POLÍTICA NACIONAL X

Área destinada para deixarmos registradas as nossas opiniões sobre tudo o que circunda a Economia, a Política e os Temas Sociais, do Brasil e do Mundo.
Avatar do usuário
Mr.R
Júnior
Júnior
Mensagens: 1123
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:04

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Mr.R » 11 Dez 2017, 13:38

Uma pericia feita por técnicos do senado e o próprio MPF já definiram que não houve crime de responsabilidade fiscal.
Atraso de pagamentos nem se enquadra em operação de crédito, e nem pode colocar a responsabilidade direta na Dilma pelo atraso de pagamentos. Um monte de governadores pedalaram também, nenhum sofreu impeachment.
Lembrando que as pedaladas foram pagas com juros então não representou perda para os bancos públicos.

Todo mundo sabe que o Impeachment foi político. Dilma não conseguia controlar o judiciário, não tinha habilidade politica e já foi eleita com uma grande parte da população querendo que ela saísse. Não conseguiu governar em nenhum momento no 2º mandato. Arrumaram uma desculpa e tiraram ela do governo. Entrou Temer que é um articulador politico experiente, que rapidamente já conseguiu o apoio do congresso para fazer as reformas impopulares, e vai minando aos poucos as investigações da Lava Jato.
"No Vasco, basta plantar a semente"
Arthur da Fonseca Soares o tesoureiro da campanha Comissão Pró-Avião Vasco da Gama, na qual o clube doou dois aviões para serem usados na segunda guerra mundial.

Avatar do usuário
VASCORAGEM
Profissional
Profissional
Mensagens: 5000
Registrado em: 31 Dez 2015, 10:01
Localização: Rio de Janeiro - RJ, Brasil

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por VASCORAGEM » 11 Dez 2017, 14:58

Quem acha que o impeachment foi golpe que me desculpe, mas os fatos mostram o contrário. Fica evidente o desespero quando começam a tentar igualar pedaladas anteriores de meio bilhão com as da Dilma de 33 bilhões. "Ah, mas tem que valer pra todos se sai da lei, não importa se por muito ou pouco." Eu discordo, o bom senso deve prevalecer. É mais ou menos como querer comparar quando o goleiro se adianta só um pouquinho pra pegar um pênalti como praticamente todo goleiro faz, com um que dá 3 ou 4 passos pra frente antes do batedor tocar no bola. Nesse caso não tem como não mandar voltar. Foi isso que a Dilma fez.
Imagem

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 3077
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: O VASCO ACABOU

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Diego » 11 Dez 2017, 15:20

Mr.R escreveu:
11 Dez 2017, 13:38
Uma pericia feita por técnicos do senado e o próprio MPF já definiram que não houve crime de responsabilidade fiscal.
Atraso de pagamentos nem se enquadra em operação de crédito, e nem pode colocar a responsabilidade direta na Dilma pelo atraso de pagamentos. Um monte de governadores pedalaram também, nenhum sofreu impeachment.
Lembrando que as pedaladas foram pagas com juros então não representou perda para os bancos públicos.

Todo mundo sabe que o Impeachment foi político. Dilma não conseguia controlar o judiciário, não tinha habilidade politica e já foi eleita com uma grande parte da população querendo que ela saísse. Não conseguiu governar em nenhum momento no 2º mandato. Arrumaram uma desculpa e tiraram ela do governo. Entrou Temer que é um articulador politico experiente, que rapidamente já conseguiu o apoio do congresso para fazer as reformas impopulares, e vai minando aos poucos as investigações da Lava Jato.
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:

besantos
Promessa
Promessa
Mensagens: 41
Registrado em: 11 Jan 2016, 13:04

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por besantos » 11 Dez 2017, 18:57

Mr.R escreveu:
08 Dez 2017, 22:44
besantos escreveu:
08 Dez 2017, 17:07
Cholo_CRVG escreveu:
07 Dez 2017, 23:17

Você até agora não entendeu o que eu quero dizer. Eu não concordo com os altos salários e benefícios da classe A dos funcionários públicos, desde o início eu quis dizer que a maior parte dos servidores não se enquadra nessa situação. Disse isso porque desde o início tão querendo generalizar dessa forma. Parece até que a solução passa por acabar com todo o funcionalismo público. Quando na verdade é preciso tornar mais justo a pirâmide, de forma que o serviço seja mais efetivo.

Você desde o início está tentando me contradizer, parece até um membro aqui do fórum mais antigo. Mas só parece viu...

Grande merda, a saúde e educação vão crescer até de acordo com a inflação...
Todo ano os gastos com a saúde e educação crescem um pouco acima da inflação e mesmo assim vemos pouca melhora nos serviços públicos dessas duas áreas, que são vitais para a sociedade, imagine agora com esse crescimento bem menor...

Em breve vocês terão noção do que é teto dos gastos, aguardem!
Primeiro, eu postei o link para um estudo do INSPER que PROVA que a diferença entre os salários dos servidores públicos e funcionários privados é absurda. Você está comparando os salários dos profissionais públicos com os salários da elite do serviço público. Isso não faz o menor sentido. Eles têm que ser comparados com os salários dos profissionais da iniciativa privada.

Isso que você afirma, de que a maioria recebe salários baixos, só é verdade para os funcionários de baixa escolaridade de prefeituras. No governo federal e nos governos estaduais, isso não é verdade para NENHUM tipo de funcionário (quando classificados por nível de escolaridade). Ou seja, funcionários públicos de níveis superior e médio recebem mais do que os funcionários do setor privado. Esse é um fato. Mas se você discorda, pode trazer alguma evidência do que afirma.

O estudo também mostra, de maneira inequívoca, que houve um aumento significativo na quantidade de funcionários públicos federais nos últimos 20 anos, passando de 4,2% do total da de empregados no Brasil para algo como 6,5%. Enquanto isso, houve uma redução do share de funcionários de prefeituras e estados. Trocando em miúdos, justamente quem mais presta serviço à população (professores, policiais, médicos) teve o seu quantitivo reduzido, mas os salários não são baixos quando comparado com a iniciativa privada.

E novamente você se equivoca quanto ao crescimento dos gastos com saúde e educação. O teto aprovado vai crescer de acordo com a inflação, mas o mix dos gastos (isto é, o quanto cada setor pode consumir do total) é livre. No limite, os gastos de educação e saúde podem subir muito acima da inflação.

Mas isso é irrelevante. O que é relevante é que o Brasil já gasta em saúde e educação em níveis muito parecidos à média dos países da OCDE.

No link abaixo você pode ver um estudo da OCDE sobre os gastos brasileiros em educação. O Brasil gasta mais (em proporção do PIB) do que a média da OCDE. O Brasil gasta mais (como % do PIB) em educação do que Reino Unido, Holanda, França, Áustria, Suíça, Japão, Coreia do Sul e Alemanha. O problema é que o Brasil gasta errado, torrando dinheiro em universidades entupidas de vagabundos e concurseiros enquanto países ricos investem em educação básica de qualidade. Resumo: aumentar o gasto é estupidez. O Brasil não precisa aumentar o que gasta em educação, precisa gastar melhor.

Segue o estudo: http://download.inep.gov.br/acoes_inter ... brazil.pdf

O caso da saúde é parecido. Neste estudo, também da OCDE, você pode ver: http://www.keepeek.com/Digital-Asset-Ma ... en#page136

O Brasil tem um gasto em saúde, em % do PIB, similar ao de países como México e Turquia. Mas os resultados são muito piores. O problema, novamente, é a alocação ruim dos recursos, uma administração porca. E não falta de dinheiro.

É bom lembrar que países mais ricos (como Japão e Reino Unido) têm uma população muito mais envelhecida, e idosos consomem muito mais recursos de saúde do que uma população ainda relativamente jovem como a brasileira. Então o gasto mais elevado destes países com saúde não é porque eles investem muito mais, é porque a população deles é mais idosa.

Esse papo de que o Brasil gasta pouco com educação e saúde simplesmente NÃO É VERDADE.
Em relação a educação, primeiramente o gasto em % do PIB é um ótimo indicador mas como qualquer outro tem a sua limitação. Em % do PIB temos um bom nível de gasto em educação, que cresceu ainda mais durante o governo PTista que quase duplicou o gasto em percentual do PIB. Mas se formos analisar o gasto per capita ainda é bem baixo (nas maiorias desses estudos o Brasil sempre está entre os últimos).
Como vc mesmo falou, temos uma população jovem, então isso pressiona os gastos em educação; e o Estado que absorve grande parte dos alunos matriculados no país, exceto no ensino superior que Dilma fez a festa do FIES. Por fim as universidades publicas pode até ter vagabundo, concurseiro e etc mas são elas responsáveis por grande parte do trabalho em P&D feito no país, que é essencial para o desenvolvimento.

Já na saúde o próprio artigo que você postou (que é muito bom aliás) mostra que o país gasta 6.2% do PIB enquanto a média da OCDE é 9% (uma grande diferença). Isso é o gasto total, se formos considerar o gasto publico no Brasil geralmente fica em torno de 46% do gasto total o que é uma porcentagem ridícula para um país com sistema universal. Dinamarca, Reino Unido, Suécia por exemplo, são países com sistema universal de saúde e o estado gasta mais de 80% do valor total. 46% do gasto total é a porcentagem dos Estados Unidos que nem tem sistema publico de saúde. Não conheço muito sobre a saúde no México e Turquia, mas nunca vi sendo elogiada. México eu sei que tem o sistema de seguro obrigatório, que geralmente na América Latina funciona muito mal.

Concordo que falta eficiência no gasto social do Estado mas o valor do gasto Publico está bem longe do ideal, principalmente na saúde.
Acredito que o teto dos gastos provavelmente vai afetar os gastos sociais. Tanto que o governo revogou a lei que obrigava o gasto minimo de 15% da receita liquida da União na saúde; e a tendencia de todos os gastos é crescer. O gasto da previdência vai crescer mesmo que faça a reforma mais hardcore possível, a população vai crescer e vai envelhecer. Brasil tem vários gargalos na infraestrutura que precisa de investimento público , entre outros; tudo isso com os orçamento estagnado em termos reais.
1) Não faz muito sentido comparar gasto absoluto no caso da educação. Qual é o gasto em dólar na educação? Salário de professor é em dólar? Salas de aula são construídas em dólar? Giz e quadro-negro são importados? Comparações de gasto per capita com países ricos só fazem sentido quando uma parte significativa do custo é em dólar. Na educação isso passa longe de ser verdade. Os custos da educação no Brasil são em reais. A proporção do PIB gasto em educação é muito pertinente no caso da educação.

A maior parte do aumento do gasto do governo petista foi com educação superior. Ou seja, Dilma agravou o problema que temos. Aliás, o FIES é a coisa mais ridícula e patética que fizeram neste país: doação de dinheiro público para grupos privados com nível ridículo de qualidade. Um custo absurdo para um retorno nulo.

Quanto às universidades públicas, saí de uma. Sei que há gente competente, mas a massa é de picaretas, alunos profissionais e professores que não produzem nada em termos de pesquisa. Essa é a regra. Basta dar uma olhada no custo das nossas universidades e na ranking internacional para ver o resultado pífio. Além disso, concentram renda porque a maioria dos alunos subsidiados nas universidades públicas têm plena capacidade de pagar pelo seu curso (ou por parte do curso).

Eu não sou contra o investimento em pesquisa, sou contra vagabundo. São coisas distintas. Metade dos meus professores não publicavam nada há duas décadas. Nem um paper bosta. A rede de universidades federais é tão pífia que a USP, uma estadual, bota todas elas no bolso.

