ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Área destinada a Comentários sobre o Vasco e demais Assuntos \'Futebolísticos\' em geral, por parte de Torcedores e Foristas, que ainda não tenham nenhuma Área específica no Fórum.
Avatar do usuário
Ro-crvg
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2729
Registrado em: 31 Dez 2015, 12:58
Localização: Natal/RN

ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Ro-crvg » 30 Abr 2016, 01:10

Aqui discutiremos sobre o mercado de técnicos, quais são os melhores e os piores que atuam hoje em dia, analisando seu custo-beneficio e sua capacidade tática de acordo com o elenco que eles tem em mão, sinta-se a vontade para fazer top piores e melhores.

Lista de tecnicos:
Cristóvão Borges - Vasco

Jair Ventura - Botafogo

Zé Ricardo - Gávea

Abel Braga - Laranjeiras

PC Gusmão - Madureira

Cairo Lima - Volta Redonda

Roberto Fernandes - Bangu

Joel Santana - Boa Vista

Roger Machado - Atlético MG

Mano Menezes - Cruzeiro

Enderson Moreira - América MG

Raul Cabral - Tombense

Renato Gaúcho - Grêmio

Antônio Carlos - Internacional

Gilmar Dal Pozzo - Juventude

Rogério Zimmermann - Brasil de Pelotas

Nelsinho Baptista - Palmeiras

Fábio Carille - Corinthians

Regerio Ceni - São Paulo

Dorival Junior - Santos

Moisés Egert - do Mirassol

Fernando Diniz - Audax

Paulo Roberto Santos - São Bento

Marcio Fernandes - Linense

Daniel Paulista - Sport

Milton Cruz - Náutico

Vinícius Eutrópio - Santa Cruz

Mazola Junior - Vila Nova

Marcelo Cabo - Atlético GO

Gilson Kleina - Goiás

Leonardo Condé - CRB

Vagner Mancini - Chapecoense

Marquinhos Santos - Figueirense

Deivid de Souza - Criciúma

Argel - Vitória

Guto Ferreira - Bahia

Gilvanildo Oliveira - Ceará

Marquinhos Santos - Fortaleza

Wagner Lopes - Paraná

Paulo Autuori - Atlético Pr

Pachequinho - Coritiba (interino)

Flávio Araújo - América RN

Geninho - ABC RN

Marcelo Vilar - Moto Club

Francisco Diá - Sampaio Correa

Rogério Micale - Sem clube

Marcelo Oliveira - Sem Clube

Levir Culpi - Sem Clube

Paulo César Carpegiani - Sem Clube
Wanderlei Luxemburgo - Sem Clube

Lisca - SEM CLUBE (Ex-Internacional)

Pedrinho-Felipe - Sem Clube

Cuca - Sem Clube - em período sabático.

Adilson Baptista - Sem clube

Vadão - Sem clube

Paulo Silas - Sem Clube

Aluísio Guerreiro - Sem Clube

Ricardo Gomes - Sem Clube

Celso Roth - Sem clube

Jorginho/Zinho - Sem Clube

Falcão - Sem Clube

Ney Franco - Sem clube

Alexandre Gallo - Sem clube

Milton Mendes - Sem clube (ex- Santa Cruz)

Jorginho - Sem clube (ex-portuguesa de SP)

Ricardinho - Sem clube (ex-jogador do Corinthians)

Pericles Chamusca - Sem clube
Editado pela última vez por Ro-crvg em 30 Abr 2016, 13:59, em um total de 1 vez.
Imagem

Avatar do usuário
marcinhohn
Júnior
Júnior
Mensagens: 3304
Registrado em: 23 Dez 2015, 23:14
Localização: São Luis - MA

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por marcinhohn » 30 Abr 2016, 09:06

Liberado >> Papo de Arquibancada
Imagem

Avatar do usuário
Palitin
Júnior
Júnior
Mensagens: 3261
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:25

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Palitin » 30 Abr 2016, 11:57

Nos últimos anos tem surgidos novos nomes. Marcelo Oliveira, Milton Mendes, Doriva...

Mas ainda está fraco. Muito fraco.

Eu tava vendo um bate-bola ESPN esses dias e o Mauro disse uma coisa que é verdade: Na Argentina a maioria dos treinadores são jovens, com no máximo 40~45 anos. São treinadores novos, prontos e doidos pra estudar o esporte e voluir.

