá certo.
É conveniente criar cidadãos consumistas e individualistas. Tem que tomar muito cuidado. Vide o caso da Inglaterra que não permitiu que pais fizessem o que fosse possível para salvar seu filho.

Eu sou bastante crítico ao Bolsonaro, como sabem daqui, mas uma coisa admito: o Mourão não estava errado quando falou dos filhos sem pai.

Só não me vem com ministro da educação ideológico pra direita. Não tem que compensar! "Ah, mas antes era ideológico para a esquerda..." Não, tem que equilibrar! Se não, depois vem um governo de esquerda e faz a mesma coisa. Toma lá dá cá, revanchismo, ciclos e ciclos. Vai jogar fora toda a parte boa do Paulo Freire por sugestão do astrólogo. Vai confundir medo com respeito.
Esse é o ponto central, algumas nações tem defeitos na formação cultural e moral há séculos, é isso é difícil de ser retificado, vem desde os tempos da colônia, e quando vemos um sistema econômico e educacional voltado para formar consumidores e não pensadores o que fazer??? Como resolver????
Campeão de Terra e Mar.

Avatar do usuário
luizito1985
Júnior
Júnior
Mensagens: 3361
Registrado em: 11 Ago 2018, 18:44
Localização: Manaus-AM

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por luizito1985 » 24 Nov 2018, 22:08

R-Cezar escreveu:
24 Nov 2018, 19:21
Mudando um pouco de assunto, seguem algumas informações sobre o BNDES que a "grande mídia", globo e etc., não divulgam:

https://www.youtube.com/watch?v=MofJVCRpOCs
Essa caixa preta quando for aberta vai ser outra bomba.
Campeão de Terra e Mar.

Avatar do usuário
Mohammed Lisboa
Capitão
Capitão
Mensagens: 9118
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:34
Localização: Jacarepaguá - RJ

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por Mohammed Lisboa » 25 Nov 2018, 11:35

A pergunta que não quer calar: Quem sustenta Olavo de Carvalho?
FORA EURICO!!

Avatar do usuário
luizito1985
Júnior
Júnior
Mensagens: 3361
Registrado em: 11 Ago 2018, 18:44
Localização: Manaus-AM

Re: POLÍTICA NACIONAL XIII

Mensagem por luizito1985 » 25 Nov 2018, 11:39

Mohammed Lisboa escreveu:
25 Nov 2018, 11:35
A pergunta que não quer calar: Quem sustenta Olavo de Carvalho?
Olavo vendeu vários livros, deu muitas palestras.
Campeão de Terra e Mar.

Responder

Voltar para “Economia, Política e Temas Sociais”