2) O gasto em saúde no Brasil não é baixo, como eu ja disse a OCDE tem uma população envelhecida. Quando comparado com o gasto de países com população de idade semelhante, o Brasil gasta a mesma coisa como proporção do PIB. Idade é O PRINCIPAL fator que explica gasto em saúde, idoso consome muitos recursos em saúde. Mas mesmo considerando que o Brasil poderia gastar mais, a principal conclusão de quem estudo o tema a fundo é que primeiro é preciso melhorar a gestão, depois aumentar os recursos. Isso é até uma coisa óbvia: aumentar recurso de uma coisa mal-administrada significa jogar recursos fora. A saúde é muito mal-administrada, é preciso ler com atenção o art. 196 da Constituição. Essa demência de achar que é possível pagar tudo para todo mundo é coisa de maluco. Esquecem que há o art. 197. Nenhum sistema público paga tudo para todo mundo, nem o Reino Unido, um país rico, faz isso. O sistema público de saúde tem que ter limites que aqui não existem. A maioria dos sistemas públicos tem COPAGAMENTO. Usou? Paga um pouquinho. Aqui é um oba oba danado. O SUS nunca vai dar certo com as atuais políticas.

3) O gasto público tem que parar de crescer. A trajetória da dívida pública aponta para a INSOLVÊNCIA. É igual ao que aconteceu na Grécia. O teto dos gastos é uma tentativa desesperada de mostrar que isso não vai acontecer. O problema é que as pessoas acham que os recursos do Estado são infinitos e eles não são. Se não cortar Previdência, se não cortar salário da nomenklatura, se não cortar gastos superfluos, aí vai faltar dinheiro pra saúde e educação. Chega de irresponsabilidade e gastar como se não houvesse amanhã. A economia e o contribuinte não tem mais como arcar com essas despesas. O teto barrar investimento é uma escolha. Quem escolhe pagar 33 paus para juiz tirar 60 dias de férias e 33 paus para auditor demoras 4 meses a liberar uma carga em Curitiba tem que saber que está tirando dinheiro da saúde e da educação. Essa é a escolha que está sendo feita.

Não adiantou nada Portugal e Grécia quebrarem. As pessoas não aprendem que os recursos do governo são finitos. Que há um limite para a teta governamental.

besantos
Promessa
Promessa
Mensagens: 41
Registrado em: 11 Jan 2016, 13:04

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por besantos » 11 Dez 2017, 19:03

Cholo_CRVG escreveu:
09 Dez 2017, 23:56
besantos escreveu:
08 Dez 2017, 17:07
Cholo_CRVG escreveu:
07 Dez 2017, 23:17

Você até agora não entendeu o que eu quero dizer. Eu não concordo com os altos salários e benefícios da classe A dos funcionários públicos, desde o início eu quis dizer que a maior parte dos servidores não se enquadra nessa situação. Disse isso porque desde o início tão querendo generalizar dessa forma. Parece até que a solução passa por acabar com todo o funcionalismo público. Quando na verdade é preciso tornar mais justo a pirâmide, de forma que o serviço seja mais efetivo.

Você desde o início está tentando me contradizer, parece até um membro aqui do fórum mais antigo. Mas só parece viu...

Grande merda, a saúde e educação vão crescer até de acordo com a inflação...
Todo ano os gastos com a saúde e educação crescem um pouco acima da inflação e mesmo assim vemos pouca melhora nos serviços públicos dessas duas áreas, que são vitais para a sociedade, imagine agora com esse crescimento bem menor...

Em breve vocês terão noção do que é teto dos gastos, aguardem!
Primeiro, eu postei o link para um estudo do INSPER que PROVA que a diferença entre os salários dos servidores públicos e funcionários privados é absurda. Você está comparando os salários dos profissionais públicos com os salários da elite do serviço público. Isso não faz o menor sentido. Eles têm que ser comparados com os salários dos profissionais da iniciativa privada.

Isso que você afirma, de que a maioria recebe salários baixos, só é verdade para os funcionários de baixa escolaridade de prefeituras. No governo federal e nos governos estaduais, isso não é verdade para NENHUM tipo de funcionário (quando classificados por nível de escolaridade). Ou seja, funcionários públicos de níveis superior e médio recebem mais do que os funcionários do setor privado. Esse é um fato. Mas se você discorda, pode trazer alguma evidência do que afirma.

O estudo também mostra, de maneira inequívoca, que houve um aumento significativo na quantidade de funcionários públicos federais nos últimos 20 anos, passando de 4,2% do total da de empregados no Brasil para algo como 6,5%. Enquanto isso, houve uma redução do share de funcionários de prefeituras e estados. Trocando em miúdos, justamente quem mais presta serviço à população (professores, policiais, médicos) teve o seu quantitivo reduzido, mas os salários não são baixos quando comparado com a iniciativa privada.

E novamente você se equivoca quanto ao crescimento dos gastos com saúde e educação. O teto aprovado vai crescer de acordo com a inflação, mas o mix dos gastos (isto é, o quanto cada setor pode consumir do total) é livre. No limite, os gastos de educação e saúde podem subir muito acima da inflação.

Mas isso é irrelevante. O que é relevante é que o Brasil já gasta em saúde e educação em níveis muito parecidos à média dos países da OCDE.

No link abaixo você pode ver um estudo da OCDE sobre os gastos brasileiros em educação. O Brasil gasta mais (em proporção do PIB) do que a média da OCDE. O Brasil gasta mais (como % do PIB) em educação do que Reino Unido, Holanda, França, Áustria, Suíça, Japão, Coreia do Sul e Alemanha. O problema é que o Brasil gasta errado, torrando dinheiro em universidades entupidas de vagabundos e concurseiros enquanto países ricos investem em educação básica de qualidade. Resumo: aumentar o gasto é estupidez. O Brasil não precisa aumentar o que gasta em educação, precisa gastar melhor.

Segue o estudo: http://download.inep.gov.br/acoes_inter ... brazil.pdf

O caso da saúde é parecido. Neste estudo, também da OCDE, você pode ver: http://www.keepeek.com/Digital-Asset-Ma ... en#page136

O Brasil tem um gasto em saúde, em % do PIB, similar ao de países como México e Turquia. Mas os resultados são muito piores. O problema, novamente, é a alocação ruim dos recursos, uma administração porca. E não falta de dinheiro.

É bom lembrar que países mais ricos (como Japão e Reino Unido) têm uma população muito mais envelhecida, e idosos consomem muito mais recursos de saúde do que uma população ainda relativamente jovem como a brasileira. Então o gasto mais elevado destes países com saúde não é porque eles investem muito mais, é porque a população deles é mais idosa.

Esse papo de que o Brasil gasta pouco com educação e saúde simplesmente NÃO É VERDADE.
Eu disse que a maioria recebe baixos salários quando comparados aos funcionários da classe A e não comparados a da iniciativa privada.

Você tem que levar em consideração que no Brasil, o número de servidores públicos é muito menor do que o número de trabalhadores privados. Mais de 85% dos trabalhadores são de empresas privadas. Outra coisa que justifica que, em média, o servidor público receba melhores salários é ter mais qualificação. Normalmente o servidor público tem mais tempo de estudo do que o trabalhador privado, passou em algum concurso muitas vezes difícil. Então eu acho justo que seja mais valorizado, mas nem por isso concordo com aqueles que recebem supersalários.

Isso que você disse sobre os gastos com a educação no Brasil é verdade, no Brasil os gastos com ensino básico são ridículos e com a educação superior são mais altos. O mundo inteiro faz o contrário, gasta mais com a educação básica e menos com o ensino superior.

Mas você sabe porque isso acontece?

Nos países desenvolvidos a postura da indústria em relação a inovação é completamente diferente do Brasil, as empresas dos países desenvolvidos tem um interesse em inovação e possuem participação no meio acadêmico: Pagando pesquisadores, financiando projetos, financiando estudos em universidades. No Brasil são pouquíssimas empresas que possuem um núcleo destinado a pesquisa e inovação. Sobra apenas o governo para cumprir esse papel, e acaba sendo até ineficiente, salvo raros centros como o IMPA o Brasil não está a nível de comparação principalmente em estrutura com os grandes centros do mundo. Portanto essa sua comparação não faz o menor sentido pois a participação da indústria nos países citados é bem diferente da indústria brasileira...

Graças aos sucessivos ataques do golpista ao ensino superior os grandes centros de pesquisa do Brasil estão agonizando. O laboratório nacional de computação científica em Petrópolis, que fazia grandes avanços sobre a Zika , corre o risco de fecha por falta de verbas.

Corte de quase metade das verbas em ciência compromete pesquisas de zika até câncer
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/1 ... 65202.html
Cara, por favor, leia o estudo que eu coloquei do INSPER.

Lá mostra, prova, com dados públicos, que mais da metade dos salários dos funcionários públicos não tem explicação na quantidade de anos de estudo ou no tempo de carreira. É pura e simplesmente pressão, greves absurdas que prejudicam a população pobre que paga os salários nababescos desta nomenklatura.

Não vou ficar falando a mesma coisa todo post.

A indústria no Brasil não investe em pesquisa porque não tem espaço para isso. Chama-se crowding-out. Se o governo investe, para que eu vou investir?

Além disso, paga o IRPJ mais caro do mundo. E a folha salarial mais cara do mundo.

Pesquisa e desenvolvimento é um investimento de risco. Nem sempre dá certo. Como fazer isso num país que tem inflação alta, que tem juros altos?

Não é um problema de vontade, é um problema FINANCEIRO.

A indústria aqui tem que carregar um estado obeso, ineficiente, caríssimo. Esse mesmo estado que consome quase toda a poupança nacional na forma de dívida pública, que aumenta a inflação por meio de um descontrole de gastos.

O Estado não é a cura para esse problema. Ele é a doença.

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 913
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Cholo_CRVG » 12 Dez 2017, 10:09

Cheder escreveu:
11 Dez 2017, 06:27
Cholo_CRVG escreveu:
11 Dez 2017, 00:33
Cheder escreveu:
10 Dez 2017, 22:37


"Puta que pariu! Essa reforma mal entra em vigor e acontecem demissões em massa no Brasil inteiro para os trabalhadores serem recontratados a preço de banana e o cara vem me dizer que os ajustes foram bem tímidos... Piada!"

Ajustes bem tímidos mesmo, vc conhece a CLT? pelo visto não faz ideia

Ainda bem que não é vc quem define o que é crime ou não. No mais, continua sendo crime vc querendo ou não, ok campeão?

Procura ler a CF cara, assim vc fica sabendo bem direitinho como se dá o processo de impeachment
Pelo visto você nunca trabalhou de carteira assinada. Talvez ,caso trabalhe, você prefira negociar diretamente com o patrão os seus direitos... Boa sorte!

FHC 'pedalou' cem vezes em 2001 e não sofreu pedido de impeachment
http://br.blastingnews.com/politica/201 ... 67721.html

Só agora que valeu o "crime"... :pos:
É sério isso? aí tu deixa molinho, molinho

Ainda não to acreditando que tu pôs como fonte um site que qualquer um pode escrever...

E a autoria dessa "matéria" aí é da Maria do Bairro... Tá de sacanagem né? negócio repleto de mentiras, sem fundamento algum, parece mais uma mera opinião de um militante com 0 conhecimento jurídico.

Os atos praticados pelo FHC e pelo Lula foram distintos em relação a Dilma

Por exemplo, a Caixa é quem realiza a maior parte dos pagamentos dos benefícios e tudo isso mediante repasse de verba do tesouro. Acontece que, por vezes, esse dinheiro repassado não é suficiente pra atender toda a demanda e então a Caixa completava o faltante. Após isso, a Caixa comunica ao Tesouro o ocorrido e recebe o montante devido.