E que isso é algo praticamente inexistente no Brasil. É raro você ver treinadores com 40 anos.

No Brasil hoje:

Tite - 54 anos
Cuca - 52 anos
Dorival - 54 anos
Bauza - 58 anos
Jorginho - 51 anos
Muricy - 60 anos
Levir Culpi - 63 anos
Ricardo Gomes - 51 anos (Se levar em consideração que ficou quase 5 anos parado, ele é um treinador jovem, sim).
Argel Fucks - 41 anos
Roger Machado - 41 anos
Aguirre - 50 anos

Essa é a lista de treinadores dos 12 grandes (Cruzeiro tá fora porque tão sem ninguém). Tirando os times do sul, todos os outros são treinadores com 50+ anos.

O Brasil precisa mudar esse pragmatismo que está a "rotação" de treinadores entre os times.
Imagem

Avatar do usuário
renmb
Júnior
Júnior
Mensagens: 2649
Registrado em: 31 Dez 2015, 00:50

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por renmb » 30 Abr 2016, 13:04

Eu contrataria o Fernando Diniz, tem o estilo parecido com o Jorginho, não gosta de chutões e preserva o toque de bola, tudo o que Jorginho queria. Sem contar que é agressivo, o goleiro do Audax joga bem a frente com ele, aqui seria assim também. Além dele ser psicólogo formado na São Marcos e jovem com 42 anos. Tem tudo para ser um grande técnico no futuro, mais ainda que o Doriva.

Avatar do usuário
Lord Humongous
Júnior
Júnior
Mensagens: 2757
Registrado em: 30 Dez 2015, 09:47
Localização: Guarapuava - PR

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Lord Humongous » 30 Abr 2016, 13:20

renmb escreveu:Eu contrataria o Fernando Diniz, tem o estilo parecido com o Jorginho, não gosta de chutões e preserva o toque de bola, tudo o que Jorginho queria. Sem contar que é agressivo, o goleiro do Audax joga bem a frente com ele, aqui seria assim também. Além dele ser psicólogo formado na São Marcos e jovem com 42 anos. Tem tudo para ser um grande técnico no futuro, mais ainda que o Doriva.
Seria uma excelente troca! Ninguém sentiria saudade do Jorginho!

Avatar do usuário
Mr.R
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 997
Registrado em: 30 Dez 2015, 17:04

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Mr.R » 30 Abr 2016, 13:29

Fernando Diniz tem um esquema de jogo ousado. Posse de bola, time saindo desde a defesa, goleiro-linha, e até troca de posições. Parece ser um bom técnico mas tem um estilo de jogo que precisa de tempo e paciência para implantar principalmente num time grande.
"No Vasco, basta plantar a semente"
Arthur da Fonseca Soares o tesoureiro da campanha Comissão Pró-Avião Vasco da Gama, na qual o clube doou dois aviões para serem usados na segunda guerra mundial.

HEROICO PORTUGUÊS
Juvenil
Juvenil
Mensagens: 830
Registrado em: 02 Jan 2016, 16:10

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por HEROICO PORTUGUÊS » 30 Abr 2016, 13:35

virao deivid e pedrinho

querem ver so

Avatar do usuário
Ro-crvg
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2729
Registrado em: 31 Dez 2015, 12:58
Localização: Natal/RN

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Ro-crvg » 30 Abr 2016, 13:37

É dificil saber o que vem influenciando o vasco jogar dessa maneira, na verdade eu queria ver o Jorginho comandando o vasco na segunda divisão, eu queria fazer uma comparação com o Doriva no ano passado e chegar a algumas conclusões, é verdade que o vasco tem um time melhor hoje, mas se houver uma dependência do Nêne jogando do mesmo jeito sempre ganhando apertado, já daria para ter uma ideia da diferença entre os dois.
Imagem

Avatar do usuário
IPCASTRO
Júnior
Júnior
Mensagens: 2486
Registrado em: 30 Dez 2015, 01:06

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por IPCASTRO » 30 Abr 2016, 13:41

quero agora um técnico de verdade que faça o vasco jogar bola
chega de motivadores
EURICO O MAIOR FLAMENGUISTA DE TODOS OS TEMPOS

Avatar do usuário
Gabrielleao
Júnior
Júnior
Mensagens: 3240
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:06

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Gabrielleao » 30 Abr 2016, 13:44

A Brasil tem 2 problemas na construção de técnicos.