Acontece que na época do Lula e do FHC esse dinheiro era pago celeremente, já com a Dilma não. O que a Dilmanta fez foi exigir que os bancos suportassem essa dívida do governo e tacou o foda-se. OS BANCOS TIVERAM QUE ARCAR COM ESSAS DESPESAS TODO O SEGUNDO SEMESTRE DE 2013 E GRANDE PARTE DE 2014! Totalizando quase 20 meses de prejuízo

Imagem

FHC atrasou quatro vezes totalizando R$ 433,2 milhões.

Lula atrasou três vezes  totalizando R$ 500 milhões.

Dilma 19 VEZES TOTALIZANDO 33 B-I-L-H-Õ-E-S.

Continua se informando aí com a Maria do Bairro que vc só receberá informações sertiçimas! :lol:
Se eu te matar com 3 facadas no peito é o mesmo crime de te matar com 20 facadas
O crime terá sido o mesmo.

Pedalada fiscal nunca foi crime de responsabilidade. Vocês ficam copiando um monte de baboseira nesses blogs de direita não sabem nem o que estão falando. Os demais presidentes do Brasil pedalaram e nunca sofreram impeachment. Ao mesmo tempo 17 governadores também pedalaram e não houve sequer hipóteses de impeachment.

Governo Alckmin 'pedala' e dá calote de R$ 333 milhões no Metrô
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/ ... etro.shtml

Marconi cria nova forma de pedalar: Conta Única do Tesouro
http://www.goiasreal.com.br/noticia/224 ... do-tesouro

O detalhe para a pedalada do Alckmin é que usou recursos do Metrô e depois, simplesmente, deu calote de 333 milhões. Ou seja CALOTE mesmo, nem mais tarde com juros essa quantia foi paga.

Aí eu te pergunto, pedalada é crime?

Antes que você venha com esse ctrl c + ctrl v de revista veja ou etc responda a pergunta. Não é o número de vezes que se pedalou que configura o crime, não existe em nenhum artigo algo que limita o número de pedaladas e a partir desse limite é considerado crime de responsabilidade. Ou pedala é crime ou não é. Caso pedalada seja crime a Dilma foi a primeira entre MUITOS que caiu por causa disso.

E o principal fator que configura o golpe foi, como eu disse, o Temer não ter caída junto com a Dilma. Veja bem, Temer era seu vice, muitas dessas pedaladas tiveram a assinatura do próprio Temer também, além da assinatura da Dilma.

Michel Temer assinou pedaladas fiscais em 2014 e 2015
https://oglobo.globo.com/brasil/michel- ... 1-18247656

Era pra ter cassado a chapa Dilma-Temer. Não é possível que você não ache que realmente houve uma manobra orquestrada pra "botar o michel".
Imagem

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 3077
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: O VASCO ACABOU

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Diego » 12 Dez 2017, 12:25

Cholo_CRVG escreveu:
12 Dez 2017, 10:09
Cheder escreveu:
11 Dez 2017, 06:27
Cholo_CRVG escreveu:
11 Dez 2017, 00:33


Pelo visto você nunca trabalhou de carteira assinada. Talvez ,caso trabalhe, você prefira negociar diretamente com o patrão os seus direitos... Boa sorte!

FHC 'pedalou' cem vezes em 2001 e não sofreu pedido de impeachment
http://br.blastingnews.com/politica/201 ... 67721.html

Só agora que valeu o "crime"... :pos:
É sério isso? aí tu deixa molinho, molinho

Ainda não to acreditando que tu pôs como fonte um site que qualquer um pode escrever...

E a autoria dessa "matéria" aí é da Maria do Bairro... Tá de sacanagem né? negócio repleto de mentiras, sem fundamento algum, parece mais uma mera opinião de um militante com 0 conhecimento jurídico.

Os atos praticados pelo FHC e pelo Lula foram distintos em relação a Dilma

Por exemplo, a Caixa é quem realiza a maior parte dos pagamentos dos benefícios e tudo isso mediante repasse de verba do tesouro. Acontece que, por vezes, esse dinheiro repassado não é suficiente pra atender toda a demanda e então a Caixa completava o faltante. Após isso, a Caixa comunica ao Tesouro o ocorrido e recebe o montante devido.

Acontece que na época do Lula e do FHC esse dinheiro era pago celeremente, já com a Dilma não. O que a Dilmanta fez foi exigir que os bancos suportassem essa dívida do governo e tacou o foda-se. OS BANCOS TIVERAM QUE ARCAR COM ESSAS DESPESAS TODO O SEGUNDO SEMESTRE DE 2013 E GRANDE PARTE DE 2014! Totalizando quase 20 meses de prejuízo

Imagem

FHC atrasou quatro vezes totalizando R$ 433,2 milhões.

Lula atrasou três vezes  totalizando R$ 500 milhões.

Dilma 19 VEZES TOTALIZANDO 33 B-I-L-H-Õ-E-S.

Continua se informando aí com a Maria do Bairro que vc só receberá informações sertiçimas! :lol:
Se eu te matar com 3 facadas no peito é o mesmo crime de te matar com 20 facadas
O crime terá sido o mesmo.


Pedalada fiscal nunca foi crime de responsabilidade. Vocês ficam copiando um monte de baboseira nesses blogs de direita não sabem nem o que estão falando. Os demais presidentes do Brasil pedalaram e nunca sofreram impeachment. Ao mesmo tempo 17 governadores também pedalaram e não houve sequer hipóteses de impeachment.

Governo Alckmin 'pedala' e dá calote de R$ 333 milhões no Metrô
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/ ... etro.shtml

Marconi cria nova forma de pedalar: Conta Única do Tesouro
http://www.goiasreal.com.br/noticia/224 ... do-tesouro

O detalhe para a pedalada do Alckmin é que usou recursos do Metrô e depois, simplesmente, deu calote de 333 milhões. Ou seja CALOTE mesmo, nem mais tarde com juros essa quantia foi paga.

Aí eu te pergunto, pedalada é crime?

Antes que você venha com esse ctrl c + ctrl v de revista veja ou etc responda a pergunta. Não é o número de vezes que se pedalou que configura o crime, não existe em nenhum artigo algo que limita o número de pedaladas e a partir desse limite é considerado crime de responsabilidade. Ou pedala é crime ou não é. Caso pedalada seja crime a Dilma foi a primeira entre MUITOS que caiu por causa disso.

E o principal fator que configura o golpe foi, como eu disse, o Temer não ter caída junto com a Dilma. Veja bem, Temer era seu vice, muitas dessas pedaladas tiveram a assinatura do próprio Temer também, além da assinatura da Dilma.

Michel Temer assinou pedaladas fiscais em 2014 e 2015
https://oglobo.globo.com/brasil/michel- ... 1-18247656

Era pra ter cassado a chapa Dilma-Temer. Não é possível que você não ache que realmente houve uma manobra orquestrada pra "botar o michel".
Não, não é o mesmo crime, existe uma diferença de atrasos por conta de burocracia e questões legais para atrasos bilionários que são caracterizados como operações de empréstimos, sem autorização.

Evidente que o valor e as circunstâncias interferem na caracterização do crime, se você sai do país e esquece de declarar os 3 reais que você tem em moedas no fundo da sua mala não vai ser preso por evasão de divisas, se você tenta sair do país com 3 milhões no fundo falso de uma mala, vai, entendeu coleguinha?

Pedalada fiscal não era crime de responsabilidade porque nunca ninguém deixou de pagar 50 bilhões a bancos públicos, eram pequenos atrasos por conta de burocracia, o que a Vaca fez foram EMPRÉSTIMOS travestidos de atrasos, e isso é CRIME, não adianta ficar chorando.

Que blogs de direita que o pessoal fica lendo? Então quando eu falo que você usa Carta Capital e revista fórum como fonte você da o seu chilique básico de todo dia, e logo em seguida faz o mesmo com os outros, TOMA VERGONHA NESSA CARA!

Avatar do usuário
VASCORAGEM
Profissional
Profissional
Mensagens: 5000
Registrado em: 31 Dez 2015, 10:01
Localização: Rio de Janeiro - RJ, Brasil

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por VASCORAGEM » 12 Dez 2017, 12:39

Diego escreveu:
12 Dez 2017, 12:25
Cholo_CRVG escreveu:
12 Dez 2017, 10:09
Cheder escreveu:
11 Dez 2017, 06:27


É sério isso? aí tu deixa molinho, molinho

Ainda não to acreditando que tu pôs como fonte um site que qualquer um pode escrever...

E a autoria dessa "matéria" aí é da Maria do Bairro... Tá de sacanagem né? negócio repleto de mentiras, sem fundamento algum, parece mais uma mera opinião de um militante com 0 conhecimento jurídico.

Os atos praticados pelo FHC e pelo Lula foram distintos em relação a Dilma

Por exemplo, a Caixa é quem realiza a maior parte dos pagamentos dos benefícios e tudo isso mediante repasse de verba do tesouro. Acontece que, por vezes, esse dinheiro repassado não é suficiente pra atender toda a demanda e então a Caixa completava o faltante. Após isso, a Caixa comunica ao Tesouro o ocorrido e recebe o montante devido.

Acontece que na época do Lula e do FHC esse dinheiro era pago celeremente, já com a Dilma não. O que a Dilmanta fez foi exigir que os bancos suportassem essa dívida do governo e tacou o foda-se. OS BANCOS TIVERAM QUE ARCAR COM ESSAS DESPESAS TODO O SEGUNDO SEMESTRE DE 2013 E GRANDE PARTE DE 2014! Totalizando quase 20 meses de prejuízo

Imagem

FHC atrasou quatro vezes totalizando R$ 433,2 milhões.

Lula atrasou três vezes  totalizando R$ 500 milhões.

Dilma 19 VEZES TOTALIZANDO 33 B-I-L-H-Õ-E-S.

Continua se informando aí com a Maria do Bairro que vc só receberá informações sertiçimas! :lol:
Se eu te matar com 3 facadas no peito é o mesmo crime de te matar com 20 facadas
O crime terá sido o mesmo.


Pedalada fiscal nunca foi crime de responsabilidade. Vocês ficam copiando um monte de baboseira nesses blogs de direita não sabem nem o que estão falando. Os demais presidentes do Brasil pedalaram e nunca sofreram impeachment. Ao mesmo tempo 17 governadores também pedalaram e não houve sequer hipóteses de impeachment.

Governo Alckmin 'pedala' e dá calote de R$ 333 milhões no Metrô
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/ ... etro.shtml

Marconi cria nova forma de pedalar: Conta Única do Tesouro
http://www.goiasreal.com.br/noticia/224 ... do-tesouro

O detalhe para a pedalada do Alckmin é que usou recursos do Metrô e depois, simplesmente, deu calote de 333 milhões. Ou seja CALOTE mesmo, nem mais tarde com juros essa quantia foi paga.

Aí eu te pergunto, pedalada é crime?

Antes que você venha com esse ctrl c + ctrl v de revista veja ou etc responda a pergunta. Não é o número de vezes que se pedalou que configura o crime, não existe em nenhum artigo algo que limita o número de pedaladas e a partir desse limite é considerado crime de responsabilidade. Ou pedala é crime ou não é. Caso pedalada seja crime a Dilma foi a primeira entre MUITOS que caiu por causa disso.

E o principal fator que configura o golpe foi, como eu disse, o Temer não ter caída junto com a Dilma. Veja bem, Temer era seu vice, muitas dessas pedaladas tiveram a assinatura do próprio Temer também, além da assinatura da Dilma.