O Primeiro é a falta de regularização. No Brasil qualquer ex-atlética sem nenhuma instrução ou métodos vira tecnico somente repetindo oque seus tecnicos antigos te passaram sem nem ao menos saber o por que.

Na Espanha por exemplo o Zidane foi obrigado a termina o curso da UEFA PRO que tem duração de 4 anos para treinar um time de primeira divisão. Hoje no brasil só o Milton Mendes tem essa graduação.

O Outro problema é a falta de intercambio. Nosso mercado paga muito para um técnico, a algum tempo um diretor do Milan veio ao brasil e disse que vários técnicos recebiam mais que o técnico do Milan, um grande da Itália.

O Brasileiro, financeiramente, não tem motivo para sair do brasil para um time pequeno/médio da Europa. Já os técnicos argentinos, chilenos e uruguaios, aceitam ir treinar times pequenos e médios europeus pois o salario é do mesmo nivel ou melhor do que no seu mercado.

Fazendo com que eles tenham maior intercambio e visibilidade para treinar um grande europeu. O Pellegrini por exemplo, depois de treinar o River Plate, ficou 5 anos no Villarreal antes de treinar o Real Madri.

Já o Mano Menezes, depois de sair da seleção tinha como objetivo treinar um time europeu, porém as propostas que teve eram muito menores do que a proposta que teve para treinar o flamengo, corinthians e cruzeiro.

Para o Pellegrini, treinar o Villarreal era um aumento salarial, para o Mano sair do Flamengo para ir para um medio europeu era uma diminuição salarial.

E o brasil ainda tem o Plus de ser um povo com uma cultura imediatista. Nos não nos importamos em fazer as coisas de forma certa, nos importamos com o resultado independente dos métodos.

E isso fica bem exemplificado nessa crise politica aonde parte da população não sabe nem o por que do impeachment, simplesmente são contra o governo da Dilma e a querem fora.

Avatar do usuário
Ro-crvg
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2729
Registrado em: 31 Dez 2015, 12:58
Localização: Natal/RN

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Ro-crvg » 30 Abr 2016, 13:53

Eu nunca fui de acompanhar analise do técnico, mas depois do R Gomes comecei a ficar mais atento, era notória a influencia dele no time, por isso ele tem minha total confiança caso assumi-se o Vasco, ele é o Tite.
Editado pela última vez por Ro-crvg em 30 Abr 2016, 13:58, em um total de 1 vez.
Imagem

Avatar do usuário
Palitin
Júnior
Júnior
Mensagens: 3261
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:25

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Palitin » 30 Abr 2016, 13:56

Gabrielleao escreveu:A Brasil tem 2 problemas na construção de técnicos.

O Primeiro é a falta de regularização. No Brasil qualquer ex-atlética sem nenhuma instrução ou métodos vira tecnico somente repetindo oque seus tecnicos antigos te passaram sem nem ao menos saber o por que.

Na Espanha por exemplo o Zidane foi obrigado a termina o curso da UEFA PRO que tem duração de 4 anos para treinar um time de primeira divisão. Hoje no brasil só o Milton Mendes tem essa graduação.

O Outro problema é a falta de intercambio. Nosso mercado paga muito para um técnico, a algum tempo um diretor do Milan veio ao brasil e disse que vários técnicos recebiam mais que o técnico do Milan, um grande da Itália.

O Brasileiro, financeiramente, não tem motivo para sair do brasil para um time pequeno/médio da Europa. Já os técnicos argentinos, chilenos e uruguaios, aceitam ir treinar times pequenos e médios europeus pois o salario é do mesmo nivel ou melhor do que no seu mercado.

Fazendo com que eles tenham maior intercambio e visibilidade para treinar um grande europeu. O Pellegrini por exemplo, depois de treinar o River Plate, ficou 5 anos no Villarreal antes de treinar o Real Madri.

Já o Mano Menezes, depois de sair da seleção tinha como objetivo treinar um time europeu, porém as propostas que teve eram muito menores do que a proposta que teve para treinar o flamengo, corinthians e cruzeiro.

Para o Pellegrini, treinar o Villarreal era um aumento salarial, para o Mano sair do Flamengo para ir para um medio europeu era uma diminuição salarial.