Michel Temer assinou pedaladas fiscais em 2014 e 2015
https://oglobo.globo.com/brasil/michel- ... 1-18247656

Era pra ter cassado a chapa Dilma-Temer. Não é possível que você não ache que realmente houve uma manobra orquestrada pra "botar o michel".
Não, não é o mesmo crime, existe uma diferença de atrasos por conta de burocracia e questões legais para atrasos bilionários que são caracterizados como operações de empréstimos, sem autorização.

Evidente que o valor e as circunstâncias interferem na caracterização do crime, se você sai do país e esquece de declarar os 3 reais que você tem em moedas no fundo da sua mala não vai ser preso por evasão de divisas, se você tenta sair do país com 3 milhões no fundo falso de uma mala, vai, entendeu coleguinha?

Pedalada fiscal não era crime de responsabilidade porque nunca ninguém deixou de pagar 50 bilhões a bancos públicos, eram pequenos atrasos por conta de burocracia, o que a Vaca fez foram EMPRÉSTIMOS travestidos de atrasos, e isso é CRIME, não adianta ficar chorando.

Que blogs de direita que o pessoal fica lendo? Então quando eu falo que você usa Carta Capital e revista fórum como fonte você da o seu chilique básico de todo dia, e logo em seguida faz o mesmo com os outros, TOMA VERGONHA NESSA CARA!
O cara finge não saber dessas obviedades porque é intelectualmente desonesto e sofre de falta de vergonha na cara mesmo, como todos os petistas. É o famoso isentão que só ataca a direita, parece até aquele Lord que sumiu do fórum.
Imagem

Avatar do usuário
edu_vascao
Júnior
Júnior
Mensagens: 2691
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por edu_vascao » 12 Dez 2017, 12:46

Relaxem galera, o cara da sauna gay petista, aquele q nao eh petista mas vota no pt esta abrindo o caminho para votar no candidato dele apenas... alias, nao so no candidato dele mas tb no candidato dos "pais do golpe" PMDB e PSDB... ele vai votar no candidato do aecio, da dilma, do cunha, da cabral e companhia, so ta com vergonha de dizer isso ainda... isso eh claro, se a justica permitir q o candidato venha, mas o gilmar mendes vai garantir... ahhh eh o candidato do proprio inclusive!!
Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Avatar do usuário
MILITAR
Júnior
Júnior
Mensagens: 1577
Registrado em: 01 Jan 2016, 17:42
Localização: Rio de Janeiro

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por MILITAR » 12 Dez 2017, 18:14

edu_vascao escreveu:
12 Dez 2017, 12:46
Relaxem galera, o cara da sauna gay petista, aquele q nao eh petista mas vota no pt esta abrindo o caminho para votar no candidato dele apenas... alias, nao so no candidato dele mas tb no candidato dos "pais do golpe" PMDB e PSDB... ele vai votar no candidato do aecio, da dilma, do cunha, da cabral e companhia, so ta com vergonha de dizer isso ainda... isso eh claro, se a justica permitir q o candidato venha, mas o gilmar mendes vai garantir... ahhh eh o candidato do proprio inclusive!!
:lol: :lol: :lol: :lol:
Imagem

Avatar do usuário
Mr.R
Júnior
Júnior
Mensagens: 1123
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:04

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Mr.R » 12 Dez 2017, 21:54

besantos escreveu:
11 Dez 2017, 18:57
Mr.R escreveu:
08 Dez 2017, 22:44
Em relação a educação, primeiramente o gasto em % do PIB é um ótimo indicador mas como qualquer outro tem a sua limitação. Em % do PIB temos um bom nível de gasto em educação, que cresceu ainda mais durante o governo PTista que quase duplicou o gasto em percentual do PIB. Mas se formos analisar o gasto per capita ainda é bem baixo (nas maiorias desses estudos o Brasil sempre está entre os últimos).
Como vc mesmo falou, temos uma população jovem, então isso pressiona os gastos em educação; e o Estado que absorve grande parte dos alunos matriculados no país, exceto no ensino superior que Dilma fez a festa do FIES. Por fim as universidades publicas pode até ter vagabundo, concurseiro e etc mas são elas responsáveis por grande parte do trabalho em P&D feito no país, que é essencial para o desenvolvimento.

Já na saúde o próprio artigo que você postou (que é muito bom aliás) mostra que o país gasta 6.2% do PIB enquanto a média da OCDE é 9% (uma grande diferença). Isso é o gasto total, se formos considerar o gasto publico no Brasil geralmente fica em torno de 46% do gasto total o que é uma porcentagem ridícula para um país com sistema universal. Dinamarca, Reino Unido, Suécia por exemplo, são países com sistema universal de saúde e o estado gasta mais de 80% do valor total. 46% do gasto total é a porcentagem dos Estados Unidos que nem tem sistema publico de saúde. Não conheço muito sobre a saúde no México e Turquia, mas nunca vi sendo elogiada. México eu sei que tem o sistema de seguro obrigatório, que geralmente na América Latina funciona muito mal.

Concordo que falta eficiência no gasto social do Estado mas o valor do gasto Publico está bem longe do ideal, principalmente na saúde.
Acredito que o teto dos gastos provavelmente vai afetar os gastos sociais. Tanto que o governo revogou a lei que obrigava o gasto minimo de 15% da receita liquida da União na saúde; e a tendencia de todos os gastos é crescer. O gasto da previdência vai crescer mesmo que faça a reforma mais hardcore possível, a população vai crescer e vai envelhecer. Brasil tem vários gargalos na infraestrutura que precisa de investimento público , entre outros; tudo isso com os orçamento estagnado em termos reais.
1) Não faz muito sentido comparar gasto absoluto no caso da educação. Qual é o gasto em dólar na educação? Salário de professor é em dólar? Salas de aula são construídas em dólar? Giz e quadro-negro são importados? Comparações de gasto per capita com países ricos só fazem sentido quando uma parte significativa do custo é em dólar. Na educação isso passa longe de ser verdade. Os custos da educação no Brasil são em reais. A proporção do PIB gasto em educação é muito pertinente no caso da educação.

A maior parte do aumento do gasto do governo petista foi com educação superior. Ou seja, Dilma agravou o problema que temos. Aliás, o FIES é a coisa mais ridícula e patética que fizeram neste país: doação de dinheiro público para grupos privados com nível ridículo de qualidade. Um custo absurdo para um retorno nulo.

Quanto às universidades públicas, saí de uma. Sei que há gente competente, mas a massa é de picaretas, alunos profissionais e professores que não produzem nada em termos de pesquisa. Essa é a regra. Basta dar uma olhada no custo das nossas universidades e na ranking internacional para ver o resultado pífio. Além disso, concentram renda porque a maioria dos alunos subsidiados nas universidades públicas têm plena capacidade de pagar pelo seu curso (ou por parte do curso).

Eu não sou contra o investimento em pesquisa, sou contra vagabundo. São coisas distintas. Metade dos meus professores não publicavam nada há duas décadas. Nem um paper bosta. A rede de universidades federais é tão pífia que a USP, uma estadual, bota todas elas no bolso.

2) O gasto em saúde no Brasil não é baixo, como eu ja disse a OCDE tem uma população envelhecida. Quando comparado com o gasto de países com população de idade semelhante, o Brasil gasta a mesma coisa como proporção do PIB. Idade é O PRINCIPAL fator que explica gasto em saúde, idoso consome muitos recursos em saúde. Mas mesmo considerando que o Brasil poderia gastar mais, a principal conclusão de quem estudo o tema a fundo é que primeiro é preciso melhorar a gestão, depois aumentar os recursos. Isso é até uma coisa óbvia: aumentar recurso de uma coisa mal-administrada significa jogar recursos fora. A saúde é muito mal-administrada, é preciso ler com atenção o art. 196 da Constituição. Essa demência de achar que é possível pagar tudo para todo mundo é coisa de maluco. Esquecem que há o art. 197. Nenhum sistema público paga tudo para todo mundo, nem o Reino Unido, um país rico, faz isso. O sistema público de saúde tem que ter limites que aqui não existem. A maioria dos sistemas públicos tem COPAGAMENTO. Usou? Paga um pouquinho. Aqui é um oba oba danado. O SUS nunca vai dar certo com as atuais políticas.

3) O gasto público tem que parar de crescer. A trajetória da dívida pública aponta para a INSOLVÊNCIA. É igual ao que aconteceu na Grécia. O teto dos gastos é uma tentativa desesperada de mostrar que isso não vai acontecer. O problema é que as pessoas acham que os recursos do Estado são infinitos e eles não são. Se não cortar Previdência, se não cortar salário da nomenklatura, se não cortar gastos superfluos, aí vai faltar dinheiro pra saúde e educação. Chega de irresponsabilidade e gastar como se não houvesse amanhã. A economia e o contribuinte não tem mais como arcar com essas despesas. O teto barrar investimento é uma escolha. Quem escolhe pagar 33 paus para juiz tirar 60 dias de férias e 33 paus para auditor demoras 4 meses a liberar uma carga em Curitiba tem que saber que está tirando dinheiro da saúde e da educação. Essa é a escolha que está sendo feita.

Não adiantou nada Portugal e Grécia quebrarem. As pessoas não aprendem que os recursos do governo são finitos. Que há um limite para a teta governamental.
1) Na verdade o gasto per capita é considerado até melhor indicador por considerar o tamanho da população. E não precisa comparar com os países ricos, Brasil também perde para muitos países emergentes no gasto per capita.
Em relação a universidades públicas e pesquisa, acho que depende dos cursos, e da universidade. Em muito delas tem professores que pesquisam muito, e também alunos que querem estudar.

2) Brasil em gasto publico em saúde é um dos últimos da América Latina. Isso sendo que os países da América Latina nem tem sistema universal; e os países da AL tem população jovem também.
Já tem estudos que mostram que o copagamento só afasta os mais pobres de fazerem consultas mais simples. Isso faz com que eles só vão nos hospitais quando a doença já está mais avançada e quando o gasto publico e pessoal vai ser ainda maior.
O que dever ser feito é o que foi tentado ser implementado pelo Eduardo Paes com o Programa Saúde da Família. Um maior foco na Saúde básica, acompanhamento da família por um clinico geral como é feito por muitos países Europeus, que vai encaminhar o paciente direto para um especialista.
Gastamos muito mal em saúde mas para mim é inegável que gastamos pouco também.

3) Se analisarmos a trajetória da divida publica, o período em que ela mais cresce não é quando o estado gasta mais.
Muito pelo contrario, o maior aumento foi no período do Plano Real onde estávamos fazendo ajuste fiscal. O gasto foi para ancorar o Real no Dolar, emitimos um monte títulos da divida publica, vendemos as estatais no desespero, juros de 40% tudo para segurar a inflação.
Se voltarmos mais atras no tempo, outro período de aumento da divida foi o período da ditadura e não foi porque gastávamos demais. Foi por causa do aumento dos juros da nossa divida externa.
Hoje a divida publica aumenta por que a arrecadação só vem caindo. O Investimento privado só diminuiu e o investimento público está no patamar anterior a 2000.
Apenas uns 5 anos atrás a nossa relação divida Publica/PIB estava despencando e não estávamos cortando gastos.
Logo essa história de cortar gastos para diminuir a divida publica não é tão simples. Precisamos é que a economia cresça, e claro sem aumentar o gasto publico na mesma proporção. Claro que como você mencionou precisamos sim gastar mais eficientemente e cortar gastos supérfluos, mas temos áreas que o Estado precisa gastar e investir mais.
"No Vasco, basta plantar a semente"
Arthur da Fonseca Soares o tesoureiro da campanha Comissão Pró-Avião Vasco da Gama, na qual o clube doou dois aviões para serem usados na segunda guerra mundial.