E o brasil ainda tem o Plus de ser um povo com uma cultura imediatista. Nos não nos importamos em fazer as coisas de forma certa, nos importamos com o resultado independente dos métodos.

E isso fica bem exemplificado nessa crise politica aonde parte da população não sabe nem o por que do impeachment, simplesmente são contra o governo da Dilma e a querem fora.
Perfeito!
Imagem

Avatar do usuário
renmb
Júnior
Júnior
Mensagens: 2649
Registrado em: 31 Dez 2015, 00:50

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por renmb » 30 Abr 2016, 13:56

Também gosto muito do Ricardo Gomes, mas não gosto de inflacionar o mercado de técnicos. Não deve ganhar muito no Botafogo, mas para vir, com certeza, vai pedir muito mais.

Avatar do usuário
Palitin
Júnior
Júnior
Mensagens: 3261
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:25

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Palitin » 30 Abr 2016, 13:58

Hoje no Brasil tem três treinadores que eu gosto bastante:

Ricardo Gomes, Tite e Roger Machado.

Na minha opinião são de longe os três melhores treinadores do futebol brasileiro. O primeiro, infelizmente, teve aquele AVC que atrasou sua evolução. Mas já voltou em grande estilo, treinando um time super fraco e limitado como o do Botafogo e conseguindo grandes resultados.

Menções honrosas a dois treinadores que surgiram esse ano pro futebol brasileiro:

Fernando Diniz (Audax) e Sérgio Vieira (mais conhecido como "português da ferroviária").
Imagem

Avatar do usuário
IPCASTRO
Júnior
Júnior
Mensagens: 2486
Registrado em: 30 Dez 2015, 01:06

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por IPCASTRO » 30 Abr 2016, 14:05

Palitin escreveu:Hoje no Brasil tem três treinadores que eu gosto bastante:

Ricardo Gomes, Tite e Roger Machado.

Na minha opinião são de longe os três melhores treinadores do futebol brasileiro. O primeiro, infelizmente, teve aquele AVC que atrasou sua evolução. Mas já voltou em grande estilo, treinando um time super fraco e limitado como o do Botafogo e conseguindo grandes resultados.

Menções honrosas a dois treinadores que surgiram esse ano pro futebol brasileiro:

Fernando Diniz (Audax) e Sérgio Vieira (mais conhecido como "português da ferroviária").
:ed2:
penso o mesmo
tomara que o gremio seja sacolado pro rosário na quarta e o roger caia
se bem que acho dificil ele vir pra cá
EURICO O MAIOR FLAMENGUISTA DE TODOS OS TEMPOS

Avatar do usuário
Ro-crvg
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2729
Registrado em: 31 Dez 2015, 12:58
Localização: Natal/RN

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Ro-crvg » 30 Abr 2016, 14:10

Uma coisa que eu notei é que os técnicos que vem de fora estão indo mal, com uma proposta de fazer algo novo e diferente amargaram resultados ruins, quem lembra do Careca Bianchesi no palmeiras e sua passagem relâmpago?
Imagem

Avatar do usuário
Gabrielleao
Júnior
Júnior
Mensagens: 3240
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:06

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Gabrielleao » 30 Abr 2016, 14:41

Ro-crvg escreveu:Uma coisa que eu notei é que os técnicos que vem de fora estão indo mal, com uma proposta de fazer algo novo e diferente amargaram resultados ruins, quem lembra do Careca Bianchesi no palmeiras e sua passagem relâmpago?
+-

O Osório ano passado teve os melhores resultados entre os tecnicos do São Paulo no ano ( foram 4 eu acho).

Diego Aguirre alem de ter ido as semi-finais da libertadores e campeão da Gaucho deu um retorno financeiro para o Inter incalculável, pois ele subiu o Rodrigo Dourada, o Lateral Jeferson ( que chegou a ser convocado depois), o Valdivia ( seleção olimpica antes de se machucar) entre outros garotos.

O Palmeiras do Gareca era muito fraco, o Dorival junior pelo o palmeiras depois e teve um desempenho PIOR que o do Gareca, no returno quando pegou os mesmo adversários.

O Bauza é o único técnico dos times brasileiro que teve uma vitoria nessa libertadores.

Oque acontece muito com os tecnicos argentinos é que eles tem métodos diferentes. Esse ano por exemplo, a torcida do Atletico-MG criticou MUITO o Aguirre quando botou times misto no Gauchou e não foi bem.

Como falei em outro tópico, brasileiro é imediatista, não importa se o time misto era para rodar o elenco e manter todos em competição/boa forma física.

O engraçado é que muitas vezes os torcedores brasileiros chamam nossos tecnicos de paneleiros como aconteceu com o Jorginho, mas no momento que o Jorginho botou um time misto contra o Macae e jogamos mal, a torcida foi e vaio o time e o Pikachu.

Na verdade os trabalhos a longo prazo dos tecnicos gringos geralmente são bons, o problema é que não se dá longo prazo para nenhum técnico no brasil.

Avatar do usuário
Douglas
Júnior
Júnior
Mensagens: 3265
Registrado em: 30 Dez 2015, 15:57

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Douglas » 30 Abr 2016, 14:50

São todos iguais.
Só Tite e Cuca destoam um pouco.
Aí vem um gringo mais ou menos tipo Aguirre e a galera se encanta, mas isso é pq os técnicos brasileiros são birrentos e previsíveis.
Não seria contra se contratasse um gringo bom.
Mas tenho quase certeza que vem Petkovic.

Enviado de meu MotoG3 usando Tapatalk
Imagem

Avatar do usuário
ORESTES
Profissional
Profissional
Mensagens: 4547
Registrado em: 31 Dez 2015, 11:05
Localização: ACHOU QUE EU TAVA BRINCANDO?

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por ORESTES » 30 Abr 2016, 15:05

Palitin escreveu:Nos últimos anos tem surgidos novos nomes. Marcelo Oliveira, Milton Mendes, Doriva...

Mas ainda está fraco. Muito fraco.

Eu tava vendo um bate-bola ESPN esses dias e o Mauro disse uma coisa que é verdade: Na Argentina a maioria dos treinadores são jovens, com no máximo 40~45 anos. São treinadores novos, prontos e doidos pra estudar o esporte e voluir.

E que isso é algo praticamente inexistente no Brasil. É raro você ver treinadores com 40 anos.

No Brasil hoje:

Tite - 54 anos
Cuca - 52 anos
Dorival - 54 anos
Bauza - 58 anos
Jorginho - 51 anos
Muricy - 60 anos
Levir Culpi - 63 anos
Ricardo Gomes - 51 anos (Se levar em consideração que ficou quase 5 anos parado, ele é um treinador jovem, sim).
Argel Fucks - 41 anos
Roger Machado - 41 anos
Aguirre - 50 anos

Essa é a lista de treinadores dos 12 grandes (Cruzeiro tá fora porque tão sem ninguém). Tirando os times do sul, todos os outros são treinadores com 50+ anos.

O Brasil precisa mudar esse pragmatismo que está a "rotação" de treinadores entre os times.
Levir nem parece ter 63, pensava ter uns 50. kkk
Imagem Imagem
O BrAsIl sÓ é uM PaIs tRoPiCaL PoRqUe sUa mÃe tRoPiCoU No mEu pAu

Avatar do usuário
ORESTES
Profissional
Profissional
Mensagens: 4547
Registrado em: 31 Dez 2015, 11:05
Localização: ACHOU QUE EU TAVA BRINCANDO?

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por ORESTES » 30 Abr 2016, 15:07

Lord Humongous escreveu:
renmb escreveu:Eu contrataria o Fernando Diniz, tem o estilo parecido com o Jorginho, não gosta de chutões e preserva o toque de bola, tudo o que Jorginho queria. Sem contar que é agressivo, o goleiro do Audax joga bem a frente com ele, aqui seria assim também. Além dele ser psicólogo formado na São Marcos e jovem com 42 anos. Tem tudo para ser um grande técnico no futuro, mais ainda que o Doriva.
Seria uma excelente troca! Ninguém sentiria saudade do Jorginho!
Me too.
Imagem Imagem
O BrAsIl sÓ é uM PaIs tRoPiCaL PoRqUe sUa mÃe tRoPiCoU No mEu pAu

Avatar do usuário
ORESTES
Profissional
Profissional
Mensagens: 4547
Registrado em: 31 Dez 2015, 11:05
Localização: ACHOU QUE EU TAVA BRINCANDO?

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por ORESTES » 30 Abr 2016, 15:09

Gabrielleao escreveu:A Brasil tem 2 problemas na construção de técnicos.