Avatar do usuário
juliocesar
Promessa
Promessa
Mensagens: 368
Registrado em: 30 Dez 2015, 21:15
Localização: Brasília

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por juliocesar » 12 Dez 2017, 22:09

A dívida pública inclusive já deveria ter passado por auditoria, é mandamento constitucional, lá do ADCT (se não me engano art. 26) e no prazo de um ano após a promulgação da constituição, até hoje nada, enquanto isso seus juros e amortizações ocupam uma parte enorme do orçamento geral, enriquece os banqueiros e segue o baile neste Brasil varonil porque afinal a culpa é da previdência e da CLT. Se for pegar ainda as operações compromissadas, o swap cambial o absurdo fica ainda maior.
Editado pela última vez por juliocesar em 12 Dez 2017, 22:27, em um total de 1 vez.
Imagem

Pimponights
Promessa
Promessa
Mensagens: 120
Registrado em: 05 Abr 2016, 20:54

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Pimponights » 12 Dez 2017, 22:18

Vamos lá Cholo..
Mais uma vez..
O capitalismo se baseia em um modelo de esgotamento de recursos naturais..
Não precisa ir muito longe pra compreender.. Vamos pegar o caso da Samarco.. que desgraçou com tudo no ES, não vai ter que arcar com nada, e provavelmente, outro CNPJ vai assumir ali..
Qualquer coisa que vier a partir disso é extremamente tolo.. Então, viva o liberalismo com seus avanços.. =)

Avatar do usuário
mariobvn
Júnior
Júnior
Mensagens: 3319
Registrado em: 30 Dez 2015, 18:59

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por mariobvn » 12 Dez 2017, 22:25

Nao entendo esse escandalo todo dos petistas com o julgamento do Lula para janeiro pelo TRF-4. Ele nao é inocente? Entao é melhor q julguem logo, o quanto antes, o inocente (ja q ele é isso ne?) e ele pode seguir a vida dele em paz sem perseguição. A menos q ele seja culpado mesmo, dai é de interesse da defesa ir adiando para q ele se candidate, ganhe a eleicao, tome posse e anule os processo para tb seguir em frente.

Pimponights
Promessa
Promessa
Mensagens: 120
Registrado em: 05 Abr 2016, 20:54

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Pimponights » 12 Dez 2017, 22:48

mariobvn escreveu:
12 Dez 2017, 22:25
Nao entendo esse escandalo todo dos petistas com o julgamento do Lula para janeiro pelo TRF-4. Ele nao é inocente? Entao é melhor q julguem logo, o quanto antes, o inocente (ja q ele é isso ne?) e ele pode seguir a vida dele em paz sem perseguição. A menos q ele seja culpado mesmo, dai é de interesse da defesa ir adiando para q ele se candidate, ganhe a eleicao, tome posse e anule os processo para tb seguir em frente.
Como se a justiça fosse sempre sensata.. Sabemos que é sempre um moinho de interesses.. Não me venha com isso a essa altura de campeonato..

Avatar do usuário
Stormtrooper
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 871
Registrado em: 12 Jan 2016, 02:03

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Stormtrooper » 12 Dez 2017, 23:54

Uau, primeira vez que entro nesse tópico...

Discussão de golpe X não golpe é risível. Senhores, a imbecil que governava o Brasil foi julgada por Tiriricas, Wyllys, Bolsonaros e outros iletrados. O processo é político. Só é necessário um gatilho jurídico, que foi absolutamente real. O crime de responsabilidade foi cometido. O descalabro foi evidente. A partir daí, o que vale é a vontade dos representantes democraticamente eleitos para o Congresso.

Gente com papo anti-reforma da previdência... Em que mundo vivem? A trajetória do gasto orçamentário com previdência, mantido o atual modelo, leva o país à bancarrota. Olhem de quem é o lobby anti-reforma! De funças que estão no grupo dos 5% mais ricos do país querendo se aposentar aos 55 bancados pela massa que rala a bunda no cimento. Mais um transferência de renda às avessas do Estado brasileiro.

Gente com papo anti-austeridade. Acordem... Olhem a Alemanha e olhem a Grécia. Exemplo mais didático impossível.

Gente que acredita que Lula é perseguido. Sem comentários.

Estranhamente não vi bolsonaristas fanáticos...

Enfim, ano que vem vamos fazer valer nosso voto. Alinhar o Brasil com a agenda da eficiência: reformas, contração do gasto público, privatizações, desburocratização e por aí vai.

Abs.
Imagem

Avatar do usuário
VASCORAGEM
Profissional
Profissional
Mensagens: 5000
Registrado em: 31 Dez 2015, 10:01
Localização: Rio de Janeiro - RJ, Brasil

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por VASCORAGEM » 13 Dez 2017, 13:21

Stormtrooper escreveu:
12 Dez 2017, 23:54
Uau, primeira vez que entro nesse tópico...

Discussão de golpe X não golpe é risível. Senhores, a imbecil que governava o Brasil foi julgada por Tiriricas, Wyllys, Bolsonaros e outros iletrados. O processo é político. Só é necessário um gatilho jurídico, que foi absolutamente real. O crime de responsabilidade foi cometido. O descalabro foi evidente. A partir daí, o que vale é a vontade dos representantes democraticamente eleitos para o Congresso.

Gente com papo anti-reforma da previdência... Em que mundo vivem? A trajetória do gasto orçamentário com previdência, mantido o atual modelo, leva o país à bancarrota. Olhem de quem é o lobby anti-reforma! De funças que estão no grupo dos 5% mais ricos do país querendo se aposentar aos 55 bancados pela massa que rala a bunda no cimento. Mais um transferência de renda às avessas do Estado brasileiro.

Gente com papo anti-austeridade. Acordem... Olhem a Alemanha e olhem a Grécia. Exemplo mais didático impossível.

Gente que acredita que Lula é perseguido. Sem comentários.

Estranhamente não vi bolsonaristas fanáticos...

Enfim, ano que vem vamos fazer valer nosso voto. Alinhar o Brasil com a agenda da eficiência: reformas, contração do gasto público, privatizações, desburocratização e por aí vai.

Abs.
:ed2:
Imagem

Avatar do usuário
edu_vascao
Júnior
Júnior
Mensagens: 2691
Registrado em: 24 Dez 2015, 10:57

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por edu_vascao » 13 Dez 2017, 16:05

Pimponights escreveu:
12 Dez 2017, 22:48
mariobvn escreveu:
12 Dez 2017, 22:25
Nao entendo esse escandalo todo dos petistas com o julgamento do Lula para janeiro pelo TRF-4. Ele nao é inocente? Entao é melhor q julguem logo, o quanto antes, o inocente (ja q ele é isso ne?) e ele pode seguir a vida dele em paz sem perseguição. A menos q ele seja culpado mesmo, dai é de interesse da defesa ir adiando para q ele se candidate, ganhe a eleicao, tome posse e anule os processo para tb seguir em frente.
Como se a justiça fosse sempre sensata.. Sabemos que é sempre um moinho de interesses.. Não me venha com isso a essa altura de campeonato..
Concordo, soltem todos Cunha e cabral e cessem a investigacao contra o senador da republica aecio neves!! Juizes querendo aparecer nao passarao, queremos moro na prisao!! Moro eh um facistinha de merda, se ele vier la em casa vai ser recebido a bala, maior causador do desemprego no brasil... um absurdo um governador e deputados serem presos so pq roubaram!!
Imagem
O dia da crianca tambem eh o dia do animal
pena de morte para corrupcao
#separario
Supremos Traidores Federais
Ja pode prender o Lula?

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 3077
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: O VASCO ACABOU

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Diego » 13 Dez 2017, 18:19

edu_vascao escreveu:
13 Dez 2017, 16:05
Pimponights escreveu:
12 Dez 2017, 22:48
mariobvn escreveu:
12 Dez 2017, 22:25
Nao entendo esse escandalo todo dos petistas com o julgamento do Lula para janeiro pelo TRF-4. Ele nao é inocente? Entao é melhor q julguem logo, o quanto antes, o inocente (ja q ele é isso ne?) e ele pode seguir a vida dele em paz sem perseguição. A menos q ele seja culpado mesmo, dai é de interesse da defesa ir adiando para q ele se candidate, ganhe a eleicao, tome posse e anule os processo para tb seguir em frente.
Como se a justiça fosse sempre sensata.. Sabemos que é sempre um moinho de interesses.. Não me venha com isso a essa altura de campeonato..
Concordo, soltem todos Cunha e cabral e cessem a investigacao contra o senador da republica aecio neves!! Juizes querendo aparecer nao passarao, queremos moro na prisao!! Moro eh um facistinha de merda, se ele vier la em casa vai ser recebido a bala, maior causador do desemprego no brasil... um absurdo um governador e deputados serem presos so pq roubaram!!
Cabral guerreiro orgulho brasileiro!
Cabral guerreiro orgulho brasileiro!
Cabral guerreiro orgulho brasileiro!
:tir:

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 3077
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: O VASCO ACABOU

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Diego » 13 Dez 2017, 18:20

Imagem

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:

Avatar do usuário
SalCRVG
Júnior
Júnior
Mensagens: 1733
Registrado em: 31 Dez 2015, 16:28

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por SalCRVG » 13 Dez 2017, 19:14

Diego escreveu:
13 Dez 2017, 18:20
Imagem

:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
:lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol: :lol:
As iniciais do livro é PCC :acclaim:
"Ubi vera amicitia est,
ibi idem velle, et idem nolle,
tanto dulcius, quanto sincerius"

- St. Thomas Aquinas, Summa Theologiae

besantos
Promessa
Promessa
Mensagens: 41
Registrado em: 11 Jan 2016, 13:04

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por besantos » 14 Dez 2017, 12:30

Mr.R escreveu:
12 Dez 2017, 21:54
besantos escreveu:
11 Dez 2017, 18:57
Mr.R escreveu:
08 Dez 2017, 22:44
Em relação a educação, primeiramente o gasto em % do PIB é um ótimo indicador mas como qualquer outro tem a sua limitação. Em % do PIB temos um bom nível de gasto em educação, que cresceu ainda mais durante o governo PTista que quase duplicou o gasto em percentual do PIB. Mas se formos analisar o gasto per capita ainda é bem baixo (nas maiorias desses estudos o Brasil sempre está entre os últimos).
Como vc mesmo falou, temos uma população jovem, então isso pressiona os gastos em educação; e o Estado que absorve grande parte dos alunos matriculados no país, exceto no ensino superior que Dilma fez a festa do FIES. Por fim as universidades publicas pode até ter vagabundo, concurseiro e etc mas são elas responsáveis por grande parte do trabalho em P&D feito no país, que é essencial para o desenvolvimento.

Já na saúde o próprio artigo que você postou (que é muito bom aliás) mostra que o país gasta 6.2% do PIB enquanto a média da OCDE é 9% (uma grande diferença). Isso é o gasto total, se formos considerar o gasto publico no Brasil geralmente fica em torno de 46% do gasto total o que é uma porcentagem ridícula para um país com sistema universal. Dinamarca, Reino Unido, Suécia por exemplo, são países com sistema universal de saúde e o estado gasta mais de 80% do valor total. 46% do gasto total é a porcentagem dos Estados Unidos que nem tem sistema publico de saúde. Não conheço muito sobre a saúde no México e Turquia, mas nunca vi sendo elogiada. México eu sei que tem o sistema de seguro obrigatório, que geralmente na América Latina funciona muito mal.

Concordo que falta eficiência no gasto social do Estado mas o valor do gasto Publico está bem longe do ideal, principalmente na saúde.
Acredito que o teto dos gastos provavelmente vai afetar os gastos sociais. Tanto que o governo revogou a lei que obrigava o gasto minimo de 15% da receita liquida da União na saúde; e a tendencia de todos os gastos é crescer. O gasto da previdência vai crescer mesmo que faça a reforma mais hardcore possível, a população vai crescer e vai envelhecer. Brasil tem vários gargalos na infraestrutura que precisa de investimento público , entre outros; tudo isso com os orçamento estagnado em termos reais.
1) Não faz muito sentido comparar gasto absoluto no caso da educação. Qual é o gasto em dólar na educação? Salário de professor é em dólar? Salas de aula são construídas em dólar? Giz e quadro-negro são importados? Comparações de gasto per capita com países ricos só fazem sentido quando uma parte significativa do custo é em dólar. Na educação isso passa longe de ser verdade. Os custos da educação no Brasil são em reais. A proporção do PIB gasto em educação é muito pertinente no caso da educação.

A maior parte do aumento do gasto do governo petista foi com educação superior. Ou seja, Dilma agravou o problema que temos. Aliás, o FIES é a coisa mais ridícula e patética que fizeram neste país: doação de dinheiro público para grupos privados com nível ridículo de qualidade. Um custo absurdo para um retorno nulo.

Quanto às universidades públicas, saí de uma. Sei que há gente competente, mas a massa é de picaretas, alunos profissionais e professores que não produzem nada em termos de pesquisa. Essa é a regra. Basta dar uma olhada no custo das nossas universidades e na ranking internacional para ver o resultado pífio. Além disso, concentram renda porque a maioria dos alunos subsidiados nas universidades públicas têm plena capacidade de pagar pelo seu curso (ou por parte do curso).

Eu não sou contra o investimento em pesquisa, sou contra vagabundo. São coisas distintas. Metade dos meus professores não publicavam nada há duas décadas. Nem um paper bosta. A rede de universidades federais é tão pífia que a USP, uma estadual, bota todas elas no bolso.

2) O gasto em saúde no Brasil não é baixo, como eu ja disse a OCDE tem uma população envelhecida. Quando comparado com o gasto de países com população de idade semelhante, o Brasil gasta a mesma coisa como proporção do PIB. Idade é O PRINCIPAL fator que explica gasto em saúde, idoso consome muitos recursos em saúde. Mas mesmo considerando que o Brasil poderia gastar mais, a principal conclusão de quem estudo o tema a fundo é que primeiro é preciso melhorar a gestão, depois aumentar os recursos. Isso é até uma coisa óbvia: aumentar recurso de uma coisa mal-administrada significa jogar recursos fora. A saúde é muito mal-administrada, é preciso ler com atenção o art. 196 da Constituição. Essa demência de achar que é possível pagar tudo para todo mundo é coisa de maluco. Esquecem que há o art. 197. Nenhum sistema público paga tudo para todo mundo, nem o Reino Unido, um país rico, faz isso. O sistema público de saúde tem que ter limites que aqui não existem. A maioria dos sistemas públicos tem COPAGAMENTO. Usou? Paga um pouquinho. Aqui é um oba oba danado. O SUS nunca vai dar certo com as atuais políticas.

3) O gasto público tem que parar de crescer. A trajetória da dívida pública aponta para a INSOLVÊNCIA. É igual ao que aconteceu na Grécia. O teto dos gastos é uma tentativa desesperada de mostrar que isso não vai acontecer. O problema é que as pessoas acham que os recursos do Estado são infinitos e eles não são. Se não cortar Previdência, se não cortar salário da nomenklatura, se não cortar gastos superfluos, aí vai faltar dinheiro pra saúde e educação. Chega de irresponsabilidade e gastar como se não houvesse amanhã. A economia e o contribuinte não tem mais como arcar com essas despesas. O teto barrar investimento é uma escolha. Quem escolhe pagar 33 paus para juiz tirar 60 dias de férias e 33 paus para auditor demoras 4 meses a liberar uma carga em Curitiba tem que saber que está tirando dinheiro da saúde e da educação. Essa é a escolha que está sendo feita.

Não adiantou nada Portugal e Grécia quebrarem. As pessoas não aprendem que os recursos do governo são finitos. Que há um limite para a teta governamental.
1) Na verdade o gasto per capita é considerado até melhor indicador por considerar o tamanho da população. E não precisa comparar com os países ricos, Brasil também perde para muitos países emergentes no gasto per capita.
Em relação a universidades públicas e pesquisa, acho que depende dos cursos, e da universidade. Em muito delas tem professores que pesquisam muito, e também alunos que querem estudar.

2) Brasil em gasto publico em saúde é um dos últimos da América Latina. Isso sendo que os países da América Latina nem tem sistema universal; e os países da AL tem população jovem também.
Já tem estudos que mostram que o copagamento só afasta os mais pobres de fazerem consultas mais simples. Isso faz com que eles só vão nos hospitais quando a doença já está mais avançada e quando o gasto publico e pessoal vai ser ainda maior.
O que dever ser feito é o que foi tentado ser implementado pelo Eduardo Paes com o Programa Saúde da Família. Um maior foco na Saúde básica, acompanhamento da família por um clinico geral como é feito por muitos países Europeus, que vai encaminhar o paciente direto para um especialista.
Gastamos muito mal em saúde mas para mim é inegável que gastamos pouco também.

3) Se analisarmos a trajetória da divida publica, o período em que ela mais cresce não é quando o estado gasta mais.
Muito pelo contrario, o maior aumento foi no período do Plano Real onde estávamos fazendo ajuste fiscal. O gasto foi para ancorar o Real no Dolar, emitimos um monte títulos da divida publica, vendemos as estatais no desespero, juros de 40% tudo para segurar a inflação.
Se voltarmos mais atras no tempo, outro período de aumento da divida foi o período da ditadura e não foi porque gastávamos demais. Foi por causa do aumento dos juros da nossa divida externa.
Hoje a divida publica aumenta por que a arrecadação só vem caindo. O Investimento privado só diminuiu e o investimento público está no patamar anterior a 2000.
Apenas uns 5 anos atrás a nossa relação divida Publica/PIB estava despencando e não estávamos cortando gastos.
Logo essa história de cortar gastos para diminuir a divida publica não é tão simples. Precisamos é que a economia cresça, e claro sem aumentar o gasto publico na mesma proporção. Claro que como você mencionou precisamos sim gastar mais eficientemente e cortar gastos supérfluos, mas temos áreas que o Estado precisa gastar e investir mais.
1) Primeiro, mostre alguma fonte de que isso é verdade, de que o Brasil gasta muito menos per capita do que os países semelhantes, como Argentina, México ou Turquia. Até onde sei, isso é verdade para países ricos. Em relação às universidades públicas, o modelo é falido. Gasta-se muito, com pouco resultado. Há exceções positivas, mas a média é isso aí. Pífio. Se não fosse, estaríamos em posições melhores nos rankings.

2) De novo, mostre que há esse impacto. Não há NENHUMA evidência de que o copagamento reduza a saúde da população em geral. É por isso que praticamente todos os sistemas públicos de saúde do mundo tem copagamento. França, Portugal, Itália...
Copagamento só tem influência quando é muito alto ou quando incide sobre medicamentos e estes são muito caros. O que o copagamento faz é cortar o uso abusivo dos sistemas de saúde - algo que é tão evidente no Brasil e teimam em não enxergar isso.

3) A dívida pública aumento durante o plano real porque as dívidas estaduais foram federalizadas. Os Estados estavam quebrados. Depois ela aumentou porque os juros subiram para manter a trajetória de queda da inflação. Não vou ficar aqui fazendo uma análise de todos os problemas econômicos do Brasil nos anos 1990. O fato é que o objetivo do Plano Real foi atingido - para desespero de esquerdistas idiotas que foram contra o Plano - e que são as mesmas pessoas hoje contra a reforma da previdência e redução dos gastos públicos. É sempre uma turma de gaiatos incompetentes querendo fazer proselitismo político em cima de assuntos técnicos.

A relação dívida/pib caiu em alguns anos porque havia um compromisso muito maior com o superávit primário. Depois o governo abandonou esse compromisso e mentiu, fez maquiagem em contas públicas para esconder o tamanho da déficit. Chamou despesa de receita. Acontece que o Brasil saiu de uma situação de déficit de 2% para 9% do PIB. Não tem como realizar superávit primário sem cortar gastos. Para investir onde precisamos (por exemplo, infraestrutura) tem que cortar gastos onde há excesso. E há excesso de gastos na previdência e com a nomenklatura.

O governo não precisa gastar mais com educação e saúde. O Brasil precisa investir em outras áreas também que ele não gasta praticamente nada hoje. Infraestrutura é um exemplo. Segurança é outro.

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 913
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Cholo_CRVG » 14 Dez 2017, 13:18

besantos escreveu:
11 Dez 2017, 19:03
Cholo_CRVG escreveu:
09 Dez 2017, 23:56
besantos escreveu:
08 Dez 2017, 17:07


Primeiro, eu postei o link para um estudo do INSPER que PROVA que a diferença entre os salários dos servidores públicos e funcionários privados é absurda. Você está comparando os salários dos profissionais públicos com os salários da elite do serviço público. Isso não faz o menor sentido. Eles têm que ser comparados com os salários dos profissionais da iniciativa privada.

Isso que você afirma, de que a maioria recebe salários baixos, só é verdade para os funcionários de baixa escolaridade de prefeituras. No governo federal e nos governos estaduais, isso não é verdade para NENHUM tipo de funcionário (quando classificados por nível de escolaridade). Ou seja, funcionários públicos de níveis superior e médio recebem mais do que os funcionários do setor privado. Esse é um fato. Mas se você discorda, pode trazer alguma evidência do que afirma.

O estudo também mostra, de maneira inequívoca, que houve um aumento significativo na quantidade de funcionários públicos federais nos últimos 20 anos, passando de 4,2% do total da de empregados no Brasil para algo como 6,5%. Enquanto isso, houve uma redução do share de funcionários de prefeituras e estados. Trocando em miúdos, justamente quem mais presta serviço à população (professores, policiais, médicos) teve o seu quantitivo reduzido, mas os salários não são baixos quando comparado com a iniciativa privada.

E novamente você se equivoca quanto ao crescimento dos gastos com saúde e educação. O teto aprovado vai crescer de acordo com a inflação, mas o mix dos gastos (isto é, o quanto cada setor pode consumir do total) é livre. No limite, os gastos de educação e saúde podem subir muito acima da inflação.

Mas isso é irrelevante. O que é relevante é que o Brasil já gasta em saúde e educação em níveis muito parecidos à média dos países da OCDE.

No link abaixo você pode ver um estudo da OCDE sobre os gastos brasileiros em educação. O Brasil gasta mais (em proporção do PIB) do que a média da OCDE. O Brasil gasta mais (como % do PIB) em educação do que Reino Unido, Holanda, França, Áustria, Suíça, Japão, Coreia do Sul e Alemanha. O problema é que o Brasil gasta errado, torrando dinheiro em universidades entupidas de vagabundos e concurseiros enquanto países ricos investem em educação básica de qualidade. Resumo: aumentar o gasto é estupidez. O Brasil não precisa aumentar o que gasta em educação, precisa gastar melhor.