O Primeiro é a falta de regularização. No Brasil qualquer ex-atlética sem nenhuma instrução ou métodos vira tecnico somente repetindo oque seus tecnicos antigos te passaram sem nem ao menos saber o por que.

Na Espanha por exemplo o Zidane foi obrigado a termina o curso da UEFA PRO que tem duração de 4 anos para treinar um time de primeira divisão. Hoje no brasil só o Milton Mendes tem essa graduação.

O Outro problema é a falta de intercambio. Nosso mercado paga muito para um técnico, a algum tempo um diretor do Milan veio ao brasil e disse que vários técnicos recebiam mais que o técnico do Milan, um grande da Itália.

O Brasileiro, financeiramente, não tem motivo para sair do brasil para um time pequeno/médio da Europa. Já os técnicos argentinos, chilenos e uruguaios, aceitam ir treinar times pequenos e médios europeus pois o salario é do mesmo nivel ou melhor do que no seu mercado.

Fazendo com que eles tenham maior intercambio e visibilidade para treinar um grande europeu. O Pellegrini por exemplo, depois de treinar o River Plate, ficou 5 anos no Villarreal antes de treinar o Real Madri.

Já o Mano Menezes, depois de sair da seleção tinha como objetivo treinar um time europeu, porém as propostas que teve eram muito menores do que a proposta que teve para treinar o flamengo, corinthians e cruzeiro.

Para o Pellegrini, treinar o Villarreal era um aumento salarial, para o Mano sair do Flamengo para ir para um medio europeu era uma diminuição salarial.

E o brasil ainda tem o Plus de ser um povo com uma cultura imediatista. Nos não nos importamos em fazer as coisas de forma certa, nos importamos com o resultado independente dos métodos.

E isso fica bem exemplificado nessa crise politica aonde parte da população não sabe nem o por que do impeachment, simplesmente são contra o governo da Dilma e a querem fora.
Ai vem a bosta dum Cruzeiro, Inter, Fluminense, etc e inflacionam o mercado.
Imagem Imagem
O BrAsIl sÓ é uM PaIs tRoPiCaL PoRqUe sUa mÃe tRoPiCoU No mEu pAu

Avatar do usuário
Lord Humongous
Júnior
Júnior
Mensagens: 2757
Registrado em: 30 Dez 2015, 09:47
Localização: Guarapuava - PR

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Lord Humongous » 30 Abr 2016, 15:11

Palitin escreveu:
Gabrielleao escreveu:A Brasil tem 2 problemas na construção de técnicos.

O Primeiro é a falta de regularização. No Brasil qualquer ex-atlética sem nenhuma instrução ou métodos vira tecnico somente repetindo oque seus tecnicos antigos te passaram sem nem ao menos saber o por que.

Na Espanha por exemplo o Zidane foi obrigado a termina o curso da UEFA PRO que tem duração de 4 anos para treinar um time de primeira divisão. Hoje no brasil só o Milton Mendes tem essa graduação.

O Outro problema é a falta de intercambio. Nosso mercado paga muito para um técnico, a algum tempo um diretor do Milan veio ao brasil e disse que vários técnicos recebiam mais que o técnico do Milan, um grande da Itália.

O Brasileiro, financeiramente, não tem motivo para sair do brasil para um time pequeno/médio da Europa. Já os técnicos argentinos, chilenos e uruguaios, aceitam ir treinar times pequenos e médios europeus pois o salario é do mesmo nivel ou melhor do que no seu mercado.

Fazendo com que eles tenham maior intercambio e visibilidade para treinar um grande europeu. O Pellegrini por exemplo, depois de treinar o River Plate, ficou 5 anos no Villarreal antes de treinar o Real Madri.

Já o Mano Menezes, depois de sair da seleção tinha como objetivo treinar um time europeu, porém as propostas que teve eram muito menores do que a proposta que teve para treinar o flamengo, corinthians e cruzeiro.

Para o Pellegrini, treinar o Villarreal era um aumento salarial, para o Mano sair do Flamengo para ir para um medio europeu era uma diminuição salarial.

E o brasil ainda tem o Plus de ser um povo com uma cultura imediatista. Nos não nos importamos em fazer as coisas de forma certa, nos importamos com o resultado independente dos métodos.

E isso fica bem exemplificado nessa crise politica aonde parte da população não sabe nem o por que do impeachment, simplesmente são contra o governo da Dilma e a querem fora.
Perfeito!
Perfeito! [2]

Excelente observação!