Segue o estudo: http://download.inep.gov.br/acoes_inter ... brazil.pdf

O caso da saúde é parecido. Neste estudo, também da OCDE, você pode ver: http://www.keepeek.com/Digital-Asset-Ma ... en#page136

O Brasil tem um gasto em saúde, em % do PIB, similar ao de países como México e Turquia. Mas os resultados são muito piores. O problema, novamente, é a alocação ruim dos recursos, uma administração porca. E não falta de dinheiro.

É bom lembrar que países mais ricos (como Japão e Reino Unido) têm uma população muito mais envelhecida, e idosos consomem muito mais recursos de saúde do que uma população ainda relativamente jovem como a brasileira. Então o gasto mais elevado destes países com saúde não é porque eles investem muito mais, é porque a população deles é mais idosa.

Esse papo de que o Brasil gasta pouco com educação e saúde simplesmente NÃO É VERDADE.
Eu disse que a maioria recebe baixos salários quando comparados aos funcionários da classe A e não comparados a da iniciativa privada.

Você tem que levar em consideração que no Brasil, o número de servidores públicos é muito menor do que o número de trabalhadores privados. Mais de 85% dos trabalhadores são de empresas privadas. Outra coisa que justifica que, em média, o servidor público receba melhores salários é ter mais qualificação. Normalmente o servidor público tem mais tempo de estudo do que o trabalhador privado, passou em algum concurso muitas vezes difícil. Então eu acho justo que seja mais valorizado, mas nem por isso concordo com aqueles que recebem supersalários.

Isso que você disse sobre os gastos com a educação no Brasil é verdade, no Brasil os gastos com ensino básico são ridículos e com a educação superior são mais altos. O mundo inteiro faz o contrário, gasta mais com a educação básica e menos com o ensino superior.

Mas você sabe porque isso acontece?

Nos países desenvolvidos a postura da indústria em relação a inovação é completamente diferente do Brasil, as empresas dos países desenvolvidos tem um interesse em inovação e possuem participação no meio acadêmico: Pagando pesquisadores, financiando projetos, financiando estudos em universidades. No Brasil são pouquíssimas empresas que possuem um núcleo destinado a pesquisa e inovação. Sobra apenas o governo para cumprir esse papel, e acaba sendo até ineficiente, salvo raros centros como o IMPA o Brasil não está a nível de comparação principalmente em estrutura com os grandes centros do mundo. Portanto essa sua comparação não faz o menor sentido pois a participação da indústria nos países citados é bem diferente da indústria brasileira...

Graças aos sucessivos ataques do golpista ao ensino superior os grandes centros de pesquisa do Brasil estão agonizando. O laboratório nacional de computação científica em Petrópolis, que fazia grandes avanços sobre a Zika , corre o risco de fecha por falta de verbas.

Corte de quase metade das verbas em ciência compromete pesquisas de zika até câncer
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/1 ... 65202.html
Cara, por favor, leia o estudo que eu coloquei do INSPER.

Lá mostra, prova, com dados públicos, que mais da metade dos salários dos funcionários públicos não tem explicação na quantidade de anos de estudo ou no tempo de carreira. É pura e simplesmente pressão, greves absurdas que prejudicam a população pobre que paga os salários nababescos desta nomenklatura.

Não vou ficar falando a mesma coisa todo post.

A indústria no Brasil não investe em pesquisa porque não tem espaço para isso. Chama-se crowding-out. Se o governo investe, para que eu vou investir?

Além disso, paga o IRPJ mais caro do mundo. E a folha salarial mais cara do mundo.

Pesquisa e desenvolvimento é um investimento de risco. Nem sempre dá certo. Como fazer isso num país que tem inflação alta, que tem juros altos?

Não é um problema de vontade, é um problema FINANCEIRO.

A indústria aqui tem que carregar um estado obeso, ineficiente, caríssimo. Esse mesmo estado que consome quase toda a poupança nacional na forma de dívida pública, que aumenta a inflação por meio de um descontrole de gastos.

O Estado não é a cura para esse problema. Ele é a doença.
Você não entendeu nada...

Eu não disse sobre a capacitação apenas dos funcionários públicos. Eu fiz uma comparação entre os funcionários e trabalhadores privados sobre a capacitação. Em geral o funcionário público é mais capacitado que o trabalhador privado sim. Eu concordo com salários melhores mas lógico que não concordo com os supersalários.

Não tem espaço? Cara deixa de falar baboseira, o governo investe em tudo? Mesmo no assunto de educação, o qual estamos falando, o que não falta é universidade/faculdade privada, muito mais do que a pública! A quantidade de instituições privadas é muito maior! E mesmo não universidades públicas nada impede uma parceria-público privada para custear pesquisas, até porque o financiamento apenas do governo é pouco. Primeiro a indústria tem que mudar a sua característica e depois podemos discutir os gastos do governo com a educação superior.

Eu concordo que pesquisa e desenvolvimento é um investimento de risco. Mas a falta de investimento na inovação não é devido ao problema financeiro e sim uma característica que essa indústria sempre teve devido a nossa formação. Nem mesmo nos melhores momentos da economia brasileira (2003-2008) a indústria não deu sinais de que ia mudar essa sua característica. E olha que nesses 5 anos de boa fase a indústria brasileira cresceu muito.
Imagem

Avatar do usuário
Mr.R
Júnior
Júnior
Mensagens: 1123
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:04

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Mr.R » 14 Dez 2017, 14:04

besantos escreveu:
14 Dez 2017, 12:30
1) Primeiro, mostre alguma fonte de que isso é verdade, de que o Brasil gasta muito menos per capita do que os países semelhantes, como Argentina, México ou Turquia. Até onde sei, isso é verdade para países ricos. Em relação às universidades públicas, o modelo é falido. Gasta-se muito, com pouco resultado. Há exceções positivas, mas a média é isso aí. Pífio. Se não fosse, estaríamos em posições melhores nos rankings.

2) De novo, mostre que há esse impacto. Não há NENHUMA evidência de que o copagamento reduza a saúde da população em geral. É por isso que praticamente todos os sistemas públicos de saúde do mundo tem copagamento. França, Portugal, Itália...
Copagamento só tem influência quando é muito alto ou quando incide sobre medicamentos e estes são muito caros. O que o copagamento faz é cortar o uso abusivo dos sistemas de saúde - algo que é tão evidente no Brasil e teimam em não enxergar isso.

3) A dívida pública aumento durante o plano real porque as dívidas estaduais foram federalizadas. Os Estados estavam quebrados. Depois ela aumentou porque os juros subiram para manter a trajetória de queda da inflação. Não vou ficar aqui fazendo uma análise de todos os problemas econômicos do Brasil nos anos 1990. O fato é que o objetivo do Plano Real foi atingido - para desespero de esquerdistas idiotas que foram contra o Plano - e que são as mesmas pessoas hoje contra a reforma da previdência e redução dos gastos públicos. É sempre uma turma de gaiatos incompetentes querendo fazer proselitismo político em cima de assuntos técnicos.

A relação dívida/pib caiu em alguns anos porque havia um compromisso muito maior com o superávit primário. Depois o governo abandonou esse compromisso e mentiu, fez maquiagem em contas públicas para esconder o tamanho da déficit. Chamou despesa de receita. Acontece que o Brasil saiu de uma situação de déficit de 2% para 9% do PIB. Não tem como realizar superávit primário sem cortar gastos. Para investir onde precisamos (por exemplo, infraestrutura) tem que cortar gastos onde há excesso. E há excesso de gastos na previdência e com a nomenklatura.

O governo não precisa gastar mais com educação e saúde. O Brasil precisa investir em outras áreas também que ele não gasta praticamente nada hoje. Infraestrutura é um exemplo. Segurança é outro.
1) "De acordo com o estudo, o gasto médio anual brasileiro por estudante, de US$ 3.066 em 2011, só supera os US$ 625 da Indonésia. Os valores nacionais são inferiores aos de países de renda similar, como Turquia (US$ 3.240), México (US$ 3.286) e Hungria (US$ 5.410) e muito distantes da média de US$ 9.487 do conjunto de países que compõem a OCDE (organização da qual o Brasil não faz parte). No topo da tabela figuram nações como Suíça (U$ 16.090) e Estados Unidos (US$ 15.345).
O relatório da OCDE destrincha ainda os investimentos per capita por segmento da educação. E o resultado tampouco é animador. No que tange ao ensino médio em 36 nações analisadas, por exemplo, o Brasil só ganha de Indonésia e Colômbia em montante empenhado. Nosso valor, de US$ 2.605 por aluno, fica atrás dos de Argentina (US$ 3.184), Turquia (US$ 3.239) e México (US$ 4.034)."

https://oglobo.globo.com/sociedade/educ ... z51FUfDG00

2) Não faz sentido co-pagamento no Brasil se o governo só é responsável por 47% do gasto total. O co-pagamento foi implementado na França pois o governo lá pagava 80% do gasto total em saúde. Aqui só seria mais gasto para as famílias ( e muitos países não tem co-pagamento).
Além do mais o co-pagamento geralmente costuma ser o mesmo para qualquer nível de renda então é obvio que prejudica quem tem menos. Tem vários artigos que falam sobre aumento da iniquidade com o co-pagamento. (http://www.scielo.br/pdf/sdeb/v40nspe/0 ... 743034.pdf)

3)A porcentagem da divida publica/PIB não duplicou por causa das dividas do Estado. A divida aumento por que mantínhamos o dólar/Real pareado, e mantemos uma taxa de Juros monstruosa ( Chegou a mais de 40% por ano). É fato que o plano Real foi bem sucedido em controlar a inflação, mas isso não impede que ele tenha cometidos erros, que são criticados por economistas de todas correntes ( não apenas os esquerdista malvadões). O que quis mostrar que muitas vezes o aumento da divida publica não representa o pensamento simplista de que o governo está gastando muito (em educação, saúde, segurança, pessoal e etc), e que geralmente o principal fator para explica o aumento são financeiros ou tributários como juros altos, swaps cambiais e desonerações fiscais (governo Dilma), entre outros.

Se você acha que o governo tem que parar de aumentar os gastos sociais tudo bem. Mas aí não fala que gastamos muito. Na saúde gastamos indiscutivelmente pouco e em educação apenas no nível superior que podemos dizer que o governo gasta muito (que é discutível)
"No Vasco, basta plantar a semente"
Arthur da Fonseca Soares o tesoureiro da campanha Comissão Pró-Avião Vasco da Gama, na qual o clube doou dois aviões para serem usados na segunda guerra mundial.

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 913
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Cholo_CRVG » 14 Dez 2017, 22:34

O pior que tem muita gente aqui do fórum e gente que eu conheço pessoalmente que acha isso normal...

"Quase 30% da renda do Brasil está nas mãos de apenas 1% dos habitantes do país, a maior concentração do tipo no mundo. É o que indica a Pesquisa Desigualdade Mundial 2018, coordenada, entre outros, pelo economista francês Thomas Piketty. O grupo, composto por centenas de estudiosos, disponibiliza nesta quinta-feira um banco de dados que permite comparar a evolução da desigualdade de renda no mundo nos últimos anos..."


Brasil tem maior concentração de renda do mundo entre o 1% mais rico
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/1 ... c=FB_BR_CM
Imagem

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 3077
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: O VASCO ACABOU

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Diego » 15 Dez 2017, 00:01

Revista de esquerda Caros Amigos anuncia o fim de sua edição impressa
http://reaconaria.org/blog/reacablog/re ... -impressa/

A próxima é a carta capital. :coolsmiley:

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 3077
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: O VASCO ACABOU

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Diego » 15 Dez 2017, 00:05

Cholo_CRVG escreveu:
14 Dez 2017, 22:34
O pior que tem muita gente aqui do fórum e gente que eu conheço pessoalmente que acha isso normal...

"Quase 30% da renda do Brasil está nas mãos de apenas 1% dos habitantes do país, a maior concentração do tipo no mundo. É o que indica a Pesquisa Desigualdade Mundial 2018, coordenada, entre outros, pelo economista francês Thomas Piketty. O grupo, composto por centenas de estudiosos, disponibiliza nesta quinta-feira um banco de dados que permite comparar a evolução da desigualdade de renda no mundo nos últimos anos..."


Brasil tem maior concentração de renda do mundo entre o 1% mais rico
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/1 ... c=FB_BR_CM

Record inequality: The top 1% controls 38.6% of America's wealth
http://money.cnn.com/2017/09/27/news/ec ... index.html

Piketty, google, google, Piketty. :affs:

10 segundo e você desmente esse bobalhão.

Avatar do usuário
Cholo_CRVG
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 913
Registrado em: 06 Jan 2017, 08:48

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Cholo_CRVG » 15 Dez 2017, 00:53

Diego escreveu:
15 Dez 2017, 00:05
Cholo_CRVG escreveu:
14 Dez 2017, 22:34
O pior que tem muita gente aqui do fórum e gente que eu conheço pessoalmente que acha isso normal...

"Quase 30% da renda do Brasil está nas mãos de apenas 1% dos habitantes do país, a maior concentração do tipo no mundo. É o que indica a Pesquisa Desigualdade Mundial 2018, coordenada, entre outros, pelo economista francês Thomas Piketty. O grupo, composto por centenas de estudiosos, disponibiliza nesta quinta-feira um banco de dados que permite comparar a evolução da desigualdade de renda no mundo nos últimos anos..."


Brasil tem maior concentração de renda do mundo entre o 1% mais rico
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/1 ... c=FB_BR_CM

Record inequality: The top 1% controls 38.6% of America's wealth
http://money.cnn.com/2017/09/27/news/ec ... index.html

Piketty, google, google, Piketty. :affs:

10 segundo e você desmente esse bobalhão.
Piketty é reconhecidamente um dos maiores especialistas em economia do mundo. Inclusive ganhou o prêmio de melhor economista Jovem da França. O livro dele "O capital do século" é um dos livros de economia mais vendidos do mundo. Mas é claro, não passa de um bobalhão... OK!

Não importa se o Brasil é o campeão ou vice na questão da concentração de renda. O que é grave é ser um dos países com a maior concentração, com certeza o Brasil está entre os 5. As pesquisas diferem um pouco porque cada uma tem um método estatístico diferente e muitas vezes os dados que cada uma usa não são iguais e isso causa diferença no resultado. É por isso que algumas pesquisas colocam os EUA como maior concentração outras colocam o Brasil.

Você é só mais um que acha isso normal.

E deveria ler mais antes de postar bobagem.

"O brasileiro Pedro Ferreira de Souza concorda: "Na minha tese, do ano passado, o Brasil também aparece em primeiro na concentração de renda no topo, mas não gosto de falar em campeão mundial porque há muito ruído e incompatibilidade nos dados. Prefiro dizer que está sem dúvida entre os piores", diz o pesquisador, cujo trabalho se tornará livro no ano que vem por ter recebido o Prêmio Anpocs de Tese em Ciências Sociais."
Imagem

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 3077
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: O VASCO ACABOU

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Diego » 15 Dez 2017, 01:55

Cholo_CRVG escreveu:
15 Dez 2017, 00:53
Diego escreveu:
15 Dez 2017, 00:05
Cholo_CRVG escreveu:
14 Dez 2017, 22:34
O pior que tem muita gente aqui do fórum e gente que eu conheço pessoalmente que acha isso normal...

"Quase 30% da renda do Brasil está nas mãos de apenas 1% dos habitantes do país, a maior concentração do tipo no mundo. É o que indica a Pesquisa Desigualdade Mundial 2018, coordenada, entre outros, pelo economista francês Thomas Piketty. O grupo, composto por centenas de estudiosos, disponibiliza nesta quinta-feira um banco de dados que permite comparar a evolução da desigualdade de renda no mundo nos últimos anos..."


Brasil tem maior concentração de renda do mundo entre o 1% mais rico
https://brasil.elpais.com/brasil/2017/1 ... c=FB_BR_CM

Record inequality: The top 1% controls 38.6% of America's wealth
http://money.cnn.com/2017/09/27/news/ec ... index.html

Piketty, google, google, Piketty. :affs:

10 segundo e você desmente esse bobalhão.
Piketty é reconhecidamente um dos maiores especialistas em economia do mundo. Inclusive ganhou o prêmio de melhor economista Jovem da França. O livro dele "O capital do século" é um dos livros de economia mais vendidos do mundo. Mas é claro, não passa de um bobalhão... OK!

Não importa se o Brasil é o campeão ou vice na questão da concentração de renda. O que é grave é ser um dos países com a maior concentração, com certeza o Brasil está entre os 5. As pesquisas diferem um pouco porque cada uma tem um método estatístico diferente e muitas vezes os dados que cada uma usa não são iguais e isso causa diferença no resultado. É por isso que algumas pesquisas colocam os EUA como maior concentração outras colocam o Brasil.

Você é só mais um que acha isso normal.

E deveria ler mais antes de postar bobagem.

"O brasileiro Pedro Ferreira de Souza concorda: "Na minha tese, do ano passado, o Brasil também aparece em primeiro na concentração de renda no topo, mas não gosto de falar em campeão mundial porque há muito ruído e incompatibilidade nos dados. Prefiro dizer que está sem dúvida entre os piores", diz o pesquisador, cujo trabalho se tornará livro no ano que vem por ter recebido o Prêmio Anpocs de Tese em Ciências Sociais."
Eu não discuti o mérito, apenas a falsa afirmação na manchete, eu procurei os números dos EUA mas deve ter país pior, desigualdade baixa só existe em país miserável como Cuba ou minúsculo como a Noruega.

O problema do Brasil é que nenhum governo faz nada para diminuir.

Ja que você gosta do Piketty fica com essa aqui também.

Desigualdade de renda no Brasil não caiu entre 2001 e 2015, aponta estudo
http://www1.folha.uol.com.br/mercado/20 ... tudo.shtml

Não se diminui a desigualdade distribuindo renda, e sim gerando riqueza, diminuir desigualdade com programa social é de uma boçalidade e ineficiência comprovada.

Avatar do usuário
Diego
Júnior
Júnior
Mensagens: 3077
Registrado em: 31 Dez 2015, 02:35
Localização: O VASCO ACABOU

Re: POLÍTICA NACIONAL X

Mensagem por Diego » 15 Dez 2017, 02:58

Cúpula chavista tinha mais de US$ 2 bi em contas na Europa, diz investigação
Segundo o jornal ‘El País’, dinheiro seria resultado de suborno pago por empresas estrangeiras em troca de garantias de contratos com a PDVSA; vários centros financeiros europeus foram usados para camuflar negócios

GENEBRA - Bancos de Andorra e da Suíça foram utilizados por pelo menos cinco anos pela cúpula do então presidente Hugo Chávez (1999-2013) para desviar US$ 2,3 bilhões da Venezuela, segundo o jornal espanhol El País. O dinheiro viria de subornos pagos em troca de contratos entre empresas estrangeiras e a PDVSA, a estatal de petróleo do país.

Imagem

Os dados revelados pelo jornal espanhol e confirmados nesta quinta-feira,14, pelo Estado indicam que o Banco Privado de Andorra, também envolvido em pagamentos de subornos da Odebrecht, foi o canal utilizado para parte dos pagamentos. Dali, o dinheiro seguia para a Suíça. A investigação, que já dura dois anos, agora permite refazer parte do caminho do dinheiro.

O Estado apurou que, em visita à Suíça, a ex-procuradora-geral da Venezuela Luisa Ortega Díaz tratou especificamente deste caso com os investigadores em Berna, em outubro. Depois da Suíça, ela viajou para Madri, onde esteve com autoridades espanholas. Foram seus dados que, segundo fontes, completaram a rota do dinheiro. Sua análise é de que, além de Suíça, Andorra e Espanha, o caminho incluía Emirados Árabes e República Dominicana.

Estima-se que pelo menos 37 contas foram abertas em nome de empresas de fachada, todas no Panamá. Os pagamentos ocorreram entre 2007 e 2012 e envolveram uma dezena de pessoas e laranjas. Em grande parte, os subornos eram pagos por empresas estrangeiras que buscavam contratos com a PDVSA. Para camuflar os pagamentos, a rota do dinheiro incluía paraísos fiscais e bancos suíços.

Segundo documentos, um dos cabeças do esquema foi o ex-vice-ministro de Energia Nervis Villalobos, responsável por elaborar a estratégia de fornecimento de energia no país. Membro do governo entre 2004 e 2006, detido na Espanha em outubro, ele aguarda extradição para os EUA.

Os documentos revelam que Villalobos abriu 12 contas que receberam US$ 146 milhões. Ele alegou ser um engenheiro de sucesso, que seu patrimônio de US$ 82,6 milhões vinha de honorários de serviços de intermediação. Além de Andorra, ele também tinha contas na Suíça.

Outro ex-ministro é Javier Alvarado, que também comandou a Corporación Eléctrica Nacional (Corpoelec), empresa suspeita de corrupção nos EUA. Em cinco contas, ele recebeu US$ 55 milhões, mesmo enquanto estava no governo de Chávez. Além de Andorra, ele também mantinha seu dinheiro na Suíça.

O ex-presidente da PDVSA Rafael Ramírez, que comandou a estatal por 12 anos, também é foco da investigação. O executivo saiu do posto apenas após ganhar imunidade como embaixador da Venezuela na ONU, já no governo de Nicolás Maduro. O dinheiro poderia estar na conta de seu primo Diego Salazar, com sete contas em nome de seis empresas diferentes em Andorra. Sozinho, ele movimentou US$ 25 milhões e foi preso semana passada. Na Venezuela, ambos também são alvo de investigações.

Foi justamente uma transferência suspeita para uma de suas contas, de 89 mil euros, que levou a França a soar o alerta para Andorra. Em 2012, houve outra transação suspeita. Salazar tentou enviar US$ 47 milhões da Suíça para a França, na suposta compra de uma propriedade. A rede é completada por Omar Farias, um empresário ligado ao chavismo que teria recebido US$ 692 milhões em Andorra.

O esquema usado pelos intermediários era quase sempre o mesmo. Para justificar ao banco os pagamentos, alegavam que eram comissões por trabalhos de consultoria. De acordo com as investigações, esses trabalhos jamais foram realizados.

Segundo o jornal espanhol, a juíza de Andorra, Canòlic Mingorance, suspeita que os chavistas cobravam entre 10% e 15% do total dos contratos com empresas estrangeiras. Uma parte desses pagamentos pode ter vindo da China que, ao longo dos anos, reforçou sua presença com contratos com a PDVSA.

O banco utilizado para receber os pagamentos era o BPA, de Andorra, o mesmo que foi considerado instrumento para a lavagem de dinheiro de grupos criminosos russos e acabou sofrendo uma intervenção. De acordo com Andorra, parte do dinheiro que passou pelo principado saiu antes que fosse bloqueado, em 2015. Na Suíça, o Estado apurou que pelo menos US$ 118 milhões em nome de venezuelanos estariam bloqueados após suspeita de corrupção.

http://internacional.estadao.com.br/not ... 0002120669

Imagem

Responder

Voltar para “Economia, Política e Temas Sociais”