Avatar do usuário
Angus Young
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2727
Registrado em: 29 Dez 2015, 23:24

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Angus Young » 30 Abr 2016, 15:20

Poderiamos tentar puxar um tecnico estrangeiro. Sei que seria arriscado devido a falta de conhecimento do gringo em relação ao futebol nacional e aos jogadores do vasco, porem, seria interessante.
Imagem

Avatar do usuário
Ro-crvg
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2729
Registrado em: 31 Dez 2015, 12:58
Localização: Natal/RN

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Ro-crvg » 30 Abr 2016, 16:02

Acho que o técnico do Audax faria um trabalho satisfatório que nem esse do Jorginho, 480 mil Dilmas é muito dinheiro, quanto R.Gomes que é bem melhor ganha?
Imagem

Avatar do usuário
Screwded
Benemérito
Benemérito
Mensagens: 2846
Registrado em: 20 Jan 2016, 20:38
Localização: RJ

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Screwded » 30 Abr 2016, 16:11

O probema é que do técnico do Audax pro Jorginho tem uma diferença muito grande de estilos. O time bem montado teria que ser completamente refeito.
"Enquanto houver um coração infantil, o Vasco será imortal"
Imagem

Mateuszin
Júnior
Júnior
Mensagens: 1411
Registrado em: 24 Dez 2015, 01:21

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Mateuszin » 30 Abr 2016, 16:18

Meus dois nomes favoritos estão empregados: Roger Machado e Milton Mendes, por serem dois técnicos que trabalham bem demais com garotos da base. Roger ta ameaçado no cargo, pode cair se for eliminado da Libertadores quinta. Milton Mendes ta bem no Santa, acho quase impossível sair de lá e vir pra cá.

Não acho o Petkovic um nome ruim. Só passou por times pequenos, mas por onde passou, foi bem. Atualmente ta no Sampaio Correia e dizem que está muito bem la. Mas, não deixa de ser uma aposta, assim como o Fernando Diniz, que tem um esquema de jogo muito interessante, porém acho complicado implantá-lo num time grande, no primeiro erro a torcida cairia em cima. Além disso, leva um tempo para a equipe entender o método dele e jogar da forma que ele gosta, seria mais interessante contratá-lo antes da pré temporada.
Imagem

Online
Avatar do usuário
viajante
Júnior
Júnior
Mensagens: 2486
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:31

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por viajante » 30 Abr 2016, 16:21

Tambem acho que vai acabar vindo mesmo o Petkovic.
“Não entendo como as pessoas conseguiram deixar uma instituição centenária, como o Vasco, na mão de empresários. (...) Não se pode deixar o senhor Carlos Leite, empresário de muitos jogadores ali dentro, fazer o que bem entende.” - Eurico Miranda em 2011

Avatar do usuário
Gabrielleao
Júnior
Júnior
Mensagens: 3240
Registrado em: 30 Dez 2015, 19:06

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Gabrielleao » 30 Abr 2016, 16:42

Um exemplo bom do quanto o brasil está atrasado em relação ao mundo na forma de treinar é o famoso treino na Caixa de areia.

Quando o Luxembrugo levou esse treino para o Real Madrid gerou varias manifestações, pois todo esporte de alto rendimento necessita de exercícios específicos como dito pelo Prof. Sandro Sargentim que é preparador físico de futebol e autor do livro Treinamento de força no futebol “Se não for específico, não é do esporte. Independente se a carga aplicada for geral, específica ou especial, deve ser voltada para a realidade dentro da competição.” e a caixa de areia é o inverso.

Resumidamente, os brasileiro, a muito tempo utilizam uma forma de treinamento que tem estudos que mostram que por se treinar um movimento "lerdo", acaba prejudicando na explosão e na velocidade do atleta e mesmo assim continuam utilizando ( foi utilizada pelo felipão no treinamento da copa do mundo) pois os treinadores não fazem a minima noção do por que estão utilizando, só repetem oque é utilizado a anos. ( Link de texto que vai mais afundo nesse assunto).

O Guardiola por exemplo, faz todos seus treinos físicos com bola, para transforma-los o mais especifico possível.

E esse é só UM exemplo de treinamento ultrapassado do brasil, poderia falar dos coletivos que hoje em dia, no mundo, quase ninguém mais dá (no brasil sei que o tite também parou de dar) entre outros "desperdícios" de treino.

Avatar do usuário
matheus_T69
Profissional
Profissional
Mensagens: 4650
Registrado em: 11 Jan 2016, 19:38

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por matheus_T69 » 30 Abr 2016, 17:01

"Começou a carreira no Votoraty em 2009, conseguindo já em seu primeiro ano como técnico os títulos da Campeonato Paulista Série A3 e Copa Paulista. No ano seguinte levou o clube a segunda fase da Copa do Brasil 2010, sendo eliminado pelo futuro semi-finalista Grêmio. Este foi o último jogo do técnico pelo clube, pois os donos da equipe resolveram extinguir o clube em seguida. Pelo prestígio obtido inicialmente, o treinador foi contratado para dirigir o Paulista , equipe com a qual se sagrou bi-campeão da Copa Paulista em 2010.
Em 2011, teve uma breve passagem pelo Botafogo de Ribeirão Preto, sendo demitido após disputar quatro jogos. No final de 2011, Fernando recebeu o comando do Atlético Sorocaba, com o qual atingiu a terceira colocação na Série A2 de 2012, conseguindo o acesso à primeira divisão do futebol paulista em 2013. Foi demitido no segundo semestre de 2012, após eliminação da Copa Paulista. Em 2015, Diniz comandou boa parte do 2º semestre a equipe do Paraná Clube e, em 17 partidas, obteve sete vitórias, três empates e sete derrotas.
Após ser demitido da equipe paranaense, no final de 2015 Fernando Diniz assumiu o comando do recém fundado Grêmio Osasco Audax. No comando do Osasco Audax Fernando conseguiu sua primeira vitória contra um dos times do Trio de Ferro, no dia 20/03/2016 o Grêmio Osasco Audax ganhou de 2x1 da equipe do Palmeiras."

Um bom início de trabalho em um time pequeno e já virou solução. Não passa de uma aposta.
Imagem

Avatar do usuário
Palitin
Júnior
Júnior
Mensagens: 3261
Registrado em: 30 Dez 2015, 16:25

Re: ANÁLISE DOS TÉCNICOS NO BRASIL

Mensagem por Palitin » 30 Abr 2016, 17:09

matheus_T69 escreveu:"Começou a carreira no Votoraty em 2009, conseguindo já em seu primeiro ano como técnico os títulos da Campeonato Paulista Série A3 e Copa Paulista. No ano seguinte levou o clube a segunda fase da Copa do Brasil 2010, sendo eliminado pelo futuro semi-finalista Grêmio. Este foi o último jogo do técnico pelo clube, pois os donos da equipe resolveram extinguir o clube em seguida. Pelo prestígio obtido inicialmente, o treinador foi contratado para dirigir o Paulista , equipe com a qual se sagrou bi-campeão da Copa Paulista em 2010.
Em 2011, teve uma breve passagem pelo Botafogo de Ribeirão Preto, sendo demitido após disputar quatro jogos. No final de 2011, Fernando recebeu o comando do Atlético Sorocaba, com o qual atingiu a terceira colocação na Série A2 de 2012, conseguindo o acesso à primeira divisão do futebol paulista em 2013. Foi demitido no segundo semestre de 2012, após eliminação da Copa Paulista. Em 2015, Diniz comandou boa parte do 2º semestre a equipe do Paraná Clube e, em 17 partidas, obteve sete vitórias, três empates e sete derrotas.
Após ser demitido da equipe paranaense, no final de 2015 Fernando Diniz assumiu o comando do recém fundado Grêmio Osasco Audax. No comando do Osasco Audax Fernando conseguiu sua primeira vitória contra um dos times do Trio de Ferro, no dia 20/03/2016 o Grêmio Osasco Audax ganhou de 2x1 da equipe do Palmeiras."

Um bom início de trabalho em um time pequeno e já virou solução. Não passa de uma aposta.
Me fala uma pessoa que disse que o Fernando Diniz seria uma "solução"...

Apenas é uma boa aposta, que vem se destacando. Como tantas outras.

Se vai dar certo ou não... Quem vai saber? Não tem como saber. Se até os "medalhões" recheados de títulos dão errado diversas vezes, por que uma aposta não daria?
Imagem


Voltar para “Papo de Arquibancada”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante